Make your own free website on Tripod.com

MENSAGENS FINAIS

QUEM SOMOS NISTO CREMOS ESTUDOS JUDICIAIS CARTAS

Capítulo 2 (1872/1883)


Da cegueira à advertência de que a igreja estava se tornando apóstata  

1873 Ela diz: "Em minha última visão foi-me mostrado que mesmo esta decisiva mensagem da Testemunha Verdadeira não havia cumprido o desígnio de Deus. As pessoas cochilam em seus pecados". "Foi-me mostrado que a principal razão por que o povo de Deus se acha atualmente em estado de cegueira espiritual é porque não querem receber a correção. Muitos têm desprezado as reprovações e advertências que lhes têm sido dadas. A Testemunha Verdadeira condena a condição de mornidão do povo de Deus, o que concede a Satanás grande poder sobre eles neste tempo de espera e vigilância".

"A fé na breve volta de Cristo está se dissipando. 'O meu Senhor retarda a Sua vinda' não é somente pronunciado no coração, mas expresso em palavras e mais decididamente em obras1. O estupor neste tempo de vigilância está bloqueando os sentidos do povo de Deus aos sinais dos tempos2".

"Declara a Testemunha Verdadeira: 'Conheço as tuas obras'. Os motivos, os propósitos, a descrença, as suspeitas e ciúmes podem ser ocultados dos homens, mas não de Cristo". "Aqueles que são reprovados pelo Espírito de Deus não devem erguer-se contra o humilde instrumento. É Deus, e não um mortal errante, que falou para salvá-los da ruína. Aqueles que desprezam a advertência serão deixados em trevas para enganarem-se a si mesmos. Mas os que a ela atentarem, e zelosamente prosseguirem na obra de separar seus pecados dos deles, a fim de terem as necessárias graças, estarão abrindo a porta de seus corações de modo a que o querido Salvador possa vir e habitar com eles. Essa classe sempre se achará em perfeita harmonia com o testemunho do Espírito de Deus". "Alguns, em sua condição de tentação, atribuem as dificuldades e perplexidades do povo de Deus aos testemunhos de reprovação que lhes temos dado. Pensam que o problema está com os que dão a mensagem de advertência, que assinalam os pecados do povo e corrigem os seus erros. Muitos são enganados pelo adversário das almas. . . Estão realizando a obra de Satanás, mas pensam que têm um zelo por Deus".

"Julgam que o povo de Deus não tem necessidade de clara abordagem e reprovação3, mas que Deus está com eles. Esses assim tentados, cujas almas nunca estiveram em guerra com a fiel reprovação do pecado, clamarão: 'Falai-nos coisas suaves'".

"O povo de Deus deve ver os seus erros e despertar ao zeloso arrependimento e ao afastamento desses pecados que o tem deixado em tão deplorável condição de pobreza, cegueira, miséria e assustador engano. Foi-me mostrado que o testemunho assinalado deve habitar na igreja. Isto somente responderá à mensagem dos laodiceanos. Os erros precisam ser reprovados, o pecado deve ser chamado de pecado, e a iniqüidade deve ser pronta e decididamente confrontada e afastada de nós como um povo". Testimonies, vol. 3, p. 254-260 (1873).

Grande é a misericórdia de Deus para com o povo adventista do sétimo dia. Nossos líderes, ministros, e povo recusaram as advertências para arrependimento de seus pecados, e mesmo assim Deus não lhes enviou Seus juízos. Com amor, Ele continua a enviar advertências. Até quando pode nossa professa igreja continuar a recusar a Cristo e Suas advertências? À medida que o pecado continue a crescer, os testemunhos se tornam mais severos.

1875 Ela declara: "Se o centro da Obra se tornar corrupto, toda a igreja, em seus diversos ramos e interesses, espalhada por toda a face da Terra, sofre em consequência.

"A principal obra de Satanás está na sede de nossa fé. Ele não poupa esforços para corromper homens em posições de responsabilidade e os persuade a serem infiéis a seus vários depósitos. . . . Satanás está fazendo o máximo para enganá-los e atraí-los a fim de que eles não só se destruam, mas possam influenciar outros a praticar o mal e prejudicar a grande Obra. Ele busca por todos os meios a seu alcance abalar a confiança do povo de Deus na voz de advertência e reprovação com a qual Deus propõe-Se a purificar a igreja e prosperar Sua causa.

"É plano de Satanás enfraquecer a fé do povo de Deus nos Testemunhos4. A seguir vem o ceticismo com respeito a pontos vitais de nossa fé, os pilares de nossa posição5, daí a dúvida quanto às Escrituras Sagradas6, seguindo-se a marcha descendente à perdição. Quando os Testemunhos, que outrora foram cridos, são postos em dúvida e desprezados, Satanás sabe que os que foram enganados não se deterão aí; e ele redobra os seus esforços até colocá-los em aberta rebelião, o que se torna incurável7, e o fim é a destruição". -- Testimonies, vol.4, pp. 210-211 (5 de janeiro de 1875).

Deus tem graciosamente mostrado a Seu povo o futuro. Se o coração da Associação Geral se torna corrompido, então os testemunhos não serão cridos, os pilares de nossa fé serão deixados de lado, as Escrituras Sagradas feitas objeto de dúvida, e daí a incurável rebelião até que a destruição ocorra à nossa professa estrutura adventista do sétimo dia.

1876 Ela afirma: "Deus não envia juízos ao Seu povo sem primeiro adverti-lo a que se arrependa8. Ele emprega todos os meios para trazê-lo de volta à obediência e não visita a sua iniqüidade com juízos até que lhe tenha dado ampla oportunidade para o arrependimento". "Desafiar as palavras do Senhor, pronunciadas mediante os Seus instrumentos escolhidos, somente provocará Sua ira e finalmente acarretará ruína certa aos ofensores9. A indignação freqüentemente se acende no coração do pecador contra o agente a quem Deus escolhe para apresentar Suas repreensões. Sempre tem sido assim, e o mesmo espírito que perseguiu e aprisionou Jeremias por obedecer a Palavra do Senhor existe hoje".

"Existem muitos falsos profetas nestes dias, aos quais o pecado não parece especialmente repulsivo. Eles se queixam de que a paz das pessoas é desnecessariamente perturbada pelas repreensões e advertências dos mensageiros de Deus. Quanto a eles, seduzem as almas dos pecadores numa conformidade fatal com seus ensinos suaves e enganosos. O antigo Israel foi assim seduzido pelas mensagens lisonjeias dos sacerdotes corruptos. A predição deles de prosperidade era mais agradável do que a mensagem do verdadeiro profeta, que aconselhara arrependimento e submissão.

"Aqueles que buscam encobrir o pecado e fazem-no parecer menos agravante à mente do ofensor estão realizando a obra dos falsos profetas e podem esperar que a ira retributiva de Deus siga o seu curso". Testimonies, vol. 4, pp. 179-185 (1876).

