Make your own free website on Tripod.com

MENSAGENS FINAIS

QUEM SOMOS NISTO CREMOS ESTUDOS JUDICIAIS CARTAS

CAPÍTULO 4 (1891/1900)


Da advertência de que se a igreja se unir ao mundo se tornará Babilônia até a união da igreja com o mundo

1891 Ela faz esta impressionante advertência que deveria alarmar cada professo adventista do sétimo dia, ao declarar:

"O mundo1 não deve ser introduzido na igreja, e casar-se com a igreja2, formando um laço de união3. Por esse meio, a igreja se tornará verdadeiramente corrompida4, e como declarado em Apocalipse, 'Esconderijo de toda ave imunda e aborrecível'". Testemunhos Para Ministros, p. 265.7.

Esta é uma descrição de Babilônia! Em Apocalipse 18:2, Ele declara: "Caiu, caiu a grande Babilônia, e se tornou morada de demônios, e coito de todo espírito imundo, e coito de toda ave imunda e aborrecível". A Sra. White tem muitas declarações sobre não dever-se chamar a Igreja Adventista do Sétimo Dia de Babilônia. Significa isto que essas declarações entram em choque com o seu testemunho dado acima? Há contradição em seus escritos? NÃO! Precisamos examinar sua definição do que constitui a Igreja Adventista do Sétimo Dia.

No capítulo intitulado "A Igreja Remanescente Não é Babilônia", diz:

"Que todos sejam cuidadosos para não fazer uma proclamação contra o único povo que está preenchendo a descrição dada do povo remanescente que guarda os mandamentos de Deus e tem a fé de Jesus, que está exaltando o padrão de justiça nestes últimos dias".

"Deus tem uma igreja sobre a terra constituída por Seu povo escolhido, que guarda os Seus mandamentos. . . . Não devemos pensar que os escolhidos de Deus que estão tentando caminhar na luz compõem Babilônia". Testemunhos Para Ministros, pp. 58, 61.

Lembrai-vos de que há dois grupos distintos que compõem a Igreja Adventista do Sétimo Dia. Aqueles que guardam os mandamentos de Deus e têm a fé de Jesus, e os que professam fazê-lo mas não o fazem. Das citações da Sra. White, podemos ver qual grupo não constituirá Babilônia, e qual grupo o será. Diz ela:

Não chameis o povo remanescente, que observa os mandamentos de Deus e tem a fé de Jesus, e que exalta o padrão de justiça nos últimos dias, de Babilônia.

Não chameis o povo escolhido de Deus, que guarda os Seus mandamentos, de Babilônia.

Não chameis os escolhidos de Deus, que caminham na luz, de Babilônia.

Podemos ver claramente que o verdadeiro povo adventista do sétimo dia de Deus--Sua verdadeira igreja--não constitui Babilônia. Mas o outro grupo de adventistas do sétimo dia que professam ser a verdadeira igreja de Deus, mas recusam caminhar na luz de Deus, rejeitam a Sua direção sobre si, e O rejeitam por se unirem completamente com o mundo, constituirão Babilônia! Ela continua sua advertência:

"Mediante associação com o mundo nossas instituições se tornarão sem substância, indignas de confiança; porque esses elementos mundanos, introduzidos e colocados em posições de confiança, são vistos como professores a serem respeitados em seu ensino, direção e posição oficial, e eles com certeza serão movidos pelo espírito e poder das trevas; de modo que a demarcação não se faz distinta entre o que serve a Deus e o que não O serve. . . . Eu ergo a minha voz de advertência contra o misturar em nossas instituições elementos mundanos com aqueles que crêem; temos o sinal de perigo a soar".

"Que o Senhor abençoe o Seu povo com visão espiritual, para ver que os filhos de Deus e o mundo nunca podem estar em associação. Quem quer que se fizer amigo do mundo é inimigo de Deus". "O poder das trevas já colocou o seu molde e assinatura sobre a obra que deveria ser mantida incontaminada, não poluída dos artificiosos enganos de Satanás5".

"Não deve haver nenhum poder enganador em operação, pois é uma coisa impura. Não deve haver mãos que estejam contaminadas. Mãos limpas e um coração puro Deus reconhecerá". Testemunhos Para Ministros, pp. 265-278. 17 de novembro de 1891.

 

A Sra. White declarou que se a nossa Igreja Adventista do Sétimo Dia se unisse com o mundo, tornar-se-ia corrompida e um esconderijo de toda ave impura e aborrecível--tornar-se-ia Babilônia! Já começamos a nos unir com o mundo, mas ainda não formamos completamente um elo de união.

Ela disse que por associação com o mundo, nossos professores e nossas instituições se tornariam indignas de confiança. Novamente, o futuro tem sido apresentado a nossa igreja.

Ela também declarou que o poder das trevas colocou o seu molde e assinatura sobre a Obra! Ela adverte o povo:

1892 "O rebanho de Deus necessita da ajuda do Céu, e as ovelhas e cordeiros perecem por falta de alimento. Mas os que teriam uma profunda e viva experiência nas coisas de Deus, deixam de depender dos homens, mesmo seus pastores e professores, e põem sua inteira confiança em Deus utilizando para Sua glória a habilidade por Ele concedida". Carta ao Pastor Olsen, 1 de setembro de 1892.

Acaso a nossa professa liderança adventista do sétimo dia levou em consideração esta advertência que ela estava dando ao nosso povo? Acaso reconheceu as solenes advertências do passado? Arrependeram-se, esses líderes, volveram-se a Deus que somente poderia salvá-los? Ou corromperam o seu caminho ainda mais e fizeram com que testemunhos maiores e mais temíveis fossem apresentados contra eles?

1893 Declara ela: "É impossível dizer qual teria sido o caráter da igreja hoje, caso os seus membros estivessem realizando as obras de Cristo. É um triste fato que a grande proporção do professo povo de Deus não tem tido fé em Cristo como seu Salvador pessoal".

"A devoção e experiência do professo povo de Deus não estão em harmonia com a luz e privilégios que Deus lhes tem dado. Eles devem ser filhos da luz, filhos do dia, e, contudo, muitos que têm tido exaltados privilégios deixam de manifestar fé e obras correspondentes. Jesus lhes diz, como dissera à cidade em que havia realizado obras poderosas, e eles deixaram de apreciar a luz e conformar sua vida com ela: 'Ai de ti, Corazim! ai de ti, Betsaida!6 porque se em Tiro e em Sidom fossem feitos os prodígios que em vós se fizeram, há muito que se teriam arrependido, com saco e com cinza'".

"Daqueles que se gabam de sua luz, e contudo deixam de andar nela, Cristo declara: 'Por isso Eu vos digo que haverá menos rigor para Tiro e Sidom, no dia do juízo, do que para vós. E tu, Cafarnaum [adventistas do sétimo dia, que têm recebido grande luz]*, que te ergues até aos céus [em termos de privilégio]*, serás abatida até aos infernos7; porque se em Sodoma tivessem sido feitos os prodígios que em ti se operaram, teria ela permanecido até hoje. Porém Eu vos digo que haverá menos rigor para os de Sodoma, no dia do juízo, do que para ti'. Naquele tempo, respondendo Jesus, disse: Graças te dou, ó Pai, Senhor do Céu e da Terra, que ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos [na sua própria concepção] e as revelaste aos pequeninos.

"Porque tendes praticado todas essas obras, disse o Senhor, e Eu vos falei, acordando cedo e falando, mas não Me ouvistes; e Eu vos chamei, mas não respondestes; portanto farei a esta casa, que é chamada pelo Meu nome, na qual confiais, e a este lugar que eu vos dei e a vossos pais, como fiz com Siló8. E vos lançarei para longe de Minha vista, como lancei a todos os vossos irmãos, mesmo a inteira semente de Efraim'".

"Ao povo de Deus os testemunhos do Espírito vieram, porém muitos não atentaram às reprovações, advertências, e conselhos. (Jeremias 5: 21-25, 28, 29 citado, por favor lede). Será o Senhor compelido a dizer: 'Não orai por este povo, nem erguei a voz nem orai por eles, nem façais intercessão para Mim: pois não te ouvirei'? 'Portanto, as chuvas têm sido retidas, e não tem havido chuva serôdia. . . . Não ireis desde este tempo clamar para Mim, Meu Pai, tu és o guia da minha juventude?'"

"Devemos ser julgados pela luz que nos tem sido dada9, e não podemos achar qualquer desculpa pela qual atenuar o nosso curso de ação". Review and Herald, 1 de agosto de 1893.

*NOTA: Colchetes pela Sra. White.

O que mais pode Deus fazer? Ele deu a nossa igreja toda a luz, advertências e reprovações necessárias para volver a Ele. Mas a nossa liderança O rejeitou, juntamente com Sua luz, advertências, e reprovações. Por causa disso, NÃO TEM HAVIDO CHUVA SERÔDIA! Eles rejeitaram a CHUVA SERÔDIA em 1888, e a estão rejeitando ainda agora!

Ela até nos adverte de que os juízos contra Cafarnaum recairiam sobre nós e agora certamente irão cair. Deus outra vez tem de modo gracioso mostrado a Seu professo povo adventista do sétimo dia o futuro de seu curso de ação. Eles serão abatidos até os infernos porque recusam arrepender-se. Sua casa - toda a professa estrutura e organização adventista do sétimo dia - em que confiam, cairá e se tornará inteiramente arruinada, como Siló.

Deus adverte que em breve Ele nem mesmo ouvirá as orações por aqueles que prosseguirem nessa rebelião. Verdadeiramente, serão vomitados10 e o seu castiçal removido. Por que a nossa professa liderança adventista do sétimo dia continua a rejeitar a luz de Deus? Ela declara:

"Eles não reconhecem que rejeitar a verdade significa perder a vida eterna". Review and Herald, vol. 4, p. 238.4.