A Sra. White agora expressa tudo claramente, ao dizer:

"Um Deus que odeia o pecado chama aqueles que professam observar a Sua lei para se afastarem de toda a iniqüidade. A negligência em arrepender-se e obedecer a Sua palavra trará tão sérias conseqüências sobre o povo de Deus hoje como se deu com o mesmo pecado ao antigo Israel10. Há um limite além do qual Ele não mais retardará os Seus juízos. A desolação de Jerusalém permanece como uma solene advertência perante os olhos do moderno Israel, de que as correções dadas mediante os Seus instrumentos escolhidos não sejam desconsideradas com impunidade". -- Testimonies, vol. 4, pp. 166-167 (1876).

Na desolação de Jerusalém, quais eram as condições que acarretaram sua destruição? Ela declara:

"A vida religiosa da nação judaica tornou-se uma pretensão. . . . A verdade que poderia ter sido para eles um cheiro de vida para vida tornou-se um cheiro de morte para morte". "Seus próprios corações teimosos foram o obstáculo a receberem a verdade. Eles resistiram à convicção do Espírito de Deus".

"Enquanto professando obedecer, eles recusaram-se a prestar obediência a Deus. Eles não eram praticantes da verdade que professavam ensinar". "Deus os chamou para serem co-obreiros com Ele na benção ao mundo; mas enquanto professavam aceitar o chamado, na prática recusaram obedecer."

"Eles recusaram realizar a obra que Deus lhes havia designado, e por causa de sua transgressão, o Senhor estava para divorciar-se da desobediente nação.

"A esse povo foram confiados os oráculos de Deus. Eles estavam circundados pelos preceitos de Sua lei, os eternos princípios de verdade, justiça, e pureza. A obediência a esses princípios deveria ser a sua proteção, pois os salvaria de se destruírem por práticas pecaminosas". "A advertência não foi acatada pelo povo judaico. Eles se esqueceram de Deus, e perderam a luz de seu alto privilégio como Seus representantes. As bênçãos que haviam recebido não trouxeram bênção ao mundo. Todas as suas vantagens foram apropriadas para a sua própria glorificação".

"Os sacerdotes e mestres não foram instrutores fiéis do povo . . . . A culpa desses líderes de Israel não foi semelhante à culpa do pecador comum. Aqueles homens estavam postos sob a mais solene obrigação para com Deus. . . . Mas os sacerdotes e mestres não realizaram a obra de seu sagrado ofício como se estivessem lidando com a propriedade de Deus. Eles estavam sistematicamente roubando-O dos meios e facilidades que lhes foram confiados para o avanço de Sua Obra."

"O povo judaico acariciava a idéia de que eles eram os favoritos do céu, e que sempre deveriam ser exaltados como igreja de Deus . . . Mas por suas vidas de infidelidade estava se preparando para a condenação do céu e para a separação de Deus". "Eles rejeitaram a Luz do mundo, e daí em diante a vida deles foi cercada por trevas como as trevas da meia-noite. A destruição predita veio sobre a nação judaica. . . . Jerusalém foi destruída, o templo ficou em ruínas e o seu sítio arado como um campo11". Parábolas de Jesus, pp. 276-296.

Assim entendemos as condições que trouxeram a destruição a Jerusalém, mas quem realmente foi responsável por sua destruição? Ela afirma:

"Na nação judaica, os sacerdotes e instrutores foram os que por desviaram o povo, roubaram de Deus o culto que Ele reivindicava. Eles é que desviaram a nação de Cristo. . . . Eles estabeleceram os ensinos humanos acima da palavra de Deus e desviaram o povo de Seus preceitos. Não renunciaram a seus mandamentos de feitura humana a fim de obedecerem às demandas da Palavra de Deus"12. "Quando Cristo veio, apresentando à nação as reivindicações de Deus, os sacerdotes e anciãos negaram o Seu direito de interpor-Se entre eles e o povo".

"Pela rejeição de Cristo, com os resultados seguintes, fizeram-se responsáveis. O pecado de uma nação e a ruína de uma nação deveram-se aos líderes religiosos". Parábolas de Jesus, pp. 304-305.

Acaso esses tremendos testemunhos e advertências trouxeram o arrependimento de nossa professa Igreja Adventista do Sétimo Dia?

1879 Ela afirma: "Como um povo estamos apostatando de Deus. O coração de Seus professos filhos está se apartando Dele. Conquanto tenha um nome para viver, as verdadeiras e vitais energias da alma tornaram-se espiritualmente mortas".

"Rogo aos meus irmãos e irmãs para fazerem o máximo das oportunidades que Deus lhes concedeu. Cristo, quando chorava sobre Jerusalém, exclamou: 'Ah! se tu conhecesses também, ao menos neste teu dia, o que à tua paz pertence! Mas agora isto está encoberto aos teus olhos'. O pecado de Jerusalém estava em abusar de privilégios passados, e ela estava selando sua sorte ao rejeitar as presentes misericórdias e advertências. A fraca fé de nosso povo hoje mostra que as advertências e reprovações passadas não foram acatadas, e a dureza de coração, e a indiferença, e a descrença são o resultado."

"O amor do Salvador não tem cessado. Cristo olha com tristeza para os membros individuais da igreja, e exclama: 'Não vireis a Mim para terdes vida'? O tempo de graça está passando rapidamente; a taça da indignação de Deus está rapidamente se enchendo. Irão aqueles que professam estar esperando pelo aparecimento de seu Senhor desde o Céu ser achados em falta...?"

"Todos esses professos cristãos são representados pelo homem que edificou sua casa sobre a areia; enquanto os ouvintes e fazedores da Palavra são representados pelo homem que edificou sua casa sobre a Rocha, e em meio à tempestade e enchente, esta permaneceu imóvel. Assim o verdadeiro fundamento de toda alma é representada por aqueles que não só ouvem a verdade, mas a praticam. Review and Herald, 10 de julho de 1879.

Nesse mesmo ano, ela prosseguiu:

"A desonestidade é praticada por todas as nossas fileiras, e esta é a causa da mornidão, de parte de tantos que professam crer na verdade. Não estão ligados a Cristo e estão enganando suas próprias almas. Sinto-me penalizada em fazer a declaração de que há uma alarmante falta de honestidade mesmo entre os observadores do sábado. . . . A Bíblia condena nos mais fortes termos toda falsidade, falsos negócios e desonestidade13. O certo e o errado estão claramente expostos. Mas foi-me mostrado que o povo de Deus colocou-se no terreno do inimigo; sucumbiu a suas tentações e seguiu os seus engodos até terem as sensibilidades temerosamente dormentes." "O último desvio da veracidade e retidão é uma transgressão da lei de Deus". Testimonies, vol. 4, pp. 310-312 (1879).

Acaso nossa igreja continuou a crescer em desonestidade e falsidade?

1881 Ela diz: "Vi que até mesmo o espírito de perjúrio14, que tornaria a verdade em falsidade, o bem em mal15, e a inocência em crime, está agora ativo, realizando uma obra que tem o aroma do inferno, antes que o do Céu. Satanás exulta com a condição do professo povo de Deus". -- Special Testimony [Testemunho Especial], p. 80.4, julho de 1881 (impresso em 1889). Versão revisada em Testimonies, vol. 5, 94-95.