Ela envia outra advertência: "Neste tempo, o testemunho de Judas (vs. 4) é da grande força de todos quantos desejam estar sob a influência do Espírito Santo. Judas apresenta isto para guardar os crentes contra a influência sedutora de falsos mestres, homens que têm forma de piedade mas não são dirigentes seguros... Falsas teorias serão misturadas com toda fase de experiência, e advogadas com zelo satânico, a fim de cativar a mente de cada alma que não está enraizada e firmada no pleno conhecimento dos sagrados princípios da Palavra. No nosso próprio meio se levantarão falsos mestres, dando atenção a espíritos sedutores cuja doutrina é de origem satânica. Esses mestres atrairão após si discípulos. Introduzindo-se dissimuladamente, eles empregarão palavras lisonjeadoras e farão representações ardilosas com tato sedutor". Testemunho em Judas, 5 de setembro de 1893. (O mesmo em Kress Coll., pp. 4-5, mas com data diferente).

Como pode esta verdade e luz alcançar nosso povo, uma vez que a Obra está sendo corrompida e moldada pelo poder das trevas? Onde estão todos os fiéis ministros de Deus, nas professas igrejas adventistas do sétimo dia, que supostamente deveriam estar advertindo o nosso povo quanto à impiedade que se está desenvolvendo em lugares elevados?

1894 Declara ela: "Ministros não santificados estão se unindo contra Deus. Estão louvando a Cristo e ao deus deste mundo ao mesmo tempo. Enquanto professamente recebam a Cristo, abraçam a Barrabás, e por suas ações declaram: 'Não este Homem, mas Barrabás11'".

"Que o filho do engano e falso testemunho seja acolhido por uma igreja que tem tido grande luz, grande evidência, e essa igreja descartará a mensagem que o Senhor tem enviado, e recebe as afirmações mais ilógicas e falsas suposições e teorias. Satanás se ri de sua loucura; pois ele sabe qual é a verdade.

"Muitos se levantarão em nossos púlpitos com a tocha da falsa profecia nas mãos, acesa a partir da tocha infernal de Satanás. Se dúvidas e descrença são acariciadas, os ministros fiéis serão removidos do povo que julga que sabe tanto. 'Se houveras conhecido', disse Cristo, 'ao menos neste dia, as coisas que pertencem a tua paz, mas agora estão ocultas dos teus olhos'". Carta a J. E. White, 6 de fevereiro de 1894. Também em Testemunhos Para Ministros, p. 409-410.

Deus nos livre de que todos os nossos fiéis ministros sejam removidos de nossas professas igrejas adventistas do sétimo dia. Mas se dúvidas e descrença são acariciadas, então os únicos ministros deixados serão aqueles não santificados, que se opõem a Deus e a Sua verdade. Então a verdade nunca alcançaria o nosso povo mediante eles. Diz ela:

"Como pode a verdade ser lançada perante o nosso povo de modo a que todos despertem da letargia que se tem manifestado sobre eles, e cheguem ao reconhecimento dos tempos em que estamos vivendo?12... Temos tentado despertar os nossos irmãos ao fato de que o Senhor tem ricas bênçãos para nos conceder como um povo. O povo de Deus tem perdido muito por não manter a simplicidade da verdade como esta se acha em Jesus. "Grande debilidade tem sido trazida à igreja que vem sendo abençoada com grande luz, porque o seu caráter e obra não têm correspondido à luz que Deus lhes tem dado. Eles têm representado mal a verdade, e por sua atitude têm levado o povo a dormir, de modo que aqueles com quem se têm associado não têm o verdadeiro senso dos tempos em que estamos vivendo.

"O povo de Deus tem-se educado de tal modo que chegaram a considerar aqueles em posições de confiança como guardiões da verdade, se colocaram a homens onde Deus deveria estar13. . . . Cristo fez soar o convite: 'Vinde a Mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e Eu vos aliviarei'; mas em lugar de levarem suas perplexidades e dificuldades a Jesus, como Ele lhes disse para fazer, eles depositaram suas cargas sobre almas humanas e recorreram aos seres humanos como fonte de conselho, que consistentemente receberam; pois Deus remove a Sua sabedoria dos homens que são vistos como Deus. Enquanto é necessário que haja aconselhamento e unidade de ação entre os obreiros, a mente de um homem e o julgamento de um homem não deve ser o poder controlador'"14.

"O presidente da associação não deve raciocinar por todo o povo. Ele não tem um cérebro imortal, mas habilidades e capacidade como qualquer outro homem. E a cada homem Deus tem atribuído a sua obra. Quando os homens colocam o presidente da associação no lugar de Deus . . . estão fazendo exatamente o que é oposto ao que Cristo disse-lhes para fazer. . . . Não é esta a razão por que o povo de Deus está destituído dos frutos do Espírito Santo? Não é esta a única razão por que a experiência religiosa deles é de caráter tão diminuto?15

"Satanás exulta ao ver os homens contando com homens, e confiando nos homens como sua fonte de sabedoria16. A alma que olha para os homens como se fosse Deus, é deixada exposta às tentações e ataques do inimigo, e o iníquo se empenha para que os defeitos humanos maculem a obra de Deus. . . . A espiritualidade desvanecerá sob uma influência desse tipo, e o conhecimento da vontade de Deus se tornará indistinto, enquanto os dizeres dos homens se tornarão de importância cada vez maior aos olhos do povo. Desse modo, Deus é desonrado, e o discernimento espiritual perdido. O sagrado e o profano se misturam, até que nada seja visto como sendo sagrado. Deus não é exaltado, mas é colocado na sombra pelas invenções humanas e por aqueles que podem ser enganados de tal modo que pensem que estão realizando a obra de Deus".

"É mediante uma humilde busca de Deus que a instrução divina virá ao Seu povo. Eles podem receber direção e sabedoria, não mediante o canal de alguma outra mente humana, mas sabedoria que não é adulterada, da Fonte de todo o poder.

"Lembremo-nos, então, que nossas fraquezas e ineficiência são grandemente o resultado de olhar para o homem, confiar no homem para fazerem aquelas coisas por nós que Deus prometeu realizar por aqueles que forem a Ele". Review and Herald, 7 e 14 de agosto de 1894.

Ter o nosso presidente adventista do sétimo dia como o deus de nosso povo, fazer com que todas as nossas instituições, igrejas e povo sigam suas diretrizes e planos, representaria que grandemente apostatamos de Deus e estaríamos seguindo a vereda de Roma! Ela disse nesse mesmo ano:

"É uma igreja apóstata a que diminui a distância entre si própria e o papado". Signs of the Times, 19 de fevereiro de 1894.

Cerca de um ano depois, veio uma terrível repreensão e advertência contra a nossa professa liderança e povo que rejeitava a mensagem de 1888, Cristo, Justiça nossa.

1895 Ela declara: "O que diz Deus com respeito ao Seu povo? 'Mas este é um povo roubado e espoliado; estão todos metidos em covas, e estão escondidos em prisões; buscam uma presa, e ninguém diz, restaura'. Essas são profecias que se cumprirão. Eu falaria para advertir aqueles que permaneceram por anos resistindo à luz e acariciando o espírito de oposição. Por quanto tempo odiareis e desprezareis os mensageiros da justiça de Deus? Deus lhes tem dado a Sua mensagem. Eles são portadores da palavra do Senhor.

"Há salvação para ti, mas somente através dos méritos de Jesus Cristo. A graça do Espírito Santo tem sido oferecida a ti vez após vez. Luz e poder do alto têm sido abundantemente derramados no meio de vós. Havia aqui evidência de que todos poderiam discernir a quem o Senhor reconheceu como Seus servos. Mas há aqueles que desprezaram os homens e a mensagem que transmitiam. Eles os acusaram de fanáticos, extremistas e entusiastas. Permiti-me profetizar-vos: a menos que rapidamente humilheis vossos corações perante Deus, confesseis os vossos pecados, que são muitos, vereis, quando já for tarde demais, que tendes estado lutando contra Deus. Pela convicção do Espírito Santo, não mais com reforma e perdão, vereis que os homens contra quem tendes falado têm sido um sinal para o mundo, como testemunhas para Deus. Então daríeis o mundo inteiro se pudésseis para redimir o passado, e serdes assim tão zelosos por homens, movidos pelo Espírito de Deus para erguer a vossa voz em solene advertência para o mundo; e, à semelhança deles, ser em princípio tão firmes quanto uma rocha".17

"Vosso revirar de coisas de cabeça para baixo é do conhecimento do Senhor. Ide um pouco mais, como tendes feito, em rejeitar a luz do Céu, e estareis perdidos. 'O homem que for impuro, e que não se purificar, essa alma será removida da congregação'. Não tenho mensagem suave para dar àqueles que há muito têm se comportado como falsos guias, assinalando ao caminho errado. Se rejeitais os mensageiros delegados de Cristo, rejeitais a Cristo. Negligenciai esta grande salvação mantida perante vós por anos, desprezai esta gloriosa oferta de justificação, mediante o sangue de Cristo, e a santificação mediante o poder purificador do Espírito Santo, e não restará mais sacrifício pelo pecado, mas uma temível busca e uma indignação de fogo". Escrito na Tasmânia, 1 de maio de 1895. (Ver também Testemunhos Para Ministros, pp. 96-97).

Acaso a nossa liderança acatou a advertência e aceitou a repreensão? Ou rejeitaram isto também, continuando em sua rejeição de Deus e Sua luz? Estão verdadeiramente diminuindo a distância entre eles próprios e Roma? Declara ela:

"No centro da obra as questões estão sendo moldadas a fim de que cada instituição siga no mesmo rumo18 e a própria Associação Geral está se tornando ela própria corrompida com sentimentos e princípios errados, no estabelecimento de planos. . ."

"Foi-me mostrado que a nação judaica não foi trazida subitamente a sua condição de pensamento e prática19. De geração em geração eles estavam operando sobre falsas teorias, levando avante princípios opostos à verdade, e combinando-os com a sua religião, pensamentos e planos que eram o produto de mentes humanas. As invenções humanas foram tornadas supremas.

"Os santos princípios que Deus nos tem dado são representados como o fogo sagrado, mas fogo comum tem sido empregado em vez do sagrado20. Planos contrários à verdade e justiça são introduzidos de maneira sutil21 com a alegação de que precisam ser executados, e que precisam ser feitos, 'porque é para o avanço da causa de Deus'22. Mas tratam-se de projetos de homens que conduzem à opressão, injustiça e impiedade.