Como vimos, nossos próprios líderes adventistas do sétimo dia e ministros rejeitaram as advertências de Deus. Eles são enganados e conduzem o povo de Deus para a armadilha de Satanás. Fielmente, a Sra. White fez repetidas advertências da parte de Deus para a nossa igreja. Agora a verdade está sendo transformada em falsidade! Por quanto tempo mais isto pode continuar antes que algo de maior envergadura aconteça?

1882 Ela diz: "Eu sabia que uma crise deveria ter lugar. Deus tem dado a este povo testemunhos claros e assinalados para impedir este estado de coisas. Tivessem os membros da igreja obedecido a voz do Espírito Santo na advertência, conselho e apelo, eles agora estariam desfrutando unidade e paz. Mas esses testemunhos não foram acatados por aqueles que professam crer neles, e como resultado tem havido um amplo desvio de Deus, e a retirada de Sua bênção. . . . Sem Cristo nada podeis ter, senão uma enganosa esperança, pois Ele próprio declara: 'Se alguém não permanece em Mim, é lançado fora como um ramo seco; e os homens o apanham e o lançam no fogo, e é queimado16'".

"Digo-vos, no temor de Deus, que me tem sido mostrado que muitos de vós perdereis a vida eterna porque estais edificando vossas esperanças do Céu sobre um falso fundamento. Deus está vos deixando para vós mesmos, 'para te humilhar, e te provar, e saber o que está em teu coração'. Tendes negligenciado as Escrituras. Desprezais e rejeitais os testemunhos porque eles reprovam vossos pecados acariciados e perturbam vosso comodismo."

"Pensei em permanecer em silêncio e deixar-vos até que pudésseis ver e aborrecer a pecaminosidade de vosso curso de ação; mas a apostasia de Deus produz dureza de coração e cegueira de mente, e há cada vez menos percepção da verdadeira condição, até que a graça de Deus seja finalmente retirada, como o foi da nação judaica". "A classe de professos observadores do sábado que tenta formar uma união entre Cristo e belial, que apanha a verdade com uma mão e o mundo com a outra, rodeou os seus filhos e anuviou a igreja com uma atmosfera inteiramente estranha à religião e ao espírito de Cristo. Estes não ousaram opor-se abertamente às reivindicações da verdade. Eles não ousaram tomar uma firme posição e dizer que não criam nos testemunhos; não obstante, quando nominalmente crendo em ambos, não obedeceram a nenhum. . . . Essa classe é constituída de professos cristãos."

"O testemunho que vos é trazido pelo Espírito de Deus é: Não parlamenteis com o inimigo. Eliminai os espinhos, ou eles vos eliminarão. Quebrai o terreno árido do coração. Permiti que a obra se realize ali profunda e completamente. Permiti que o arado da verdade arranque as ervas daninhas."

"Deus nos tem dado, como um povo, advertências, reprovações, e avisos de perigo, à direita e à esquerda, para conduzir-nos para longe dos costumes mundanos e das práticas do mundo. Ele requer de nós que sejamos peculiares em fé e caráter, para alcançarmos um padrão bem mais avançado do que o dos mundanos. . . . O Senhor está olhando para cada coração. Ele pesa os nossos motivos. Ele testará cada alma. Quem suportará o teste? Testimonies, vol. 5, pp. 46-62. 28 de março de 1882.

Nesse mesmo ano, ela declarou:

"Cristo anseia operar poderosamente por Seu Espírito para a convicção e conversão de pecadores. Mas, segundo o Seu divino plano, a obra precisa ser realizada pela instrumentalidade de Sua igreja; e seus membros até aqui se desviaram tanto Dele que Ele não pode realizar a Sua vontade por seu intermédio. . . . Somente aqueles que confiam totalmente em Deus estão seguros agora. Não devemos seguir qualquer exemplo humano ou inclinar-nos sobre qualquer suporte humano. Muitos estão constantemente assumindo posições erradas e tomando medidas equivocadas; se confiarmos em sua direção seremos desviados".

"A repreensão do Senhor está sobre o Seu povo por seu orgulho e descrença. Ele não restaurará a eles as alegrias de Sua salvação enquanto se desviam das instruções de Sua Palavra e de Seu Espírito17. Ele dará graça àqueles que O temerem e caminharem na verdade, e retirará Suas bênçãos de todos os que assimilarem o mundo. Misericórdia e verdade são prometidas aos humildes e penitentes, e os juízos são denunciados contra os rebeldes".

"Eu aconselho esta igreja a dar atenção à admoestação do Salvador: 'Lembra-te pois donde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres'". Testimonies, vol. 5, p. 189-191 (1882).

Acaso a nossa Igreja Adventista do Sétimo Dia se arrependeu e começou novamente a praticar as primeiras obras e crescer rumo a Cristo, ou recusou a Cristo e inclinou-se ainda mais na direção do mundo? Ela diz:

"O meu coração dói dia após dia e noite após noite por nossas igrejas. Muitos estão progredindo, mas na vereda de retorno. 'A vereda do justo . . . brilha mais e mais, até ser dia perfeito'. A marcha deles é para frente e para cima. Eles progridem de força em força, de graça em graça, e de glória em glória. Este é o privilégio de todas as nossas igrejas. Mas, oh, quão diferente tem sido com elas! Precisam de divina iluminação. Devem encará-lo. Eu sei o que digo. A menos que se tornem verdadeiramente cristãos18, seguirão de fraqueza em fraqueza, as divisões aumentarão, e muitas almas serão levadas à perdição".

"O pecado do antigo Israel dizia respeito a desconsiderar a expressa vontade de Deus e a seguir seu próprio caminho seguindo a liderança de corações não santificados. O moderno Israel está rapidamente seguindo os seus passos, e o desprazer do Senhor tão seguramente repousa sobre ele." Testimonies, vol. 5, pp. 93-94 (1882).

Se nossa professa liderança adventista do sétimo dia continuar a rejeitar os testemunhos de advertência e reprovação procedentes de Deus, tornar-se-á exatamente como os líderes do antigo Israel. Tais líderes se tornarão não santificados em seu coração e vida e conduzirão nosso povo adventista do sétimo dia ao erro e ao engano, e finalmente à destruição. Continuaram eles a rejeitar os testemunhos?

No capítulo intitulado "Os Testemunhos Rejeitados", ela declara:

"Aqueles que se separam de Deus chamarão às trevas luz, e ao erro verdade. Mas a escuridão nunca se provará luz, nem o erro se tornará verdade19. As mentes de muitos têm sido tão obscurecidas e confundidas por costumes mundanos, práticas mundanas, e mundanas influências que todo o poder para discriminar entre a luz e as trevas, a verdade e o erro, parece destruído. Tinha pouca esperança de que as minhas palavras seriam compreendidas; mas quando o Senhor veio a Mim tão decididamente, não pude resistir ao Seu Espírito. Sabendo que estivesteis tão envolvidos nos ardis de Satanás, senti que o perigo era demasiado grande para manter-me em silêncio."

"Aquele Deus que conhece a condição espiritual deles declara: Eles acariciaram o mal e separaram-se de Mim. Desviaram-se, cada um deles. Nenhum está isento de culpa. Eles Me esqueceram, a Fonte de águas vivas, e cavaram para si cisternas rotas que não podem segurar água nenhuma. . . . E não atentarão ao testemunho que lhes envio. Não verão os seus perversos caminhos para se converterem e para que Eu os cure.

"Vi que a reprovação de Deus estava sobre o Seu povo devido a sua assimilação do mundo20. . . . Contudo, agora quando vos envio um testemunho de advertência e reprovação, muitos de vós declaram que isto é tão somente a opinião da Irmã White. Tendes desse modo insultado o Espírito de Deus". "Que voz reconhecereis como a voz de Deus? Que poder tem o Senhor em reserva para corrigir vossos erros e mostrar-vos o vosso caminho como ele realmente se apresenta? Que poder para operar na igreja? Tendes, por vosso próprio curso de ação, fechado toda avenida pela qual o Senhor vos alcançaria. Irá ele levantar alguém dentre os mortos para vos falar? Se recusais crer até que cada sombra de dúvida seja removida21 nunca crereis. A dúvida que requer perfeito conhecimento nunca se submeterá à fé. . . . Devemos resistir e vencer a inclinação, e obedecer a voz da consciência sem argumentação ou comprometimento, para que os seus apelos não cessem e a vontade e o impulso ganhem controle. A palavra do Senhor vem a todos nós que não resistimos a Seu Espírito por determinar não ouvir e não obedecer. Esta voz é ouvida nas advertências, conselhos, reprovação22. É a mensagem de luz do Senhor para Seu povo. Se esperarmos por chamados mais altos ou melhores oportunidades, a luz pode ser retirada, e nós deixados em trevas."

"Foi-me mostrado que enfermidade dolorosa e contagiosa está sobre nós, a qual produzirá morte espiritual a menos que seja impedida. Isso é terrível, bem no coração da Obra, onde a saúde e vitalidade são tão essenciais para a saúde do organismo". "Penaliza-me dizer-vos, meus irmãos, que vossa pecaminosa negligência em caminhar na luz tem-vos envolvido em trevas. . . . Somente posso exclamar, como pudestes fazer exatamente o que a voz de Deus vos proibiu de fazer? O Senhor vos está testando e provando. Ele tem aconselhado, admoestado e apelado. Todas essas solenes admoestações farão a igreja melhor ou decididamente pior".

"O grande pecado dos judeus foi o de negligenciarem e rejeitarem as oportunidades presentes. Ao Jesus considerar a condição de Seus professos seguidores hoje, Ele vê vil ingratidão, oco formalismo23, hipócrita insinceridade, orgulho farisaico e apostasia24."

"Foi-me mostrado que o espírito do mundo está rapidamente fermentando a igreja. Estais seguindo o mesmo caminho do antigo Israel25. . . . Vossa negligência em seguir a luz vos colocará numa posição mais desfavorável do que os judeus sobre os quais Cristo pronunciou um ai".

"Mas poucos sabem o que as nossas igrejas devem experimentar. Vi que presentemente estamos sob a paciência divina, mas ninguém pode dizer por quanto tempo isso continuará. Ninguém sabe quão grande é a misericórdia que tem sido exercida para conosco". "Muitos de nosso povo são mornos. Eles ocupam a posição de Meroz26, não sendo nem contra, nem a favor, nem frios, nem quentes. Ouvem as palavras de Cristo, mas não as põem em prática. Se permanecem nessa condição, Ele os rejeitará com aborrecimento".

"Eu raramente choro, mas agora encontro meus olhos turvados de lágrimas; elas estão caindo sobre o meu papel enquanto escrevo". "O que posso dizer para despertar o nosso povo? Digo-vos que não poucos ministros que se apresentam diante do povo para explicar as Escrituras estão contaminados. Os seus corações são corruptos, suas mãos impuras27. Contudo, muitos estão clamando: 'Paz, paz', e os obreiros da iniqüidade não estão alarmados. A mão do Senhor não está encurtada para que não possa ouvir; mas são os nossos pecados que nos separaram de Deus. A igreja está corrompida por causa de seus membros que contaminam os seus corpos e poluem suas almas".

"Se todos quantos se reúnem para reuniões de edificação e oração pudessem ser considerados verdadeiros adoradores, então podíamos ter esperança, conquanto muito ainda permaneceria para ser feito por nós. É, contudo, em vão enganar-nos a nós mesmos. . . . O espírito que prevalece em nosso tempo é o de infidelidade28 e apostasia29. . . ." "Há um espírito de exaltação idolátrica de mero raciocínio humano sobre a revelada sabedoria de Deus30".

"Há homens entre nós em posições de responsabilidade que sustentam que as opiniões de alguns poucos assim chamados conceituados filósofos merecem maior confiança do que a verdade da Bíblia, ou os testemunhos do Espírito Santo31. . . . É ensinado na maioria de nossas escolas e vem nas lições do rol do berço32".

"Deus prometeu que onde os pastores não forem verazes, Ele próprio tomará conta do rebanho33. Deus nunca fez com que o rebanho fosse inteiramente dependente de instrumentalidades humanas. Mas os dias de purificação da igreja estão se aproximando rapidamente34. Deus terá um povo puro e verdadeiro".

"O tempo não está distante quando a prova virá a toda alma. A marca da besta ser-nos-á instigada. Aqueles que se submeteram passo a passo às exigências mundanas e se conformaram com os costumes do mundo não acharão difícil submeter-se às autoridades, antes que sujeitarem-se a zombaria, insulto, ameaça de prisão, e morte. A disputa é entre os mandamentos de Deus e os mandamentos de homens. Nesse tempo, o ouro será separado da escória, na igreja".

"Satanás acossará duramente os fiéis35, mas no nome de Jesus, eles sairão mais do que vencedores. Então a igreja de Cristo surgirá 'bela como a lua, clara como o sol, e terrível como um exército com bandeiras'".

"Só somos povo de Deus se o formos completamente. Todo peso, todo pecado que assedia, deve ser posto de lado. A sentinela de Deus não proclamará 'Paz, paz', quando Deus não tem falado em paz. A voz da sentinela fiel será ouvida; 'Saí daqui, não toqueis nada imundo; saí do meio dela36; purificai-vos os que trazeis os vasos do Senhor'".

"A igreja não pode medir-se segundo o mundo, nem segundo a opinião dos homens nem pelo que outrora foi. Sua fé e posição no mundo como agora são deve ser comparada com o que teria sido caso sua marcha sempre houvesse sido para frente e para o alto. A igreja será pesada nas balanças do santuário. Se o seu caráter moral e condição espiritual não corresponderem aos benefícios e bênçãos que Deus lhe tem conferido, ela será achada em falta. A luz de 1882 a chama a prestar contas. Se os seus talentos não aumentaram, se os seus frutos não são perfeitos perante Deus, se a sua luz se tornar trevas, ela verdadeiramente será achada em falta37. O conhecimento de nosso estado, como Deus o vê, parece estar oculto de nós. . . . Professamos conhecer a Deus, e crer na verdade, mas O negamos com as obras. Nossos atos estão diretamente em oposição aos princípios da verdade e da justiça, pelos quais professamos ser governados". Special Testimony [Testemunho Especial], pp. 41-66, 20 de junho de 1882 (impresso em 1889). Versão revisada em Testimonies, vol. 5, pp. 62-84.