"Os homens tiraram injusta vantagem daqueles que supunham estar sob a sua jurisdição. Estavam determinados a fazer os indivíduos chegarem a seus termos; eles ou mandariam ou arruinariam. . . . Tal atitude destrói a fé em Deus e nos princípios que devem controlar, eliminar de engano e de toda espécie de orgulho e hipocrisia.

"O poder ditatorial que se tem desenvolvido, como se posições fizessem dos homens deuses, faz-me temer e deveria causar temor. É uma maldição por toda parte e por quem quer que seja exercido. . . . Época após época Jesus tinha estado entregando os Seus bens para a igreja. Ao tempo do primeiro advento de Cristo ao nosso mundo, os homens que compunham o Sinédrio exerceram sua autoridade em controlar os homens segundo a sua vontade. Assim, as almas às quais Cristo havia dado Sua vida para libertá-las da escravidão do pecado, foram trazidas submissas a Ele doutra forma.

"O espírito de dominação tem-se estendido aos presidentes de nossas associações. Se um homem se apega aos seus próprios poderes e busca exercer domínio sobre os seus irmãos, sentindo que está investido de autoridade para cumprir a sua vontade e exercer poder, o melhor e mais seguro curso de ação é removê-lo, a fim de que maior dano não seja causado e ele perca sua própria alma e ponha em perigo as almas de outros.

"Quando os homens que professam servir a Deus ignoram Seu caráter paternal e se afastam da honra e da justiça no trato com os seus semelhantes, Satanás exulta, pois ele os tem inspirado com os seus atributos. Estão seguindo os passos do romanismo".

"Aqueles que recebem ordem de representar os atributos do caráter do Senhor, caminham fora da plataforma bíblica, e em seu próprio julgamento humano imaginam regras e resoluções para forçar a vontade de outros. . . . Regra, regra, tem sido o seu curso de ação. Satanás tem tido uma oportunidade de representar-se a si mesmo. . . . A fim de reinar e tornar-se um poder, eles empregam métodos satânicos para justificar seus próprios princípios. Exaltam-se como homens de superior julgamento, e têm-se apresentado como representantes de Deus. Esses são falsos deuses". Escrito em Granville, Australia, setembro de 1895. Versão alterada em Testemunhos Para Ministros, pp. 359-364.

Ela disse que a liderança de nossa Igreja Adventista do Sétimo Dia está seguindo o caminho do romanismo em seus esforços para controlar outros. Assim a nossa professa Igreja Adventista do Sétimo Dia está diminuindo a distância entre ela e o papado. Adverte ela:

"Não podemos estar em segurança ao confiar em qualquer outra palavra, exceto o 'Está escrito'. Não podemos flutuar com a corrente; não podemos edificar a nossa fé sobre qualquer teoria humana, para que não nos ponhamos sob condenação, como fizeram os judeus. 'Ensinais como doutrina os mandamentos de homens', declarou-lhes Cristo. E essa afirmação é tornada decididamente clara a nós nestes últimos dias.

"Na observância do domingo os mandamentos dos homens são tornados supremos. A autoridade humana e as pretensões da igreja são transformadas em palavra de Deus, a que todos devem submeter-se23. Caso o façamos, seríamos co-obreiros com o homem do pecado, que ensinou a mudar os tempos e as leis, e que se exaltou acima de Deus e de tudo que está escrito na palavra de Deus" Letter 8, 1895. Manuscript Release, 1002.

Se nossos líderes tornam sua sabedoria suprema, em vez da sabedoria de Deus, a que todo adventista do sétimo dia deve obedecer, então se formará uma união com Satanás que exalta o domingo como o dia de descanso de Deus.

Nossa professa liderança adventista do sétimo dia já segue pelo caminho de Roma e se tornarem a sua sabedoria suprema, a que todo adventista do sétimo dia deve obedecer, então estarão unindo-se com Satanás e com o mundo, e a exaltação do domingo se seguirá!

Prosseguirão eles no caminho certo para a destruição?

1896 Ela afirma: "Quem pode ter certeza de estar em segurança ao respeitar a voz da Associação Geral? Se as pessoas em nossas igrejas compreenderem a administração de homens que caminham na luz dos lampejos de suas próprias tochas24, respeitariam suas próprias decisões?25 Eu respondo, não, nem por um momento". Instruções Especiais Concernentes ao Escritório da Review and Herald e à Obra em Battle Creek, p. 20. 26 de maio de 1896.

Declara ela: "Aqueles que assumem o controle de seus semelhantes tomam em suas finitas mãos uma obra que somente depende de Deus26.

"Que os homens devam manter vivo o espírito que dirigiu a rebelião em Mineápolis é uma ofensa a Deus27. . . . Ele os visitará por tais coisas. Uma voz tem sido ouvida assinalando os erros e, no nome do Senhor, apelando por decidida mudança. Mas quem tem seguido as instruções dadas? Quem tem humilhado os seus corações para afastar de si todo vestígio de seu espírito ímpio e opressivo? Tenho tido grande peso em expor estas questões perante as pessoas como elas se apresentam. Eu sei que eles as verão. Eu sei que aqueles que lêem esta questão serão convencidos28". Testemunhos Para Ministros, pp. 76- 77, 30 de maio de 1896.