NOTA - Nossos professos líderes alteraram o título de "Testemunhos Rejeitados" para "Testemunhos Desatendidos". Que engodo! Que testemunho de advertência e contemplação do futuro da parte de nosso bendito Senhor através da Sra. White! Ela disse que estamos seguindo o mesmo caminho de Israel (ver p. 36). Isso, então, significa que Satanás é o líder da professa Igreja Adventista do Sétimo Dia! (ver pp. 23-24, nota no 4). Mas como se isso não bastasse, mais testemunhos vieram contra nossa professa Igreja Adventista do Sétimo Dia e sua liderança pelo final do ano e no seguinte. Ela declara:

"Temos desfrutado grande luz e muitos privilégios. Desviar-nos-emos de todas essas bênçãos, para sacrificar o caráter peculiar e santo que nos distinguiria como filhos de Deus? Se assim rebaixarmos a misericórdia de Deus, os juízos contra Cafarnaum certamente nos sobrevirão. Nossa punição será mais pesada do que se não houvéssemos desfrutado tão grande luz. Assim as advertências, reprovações e conselhos, que, aceitos e obedecidos, nos trariam bênçãos incontáveis, tornam-se uma maldição quando são rejeitados".

"Pode Cristo dizer de Seus professos seguidores: Este é Meu povo peculiar; Eu Me entreguei por eles, para redimi-los de toda iniqüidade, de modo a que expressassem o louvor a Quem os chamou das trevas para a Minha maravilhosa luz? Não diria, antes, o Senhor: Como a bela cidade se torna uma meretriz38 e a casa de Meu Pai um lugar de comércio. Devido a vossa descrença, não posso realizar muitas obras poderosas entre vós". Review and Herald, 7 de novembro de 1882.

1883 Ela declara: "Todos recebem a mesma oportunidade que foi concedida ao primeiro grande rebelde para demonstrar o espírito que os move à ação39. É propósito de Deus que todos sejam testados e provados, para ver se será leal ou desleal às leis que governam o reino dos Céus."

"Satanás está preparando a obra mediante as suas agências humanas40 em segredo41. . . . Precisamos conhecer as razões de nossa fé". "Muitos estão apegados à verdade somente com as pontas dos dedos42. Eles tiveram grande luz e muitos privilégios. A exemplo de Cafarnaum, foram exaltados até o Céu nesse aspecto. No tempo de prova e tribulação que se aproxima, eles se tornarão apóstatas43 a menos que ponham de lado o seu orgulho e auto-confiança, a menos que passem por uma inteira transformação de caráter44". Letter 5, 1883; Mensagens Escolhidas, Livro 3, pp. 414-415.

Como tendes lido, nossa professa estrutura, liderança, ministros e povo adventista do sétimo dia foram apenas poupados dos juízos de Deus por "divina misericórdia". Mas por quanto tempo?

A apostasia havia começado, mas ainda não se desenvolvera completamente. A sabedoria humana, no lugar da sabedoria divina, estava sendo ensinada ao nosso povo com aprovação da liderança. Nossos próprios ministros adventistas do sétimo dia eram falsos e corruptos, mantendo a verdade longe do nosso povo de modo a que não suspeitasse de que houvesse qualquer coisa errada.

Nossa professa Igreja Adventista do Sétimo Dia deve ser pesada e será achada em falta se a estrutura global da igreja e o seu povo não aceitarem plenamente essas advertência e verdadeiramente se arrependerem! Se esse arrependimento não tiver lugar, então a rebelião, a corrupção e a apostasia se acumularão até que nossa professa Igreja Adventista do Sétimo Dia receba a condenação de Deus como ocorreu com Cafarnaum. Deus será forçado a denunciá-la como meretriz, e toda nossa falsa estrutura desabará.

O genuíno povo adventista do sétimo dia é aconselhado a não permanecer no meio das trevas, corrupção e apostasia, mas a sair e separar-se (ver nota no 36). Com todos esses testemunhos, arrependeram-se eles?

Notas de Rodapé

#1: "O mau servo diz em seu coração: 'O meu Senhor retarda a Sua vinda'. Ele não diz que Cristo não virá. Ele não faz pouco caso da idéia de Sua segunda vinda. Mas em seu coração e por suas ações e palavras, declara que a vinda do Senhor é retardada. Ele remove das mentes dos outros a convicção de que o Senhor está vindo bem depressa. Sua influência leva homens a uma descuidosa e presunçosa delonga. Eles se confirmam em seu mundanismo e estupor. As paixões terrenas, pensamentos corruptos, tomam posse da mente. . . . Eles se misturam com o mundo. Os semelhantes crescem em transgressão. Trata-se de uma temerosa assimilação. Com o mundo ele é apanhado na armadilha. 'O Senhor daquele servo virá. . . . numa hora em que não espera, e separa-lo-á, e destinará a sua parte com os hipócritas'". O Desejado de Todas as Nações, p. 635.1.

#2: "Uma igreja apostatada fechou os olhos aos sinais dos tempos". -- Spirit of Prophecy, vol. 4, p. 200.7.

"O advento de Cristo surpreenderá os falsos mestres. Eles dizem: 'Paz e segurança'. Igual que os sacerdotes e mestres antes da queda de Jerusalém, procuraram a igreja para desfrutarem prosperidade terrena e glória. Os sinais dos tempos interpretaram como predizendo isso. Mas o que diz a Palavra da Inspiração? 'Sobre eles há de vir inesperada destruição'". O Desejado de Todas as Nações, p. 635.5.

#3: "Deus enviará repreensão e advertência ao Seu povo enquanto continuar sobre a Terra". Testimonies, vol. 4, p. 180.9.

"Em cada geração, Deus tem enviado Seus *servos para repreender o pecado, tanto no mundo quanto na igreja. Mas o povo deseja que coisas suaves lhe seja dito, e a verdade pura e sem retoques não é aceita". Spirit of Prophecy, vol. 4, p. 423.8.

#4: "Satanás operará engenhosamente, por diferentes formas e agências, para abalar a confiança do povo remanescente de Deus no verdadeiro testemunho". Mensagens Escolhidas, Livro 1, p. 48.8.

"Haverá um ódio de origem satânica dirigido contra os testemunhos, . Os esforços de Satanás serão voltados a abalar a fé das igrejas neles, por esta razão: Satanás não pode ter um caminho tão claro para introduzir os seus enganos e prender as almas em suas mentiras se as advertências e reprovações e conselhos do Espírito de Deus forem atendidos". Mensagens Escolhidas, Livro 1, p. 48.9.

#5: "Negar esta obra seria negar o Espírito Santo, e nos colocaria na companhia daqueles que se desviaram da fé, dando atenção a espíritos sedutores. O inimigo porá tudo em operação para desarraigar a confiança dos crentes nos pilares de nossa fé nas mensagens do passado, que nos colocaram na elevada plataforma da verdade eterna, e que estabeleceram e deram caráter à obra. O Senhor Deus de Israel conduziu o Seu povo, descortinando-lhe a verdade de origem celestial". "A verdade para este tempo é preciosa, mas aqueles cujos corações não foram quebrantados por caírem sobre a Rocha, Cristo Jesus, não verão nem compreenderão o que é verdade. Eles aceitarão o que agrada a suas idéias, e começarão a lançar outro fundamento que não foi estabelecido. Eles se gabarão de sua própria vaidade e conceito, pensando que são capazes de remover os pilares de nossa fé, e substituí-los por pilares que criaram. Isso prosseguirá assim enquanto perdurar o tempo". Notebooks Leaflets, pp. 61-62.

#6: "Nada há que ele [Satanás] mais deseje do que destruir a confiança em Deus e Sua Palavra. Satanás posta-se à frente do grande exército de céticos, e opera com o seu máximo poder para seduzir almas e atraí-las a suas fileiras". Spirit of Prophecy, vol. 4, p. 349.4.

"É a rejeição da verdade bíblica que faz os homens se aproximarem da infidelidade". Signs of the Times, vol. 3, p. 99.6.

#7: "Eu me indago se a genuína rebelião pode jamais ser curável". Notebooks Leaflets, p. 57.6.

"Toda vez que os homens começam a rebelar-se, atuam secretamente e na obscuridade . . . como fazia Satanás com os seus associados angélicos, a ele subordinados, e obtêm sua simpatia por falsas representações". S.D.A. Bible Commentary, vol. 1, p. 1115.1.

"A rebelião começou com Satã, e toda rebelião contra Deus deve-se diretamente à influência satânica". Patriarcas e Profetas, p. 635.1

#8: "Em cada época é concedido aos homens o seu dia de luz e privilégio, um tempo de graça em que eles possam reconciliar-se com Deus. Mas há um limite para essa graça. A misericórdia pode apelar por anos e ser desconsiderada e rejeitada; mas chega um tempo em que a misericórdia faz o seu último apelo. O coração se torna tão endurecido que deixa de responder ao Espírito de Deus. Então a voz doce e vitoriosa não mais apela ao pecador, e as repreensões e advertências cessam". O Desejado de Todas as Nações, p. 587.2.

#9: "Nos juízos pronunciados sobre Israel, aqueles que rejeitam as reprovações e advertências do Espírito de Deus podem ler sua própria condenação". -- O Desejado de Todas as Nações, p. 587.5.

#10: "Que lição é esta para os homens que hoje mantêm posições de responsabilidade na igreja de Deus! Que lição advertindo a fielmente tratarem com os erros que trazem desonra à causa da verdade! Que os que reivindicam ser depositários da lei de Deus não se gabem de que a consideração que exteriormente revelam para com os mandamentos os preservará do exercício da justiça divina. Que ninguém recuse ser reprovado pela iniqüidade, nem acuse os servos de Deus de serem por demais zelosos no empenho de purificarem de todo o mal o acampamento. . . . A negligência em arrepender-se e prestar voluntária obediência trará aos homens e mulheres de hoje conseqüências tão sérias como as que sobrevieram ao antigo Israel". Profetas e Reis, p. 416-417.

#11: Todo esse parágrafo descreve perfeitamente o sentido da palavra desolação (ver pp. 4-5).

#12: "Na exaltação do humano acima do divino . . . multidões hoje estão seguindo a baal". Profetas e Reis, pp. 170.7.

#13: "Deus tem uma controvérsia com todos quantos praticam a mínima injustiça; pois em fazê-lo eles rejeitam a autoridade de Deus e põem em perigo o seu interesse na expiação, a redenção que Cristo propiciou a cada filho e filha de Adão. Valerá a pena seguir um curso de ação que aborreça a Deus? Testemunhos Para Ministros, p. 373.3.

#14: "Caso o filho do engano e falso testemunho seja acolhido por uma igreja que tem tido grande luz, grande evidência, essa igreja descartará a mensagem que o Senhor enviou, e receberá as mais incoerentes asserções e falsas suposições e falsas teorias. Satanás sorri por sua loucura, pois ele sabe o que é a verdade.

"Muitos se apresentarão em nossos púlpitos com a tocha da falsa profecia nas mãos, acesa na tocha infernal de Satã". Testemunhos Para Ministros, pp. 409-410.

NOTA - Nossa liderança mudou a palavra "filho" do engano para "pecado" do engano, na edição de 1962: Isso altera todo o sentido--que engodo!

#15: "Os membros da igreja de Satanás têm estado constantemente em ação para dispensarem a lei divina, e confundirem a distinção entre o bem e o mal. Satanás está operando com grande poder mediante e nos filhos da desobediência para exaltar a traição e a apostasia como verdade e lealdade". Testemunhos Para Ministros, p.16.3.

#16: "Quão grande foi a dor de Cristo ao ver os judeus estabelecendo o seu próprio destino além da redenção! Ele somente poderia compreender o significado da rejeição, traição e condenação do Filho de Deus por parte deles. Sua última esperança para a nação judaica tinha-se esvaído. Nada podia evitar a sorte deles. Deus foi negado como o seu dirigente pelos representantes da nação. . . . Daí em diante, a nação judaica, como nação, era como um ramo separado da videira--um ramo infrutífero e morto, a ser colhido e queimado . . . -- morto em transgressões e pecados--sem um Salvador". S.D.A. Bible Commentary, vol. 5, p. 1149.2.

#17: "Uma coisa é certa: Aqueles adventistas do sétimo dia que tomam posição sob a bandeira de Satanás primeiro renunciarão a sua fé nas advertências e reprovações contidas nos testemunhos do Espírito de Deus". Mensagens Escolhidas, Livro 3, p. 84.6.

#18: "Vi que muitos teriam que aprender o que é ser um cristão--que não o é só de nome; mas significa ter a mente de Cristo, submetendo-se à vontade de Deus em todas as coisas". Testimonies, vol. 1, p. 152.6.

"Um cristão é alguém cujo coração é controlado pelo Espírito Santo". Australian Record Articles, p. 139.2.

"A vida cristã é constantemente uma marcha adiante. Jesus se assenta como um refinador e purificador do Seu povo; e quando Sua imagem estiver perfeitamente refletida neles, eles estão perfeitos e santos, e preparados para a trasladação. Uma grande obra é requerida do cristão. Somos exortados a purificar-nos de toda imundície da carne e do espírito, aperfeiçoando a santidade no temor de Deus". Testimonies, vol. 1, p. 340.7.

"Uma religião pura, uma vida santa e reta, são as evidências de que um homem é cristão". Testemunhos Para Ministros, p. 280.9.

"Muitos se perderão enquanto esperando e desejando ser cristãos; mas não fazem qualquer determinado esforço para tanto, assim, serão pesados na balança e achados em falta". Testimonies, vol. 2, pp. 265-266.

#19: "A verdade é reta, plena, clara e corajosamente permanece em pé em sua própria defesa; mas o mesmo não se dá com o erro. Ele é tão enrolado e distorcido que precisa de uma multidão de palavras para explicar-se em sua forma tortuosa". Primeiros Escritos, p. 96.7.

"O erro não pode subsistir sozinho, e logo se extinguiria se não se ligasse como um parasita sobre a árvore da verdade. O erro extrai sua vida da verdade de Deus". Review and Herald, vol. 3, p. 301.6.