Ela advertira antes que se nossa liderança da Associação Geral e irmãos do ministério não se arrependessem e aceitassem a mensagem de 1888, aprenderiam demasiado tarde que estavam lutando contra Deus. Mas "não mais para reforma e perdão". Irá esta mesma obra má continuar mediante a nossa liderança? Diz ela:

"A mesma obra que foi realizada no passado será levada a efeito sob o disfarce da Associação Geral. O caráter sagrado dessa entidade está rapidamente desaparecendo. Quem então será respeitado como puro, santo e incontaminado? Haverá alguma voz que o povo de Deus possa respeitar como uma voz a ser respeitada? Nada há certamente agora que traga as credenciais divinas. Quem pode agora ter a certeza de estar seguro com respeito à voz da Associação Geral? Muito orgulho e altivez, e um espírito que deseja prevalecer, tem sido manifestado; mas muito pouco do Espírito que leva os homens a se sentarem aos pés de Jesus e aprender Dele, tem sido revelado. Invenções humanas29 e planos humanos estão eclipsando as coisas sagradas, e excluindo as instruções divinas30. Os homens estão tomando o lugar de Deus ao buscarem assumir autoridade sobre os seus semelhantes". Carta ao Pastor O. A. Olsen, 31 de maio de 1896.

Ela também declara:

"Em grande medida a Associação Geral tem perdido o seu caráter sagrado porque alguns a ela ligados não têm mudado os seus sentimentos em qualquer particular desde a assembléia realizada em Mineápolis. Alguns em posições de responsabilidade seguem em frente segundo seus próprios corações. . . . Tem-me sido mostrado que as pessoas em geral não sabem que o coração da obra está adoecendo e se corrompendo". Spalding and Magan Collection, p. 35, 31 de maio de 1896.

Deus, mediante a Sra. White, graciosamente adverte o Seu povo de que a Associação Geral está se tornando doente e corrompida, e continuará a trazer o mesmo espírito maligno que manifestou em Mineápolis. As divinas credenciais não mais estão com eles, e não são dignos de confiança.

Ela nos advertiu em 1890 de que o povo remanescente de Deus--Sua verdadeira Igreja Adventista Sétimo Dia, não deve seguir sua professa liderança adventista do sétimo dia no que se esqueçam do Senhor e sigam a sabedoria humana. Ela agora comunica uma advertência a nossas associações estaduais e nossas igrejas. Diz ela:

"As associações estaduais podem depender da Associação Geral por luz e conhecimento e sabedoria; mas é seguro que o façam? . . . O Senhor é o único sobre quem podemos seguramente depender, e Ele se acha acessível em todo lugar e a toda igreja na União. Colocar os homens onde Deus deveria ser posto não honra nem glorifica a Deus. Deve o presidente da Associação Geral ser o deus das pessoas?. . . O Senhor tem uma controvérsia31 com o Seu povo a respeito dessa questão".

"Misericórdia e amor e sabedoria devem ser achados em Deus; mas muitos que professam conhecê-Lo têm-se volvido Daquele em quem está centralizada a nossa esperança de vida eterna, e têm-se educado para depender de seus errantes e falíveis semelhantes.

"Tão cedo o homem seja colocado onde Deus deveria estar, ele perde a sua pureza, seu vigor, sua confiança no poder de Deus. Disso resulta a confusão moral, porque os seus poderes se tornam não santificados e pervertidos. Ele se sente competente para julgar os seus semelhantes, e luta ilegalmente para ser um deus sobre eles32.

"Permitam-me apelar a nossas associações estaduais e nossas igrejas a deixarem de depositar sua confiança nos homens e fazerem da carne o seu braço. . . . O Senhor chama a cada professor, cada ministro, cada um que tenha recebido a luz de Sua verdade, a assinalar bem a sua posição espiritual. Eles têm tido grande luz, e se quiserem garantir a vida eterna, não mais devem fazer dos homens finitos sua fonte de dependência, mas edificar sobre o firme fundamento". "Conselho humano algum pode com segurança remover os princípios de Deus, e estabelecer os seus próprios; pois a palavra de Deus declara: 'Juízo também porei no cordel, e justiça no prumo; e a saraiva destruirá o refúgio da mentira, e as águas inundarão o esconderijo'". Testemunhos Para Ministros, p. 375-384. 5 de julho de 1896.

Ela nos advertiu de que nenhum conselho de homens pode seguramente remover os princípios da verdade de Deus para estabelecer os seus próprios. O que ela quer dizer com tal declaração? Nesse mesmo ano afirmou:

"O sábado é o memorial de Deus de Sua obra criadora, e é um sinal que deve ser observado perante o mundo33. Não deve haver compromisso algum com aqueles que estão adorando um sábado idolático34... Foi-me dito que os homens empregarão toda política para tornar menos proeminente a diferença entre a fé dos adventistas do sétimo dia e a daqueles que observam o primeiro dia da semana".