#20: "Se a igreja segue um curso de ação semelhante ao do mundo, os membros compartilharão da mesma sorte. Ou melhor, por terem recebido maior luz, a sua punição será maior do que a dos impenitentes". -- Testimonies, vol. 5., p. 100.5.

#21: "Satanás tem a habilidade de sugerir dúvida e imaginar objeções ao assinalado testemunho que Deus envia, e muitos julgam ser virtude, uma marca de inteligência neles, ser descrente e questionar e argumentar. Aqueles que desejam duvidar têm muito terreno para isso. Deus não Se propõe a remover toda ocasião para a descrença. Ele oferece evidência, que deve ser cuidadosamente investigada com mente humilde e espírito de aprendizado, e todos devem decidir a partir do peso da evidência. Deus oferece evidência suficiente para a mente cândida crer; mas aquele que se volve do peso da evidência porque há umas poucas coisas que não pode tornar clara a sua compreensão finita será deixado na atmosfera fria e enregelante da descrença e das dúvidas persistentes, e naufragará na fé". Testimonies, vol. 5, pp. 675-676.

#22: ". . . apresentando as palavras de vida; eles reprovaram, aconselharam e apelaram". Testimonies, vol. 5, p. 210.5.

#23: "Uma religião formal deve ser temida, pois nela não há Salvador". - Testimonies, vol. 4, p. 396.3.

#24: O Webster's New World Dictionary declara que "apostasia" é o "abandono" daquilo em que uma pessoa crê como um ponto de fé".

#25: "As alianças feitas pelos israelitas com os vizinhos pagãos levaram à perda de sua identidade como povo peculiar de Deus. . . . As vantagens pelas quais se venderam pensando em obter vantagem trouxeram somente decepção e provocaram a perda de muitas almas". "Deus vem com apelos e garantias àqueles que estão cometendo erros. Ele busca mostrar-lhes seus erros, mas se recusam humilhar seus corações perante Ele, se lutam para exaltar-se acima Dele, Ele deve falar-lhes em termos de juízo". S.D.A. Bible Commentary, vol. 4, p. 1155.9.

No 26: "A obediência é requerida; e a menos que obedeçais estareis sobre uma situação pior do que o terreno neutro. A menos que sejais favorecidos com as bênçãos de Deus tereis a Sua maldição. Ele requer de vós que sejais dispostos e obedientes, e declara que comereis o bem da terra. Uma amarga maldição é pronunciada sobre aqueles que não vêm ao auxílio do Senhor. 'Amaldiçoai a Meroz, disse o anjo do Senhor, amaldiçoai amargamente os seus moradores; porque eles não vieram em auxílio do Senhor, para ajudar o Senhor contra os poderosos'. Satanás e seus anjos estão no campo para opor cada passo de progresso que o povo de Deus dá, portanto a ajuda de todos é requerida". Testimonies, vol. 2, p. 166.2.

". . . à semelhança de Meroz, a maldição do Senhor manifestou-se sobre eles pelo que não haviam feito. . . . As palavras ditas a eles eram por demais solenes: 'Pesado fostes na balança, e achado em falta'". Testimonies, vol. 4, p. 386.8.

#27: "Não importa quão elevadamente um ministro possa ter estado no favor de Deus, se negligenciar seguir a luz que lhe foi dada por Deus, se recusar ser ensinado como uma criancinha, ele irá para as trevas e enganos satânicos e conduzirá outros no mesmo caminho". Testimonies, vol. p. 214.5.

"Cristo predisse que a indevida presunção de autoridade praticada por escribas e fariseus não findaria com a dispersão dos judeus. . . . Suas temíveis denúncias de escribas e fariseus, e suas advertências ao povo para não seguir esses líderes cegos, foram postos em registro como uma advertência às futuras gerações. Com as muitas advertências contra falsos mestres, por que as pessoas estão tão prontas a confiar a guarda de suas almas ao clero?" Spirit of Prophecy, vol. 4, pp. 414-415.

"Multidões que confiam implicitamente em seus pastores, recusam ouvir a advertênciaA; e outros, conquanto convencidos da verdade, não ousam confessá-la temendo serem postos 'fora da sinagoga'. A mensagem que Deus havia enviado para o teste e purificação da igreja revelou com muita precisão quão elevado era o número dos que haviam colocado suas afeições neste mundo, antes que sobre Cristo". O Conflito dos Séculos, p. 380.5.

A. "Eles são ensinados a aceitar seus ensinos como interpretados pela igreja; e há milhares que ousam nada receber, não importa quão plenamente revelado na Escritura, que seja contrário a seu credo ou ao ensino estabelecido de sua igreja". O Conflito dos Séculos, p. 596.7.

#28: "A Bíblia está ao alcance de todos, mas há somente poucos que a aceitam como guia para a vida. A infidelidade prevalece em alarmante extensão, não meramente no mundo, mas na igreja". Spirit of Prophecy, vol. 4, p. 399.1.

"Uma vez que os grandes fatos da fé, ligados à história de homens santos do passado, foram-me abertos em visão; também o importante fato de que Deus em parte alguma tem considerado levianamente o pecado dos apóstatas, tenho mais do que nunca me convencido de que a ignorância desses fatos, e a ardilosa vantagem que se tira dessa ignorância por alguns que sabem melhor, são os grandes baluartes da infidelidade". -  Mensagens Escolhidas, Livro 3, p. 101.7.

#29: "Somente a obediência aos requisitos celestes guardarão o homem da apostasia. Deus tem concedido ao homem grande luz e muitas bênçãos; mas a menos que essa luz e essas bênçãos sejam aceitas, eles não têm segurança contra a desobediência e a apostasia. Quando aqueles a quem Deus exaltou a posições de alta confiança volvem-se Dele para a sabedoria humana, sua luz se transforma em trevas". Profetas e Reis, p. 83.7.

"Nenhuma superioridade de posição, dignidade, ou sabedoria mundana, nenhuma posição em ofício sagrado, preservará os homens de sacrificarem o princípio quando deixados com seus próprios corações enganosos. Aqueles que foram considerados como dignos e justos provam-se os líderes da apostasia e exemplos na indiferença e no abuso das misericórdias divinas". "É com relutância que o Senhor retira a Sua presença daqueles que foram abençoados com grande luz e que têm sentido o poder da Palavra ao ministrar a outros. Eles foram outrora fiéis servos, favorecidos com a Sua presença e guia; mas afastaram-se Dele e conduziram outros ao erro, e assim são trazidos sob a divina reprovação". Testimonies, vol. 5, p. 212.2 (1882).

#30: "A apostasia que prevalece hoje é semelhante àquela que se espalhou em Israel nos dias do profeta. Na exaltação do humano acima do divino, no louvor de líderes populares, no culto a mamom, e no elevar os ensinos da ciência acima das verdades da revelação, multidões hoje estão seguindo após baal". Profetas e Reis, p. 170.7.

#31: "Satanás operará engenhosamente, de diferentes modos e por diversas agências, para abalar a confiança do povo remanescente de Deus na testemunha verdadeira". Mensagens Escolhidas, Livro 1, p. 48.8.