Que advertência! Quem são esses homens que farão isso? Declara ela:

"Uma companhia foi apresentada perante mim sob o nome de adventistas do sétimo dia, que recomendava que a bandeira ou sinal que nos torna um povo distinto não devia ser tão evidentemente destacada; pois alegavam não ser a melhor política35 para garantir o sucesso para nossas instituições. Essa bandeira distintiva deve ser levada pelo mundo até o fim do tempo de graça36. . . . Vi alguns que estendiam as mãos para remover a bandeira, e obscurecer o seu sentido. "Os algarismos ao lado da iniquidade estão rapidamente atingindo a soma da corrupção que foi atingida pelos amorreus, e pela nação judaica, uma vez o povo eleito de Deus. Nos dias de Cristo eles tornaram nula a lei de Deus, ensinando como doutrinas os mandamentos de homens, e isso os levou a rejeitarem o Filho de Deus. Quando o povo aceita e exalta um sábado espúrio, e a volve suas almas da obediência e lealdade a Deus, alcança o ponto que foi atingido pelo povo nos dias de Cristo. . . . Então o mandamento dos homens será revestido com vestes sagradas, e será pronunciado santo.

"Decidirá, então, alguém esconder a sua bandeira, relaxar a sua devoção? Irá o povo a quem Deus tem honrado e abençoado, e prosperado, recusar dar testemunho em favor do memorial de Deus no exato tempo em que tal testemunho deveria ser oferecido?37

"Quando a lei de Deus está sendo tornada nula, quando o Seu nome é desonrado quando é considerado desleal às leis da terra observar o sétimo dia como sábado, quando os lobos em vestes de cordeiro38, mediante a cegueira mental39 e a dureza de coração, estão buscando compelir a consciência, renunciaremos a nossa lealdade a Deus? Não, não. . . . O zelo daqueles que obedecem o Senhor será aumentado à medida que o mundo e a igreja se unam para tornar a lei sem efeito. Manuscrito 15, 1896. Ou Manuscript Release # 1010. Versão revisada em Mensagens Escolhidas, Livro 2, pp. 384-385.

Ela disse que o nosso próprio professo povo adventista do sétimo dia tentará obscurecer e remover a bandeira de Deus--o Seu sábado--de sua posição de destaque em nossa fé, para diminuir a distinção entre nós e aqueles que têm o domingo como dia santificado.

Ela também disse que a nação judaica, que outrora era o povo eleito de Deus, tornou sem efeito a Sua lei e rejeitou a verdade. Irá nossa professa Igreja Adventista do Sétimo Dia fazer o mesmo? Diz ela:

"Satanás está agindo para que a história da nação judaica possa repetir-se na experiência dos que reivindicam crer na verdade. . . . Satanás sabia exatamente como apanhar esses homens na sua rede, e enganá-los e destruí-los.

"O mesmo Satanás está em ação para solapar a fé do povo de Deus neste exato tempo". Manuscrito 32, 1896. Mensagens Escolhidas, Livro 2, p. 111.2.

Como Satanás irá enganar o nosso povo adventista do sétimo dia para renunciar à lei de Deus e a Sua verdade? Diz ela:

"À medida que o povo de Deus se aproxima dos perigos dos últimos dias, Satanás dedica-se a constantes conferências com os seus anjos quanto ao plano de maior êxito para destruir a sua fé... Diz o grande enganador: 'Devemos vigiar aqueles que estão chamando a atenção do povo para o sábado de Jeová... O sábado é a grande questão que deve decidir o destino das almas. Precisamos exaltar o sábado de nossa criação. Temo-lo levado a ser aceito tanto por mundanos como por membros de igrejas; agora a igreja deve ser levada a unir-se com o mundo em seu apoio'.

"'As pessoas aceitam as explicações escriturísticas de seus ministros, e não investigam a Escritura por si mesmas40. Logo, atuando por meio dos ministros41, eu posso controlar o povo segundo a minha vontade... Assim os levaremos a concluir que as exigências de Cristo são menos rigorosas42 do que antes criam. . . Então se separarão de Cristo e daí não terão forças para resistir a nosso poder. . .'

"'Terei sobre a terra, como meus agentes43, homens sustentando falsas doutrinas misturadas com apenas o suficiente da verdade para enganar as almas. Também terei descrentes presentes, que expressarão dúvidas com respeito às mensagens do Senhor de advertência a sua igreja. Se as pessoas lerem e crerem nessas advertências, poderemos ter pouca esperança de convencê-las. . . . Se pudermos manter as almas enganadas por algum tempo, a misericórdia de Deus será retirada, e Ele as deixará para nosso total controle'". Spirit of Prophecy, vol. 4, pp. 337-340.

Deus tem misericordiosamente revelado a Seu povo os planos de Satanás. Se nossa igreja seguir a Satanás e não a Cristo, então se unirá com o mundo e exaltará o domingo como o sábado. Repetirá a história da nação judaica. Mas, ocupará a mesma posição ou plataforma como os judeus? Ela dissera anteriormente:

"As provações dos filhos de Israel, e sua atitude pouco antes da primeira vinda de Cristo, têm-me sido apresentadas vez após vez para ilustrar a posição do povo de Deus em sua experiência antes da segunda vinda de Cristo. . . . Mensagens Escolhidas, Livro 1, p. 406.7.