#32: "A mente mestra na confederação do mal está sempre operando para manter longe de vista as palavras de Deus e para trazer a plena vista as opiniões dos homens. Ele intenciona que não demos ouvidos à voz de Deus, dizendo: 'Este é o caminho, andai por ele'. Mediante processos educacionais ele está fazendo tudo em seu poder para obscurecer a luz celestial". Testimonies, vol. 8, p. 305.1.

#33: "Se Deus tem qualquer nova luz para comunicar, Ele fará com que os Seus escolhidos e amados a entendam, sem que tenham suas mentes iluminadas por ouvir aqueles que estão nas trevas e no erro". "Vi que nem jovens nem velhos deviam assistir às reuniões deles; pois é errado assim encorajá-los enquanto ensinam o erro que é um veneno mortal para a alma e ensinam como doutrinas os mandamentos de homens". Primeiros Escritos, p. 124.7.

#34: "Deus está peneirando o Seu povo. Ele terá uma igreja limpa e santa". "Um povo corrupto se ergueu que não poderia viver com o povo de Deus. Eles desprezaram a reprovação, e não quiseram ser corrigidos. . . . Toda alma honesta que possa ser enganada por esses desafetos terão a verdadeira luz com respeito a eles, se cada anjo do céu tiver que visitá-los para iluminar as suas mentes". "Ao nos aproximarmos do juízo, todos manifestarão o seu verdadeiro caráter, e será tornado claro a que companhia pertencem. A peneira está se movendo. Não digamos: Detém Tua mão, ó Deus. A igreja precisa ser expurgada, e o será". Testimonies, vol. 1, pp. 99-100.

#35: "A mesma mente mestra que arquitetou contra os fiéis em eras passadas está ainda procurando livrar a Terra daqueles que temem a Deus e obedecem a Sua lei. Satanás despertará indignação contra a humilde minoria que conscienciosamente recusa aceitar os costumes populares e tradições". "Governantes perseguidores, ministros, e membros de igreja conspirarão contra eles. Por pena e voz, por jactância, ameaças e ridicularia, eles buscarão destruir a sua fé. Por falsas representações e irados apelos eles despertarão as paixões do povo". -- Testimonies, vol. 5, p. 450.7.

#36: "Foi necessária uma desesperada luta para aqueles que desejaram permanecer fiéis para defrontar os enganos e abominações que estavam disfarçados nas vestimentas sacerdotais e introduzidas na igreja".

"Após um longo e severo conflito, os poucos fiéis decidiram dissolver toda união com a igreja apóstata se ela recusasse libertar-se da falsidade e idolatria. Eles viram que a separação era uma absoluta necessidade se quisessem obedecer a palavra de Deus. Eles ousaram não tolerar erros fatais para suas próprias almas, nem estabelecer um exemplo que poria em perigo a fé de seus filhos e filhos dos seus filhos". Spirit of Prophecy, vol. 4, p. 46.2.

"Foi-me mostrada a necessidade daqueles que crêem que estamos tendo a última mensagem de misericórdia, se separarem dos que estão diariamente admitindo novos erros. . . . Se Deus nos livrou de tais trevas e erro, devemos permanecer firmes na liberdade pela qual Ele nos dá liberdade e regozijo na verdade. Deus está insatisfeito conosco quando vamos ouvir o erro, sem sermos obrigados a ir; pois a menos que Ele nos envie a essas reuniões onde o erro é incutido sobre as pessoas pelo poder da vontade, Ele não nos guardará. Os anjos cessam de exercer o seu vigilante cuidado por nós, e somos deixados sob os golpes do inimigo, para sermos entenebrecidos e enfraquecidos por ele e pelo poder de seus anjos maus; e a luz ao nosso redor se torna contaminada com as trevas. . . . Enquanto falsas doutrinas e erros perigosos são forçados sobre a mente, ela não pode firmar-se na verdade que tem por fim adequar e preparar a casa de Israel para permanecer firme no dia do Senhor". Primeiros Escritos, p. 124-125.

#37: "Satanás e seus anjos estavam ativamente ocupados em procurar desviar as mentes da luz de quanto fosse possível. O grupo que a rejeitou foi deixado em trevas... e muitos foram pesados na balança e achados em falta. Alto em bom som declararam ser cristãos; todavia, quase em cada particular deixaram de seguir a Cristo. Satanás exultou com a condição dos professos seguidores de Jesus. Tinha-os em seu laço. Havia levado a maioria a deixar o caminho estreito, e eles estavam procurando subir ao céu por algum outro caminho. Primeiros Escritos, p. 246-247.

#38: "Foi por separação do Senhor e aliança com os pagãos, que a igreja judaica tornou-se uma prostituta. . ." O Conflito dos Séculos, p. 382.8.

#39: "Deus permite que o ímpio prospere e revele sua inimizade contra Ele, para que quando encha a medida de sua iniqüidade todos possam ver Sua justiça e misericórdia em sua integral destruição". O Conflito dos Séculos, p. 48.3.

#40: "Satanás tem muitos a seu serviço, mas tem maior êxito quando pode valer-se de professos cristãos para a sua obra satânica. E quanto maior for a influência deles, mais elevada sua posição, mais conhecimento professem de Deus e Seu serviço, mais bem sucedidamente ele pode empregá-los. Seja quem for que incentive ao pecado é o seu agente". Testimonies, vol. 5, p. 137.8.

#41: "Quando quer que os homens comecem a rebelar-se eles agem secretamente e em trevas. . ." S.D.A. Bible Commentary, vol. 1, p. 1115.1.

#42: "Aqueles que têm uma percepção teórica da verdade, somente com as pontas dos dedos, digamos, que não assimilaram os seus princípios para o mais íntimo da alma, mas conservaram a verdade vital no pátio exterior, nada verão de sagrado na história passada deste povo que o tem feito o que é. . ." Notebooks Leaflets, pp. 61-62.

#43: "Muitos tropeçam e caem, apostatando da fé que outrora advogaram. Aqueles que apostataram em tempo de prova irão, no objetivo de assegurarem sua segurança, dar falso testemunho, e trair os seus irmãos. Cristo nos tem advertido disso, de que não devemos nos surpreender com a maneira cruel e desnatural daqueles que rejeitam a luz". O Desejado de Todas as Nações, p. 630.4.

#44: "O caráter não pode ser mudado quando Cristo vier, nem por ocasião de quando um homem está para morrer. A edificação do caráter deve ser feita nesta vida. Tememos que o arrependimento virá demasiado tarde à alma indulgente. Algumas poucas resoluções, algumas lágrimas, nunca reverterão uma vida pregressa culpada nem apagará dos livros do Céu as transgressões, os pecados conhecidos e voluntáriosA daqueles que tiveram a preciosa luz da verdade, e podem explicar as Escrituras para outros, enquanto o pecado e a iniqüidade são consumidos como as águas furtadas. Conquanto escrito com uma pena de ferro, eles podem achar-se chumbados na rocha para sempre". Testemunhos Para Ministros, p. 430.1.

A. "Os homens são pesados na balança e achados em falta quando estão vivendo na prática de qualquer pecado conhecido". Testemunhos Para Ministros, p. 440.9..

 

HOME