Ela disse que mediante cegueira de alma, lobos em roupas de cordeiros (falsos ministros) buscarão compelir as mentes para cultuarem no domingo. Sendo que nossa professa igreja repetirá a história judaica, acaso os líderes judeus fizeram algo semelhante a isto? Declara ela:

"Aqueles que buscam obrigar os homens a observarem uma instituição do papado, e passar por cima da autoridade de Deus, estão realizando uma obra semelhante à dos dirigentes judeus. . ." Testimonies, vol. 5, p. 713.7.

Ela também disse que nossa professa Igreja Adventista do Sétimo Dia está seguindo o caminho do Romanismo, e diminuindo a distância entre ela e o papado. Acaso a igreja judaica tornou-se semelhante a Roma também? Diz ela:

"Há uma declarada semelhança entre a Igreja de Roma e a Igreja judaica ao tempo do primeiro advento de Cristo". O Conflito dos Séculos, p. 568.3.

Assim, agora a nossa professa Igreja Adventista do Sétimo Dia é advertida, pelas mensagens acima, de que também se assemelhará a Roma!

Tal como a nação judaica e sua liderança tornou sem efeito a Santa lei de Deus, somos advertidos de que a nossa professa Igreja Adventista do Sétimo Dia e sua liderança farão o mesmo!

A fim de que nossa liderança aceite o domingo, para instar e obrigar o nosso povo adventista do sétimo dia a adorar no domingo, precisam primeiramente rebelar-se e apostatar de Deus e Sua verdade!

1897 Ela declara: "Estou com dores de parto por nosso povo. Vivemos os perigos dos últimos dias. . . . A luz que me foi dada torna bem claro que muitos sairão dentre nós, dando ouvidos a espíritos sedutores e doutrinas de demônios. . . . Falsos profetas se levantarão, e enganarão a muitos. Tudo que tiver que ser abalado o será.

"Minha alma se entristece grandemente ao ver quão depressa alguns que tiveram a luz e a verdade aceitarão os enganos de Satanás, e serão seduzidos com uma santidade espúria. Quando os homens se desviam dos marcos básicos que o Senhor estabeleceu para que pudéssemos entender nossa posição, como assinalada na profecia, eles estão seguindo não sabem para onde.

"Rebelião e apostasia estão no próprio ar que respiramos. Seremos afetados por eles a menos que, pela fé, façamos nossas desajudadas almas depender de Cristo. Se os homens são agora tão facilmente desviados, como se firmarão quando Satanás personificar a Cristo, e operar milagres?"

"Os enganos aumentarão, e devemos chamar a rebelião por seu nome exato44. Devemos nos posicionar revestidos com toda a armadura. Neste conflito não encontramos somente os homens, mas os principados e potestades. Não lutamos contra a carne e o sangue".

Ela dissera anteriormente neste testemunho: "Eu me pergunto se a genuína rebelião jamais tem cura. Estudai em Patriarcas e Profetas a rebelião de Corã, Datã e Abirã. Esse rebelião foi ampliada, incluindo mais de dois homens. Foi liderada por duzentos e cinquenta príncipes da congregação, homens de renome. Chamai a rebelião por seu nome exato, e a apostasia por seu nome correto, e depois considerai que a experiência do antigo povo de Deus com todos esses aspectos objetáveis foi fielmente registrada para passar à história. A Escritura declara: 'Essas coisas . . . são escritas para a nossa advertência, àqueles a quem o fim de todas as coisas é chegado'. E se os homens e mulheres que têm o conhecimento da verdade têm-se separado tanto de seu Grande Líder ao ponto de tomarem o grande líder da apostasia e dar-lhe o nome de Cristo, Justiça nossa, é porque não penetraram fundo nas minas da verdade. Não são capazes de distinguir o ouro precioso do material inferior.

"Aqueles que apostatam estão pronunciando as palavras do dragão. Temos que defrontar as agências satânicas que foram fazer guerra contra os santos. . . . Aqueles que apostatam deixam o verdadeiro e fiel povo de Deus45, e confraternizam-se com os que representam a Barrabás46. 'Por seus frutos os conhecereis'".

"Eu escrevo isto porque muitos na igreja . . . precisam ter outra experiência mais profunda antes que possam discernir os ardis espalhados para apanhá-los na rede do enganador. Não deve haver obra pela metade47 agora realizada. . . . Deus permitiu que apostasias tivessem lugar a fim de mostrar quão pouca dependência pode se atribuir ao homem. Sempre devemos olhar para Deus. . ." Letter 1, 1897.

NOTA: Esta carta foi alistada como Manuscrito Sem Data # 148, em Notebook Leaflets, pp. 57-59, e em Mensagens Escolhidas, Livro 2, p. 58.

Nossa professa liderança adventista do sétimo dia não desejava que sua verdadeira data fosse conhecida! Que engodo! Sua verdadeira data se encontra no S.D.A. Bible Commentary, vol. 1, pp. 1114-1115, e em Mensagens Escolhidas, livro 2, p. 58 (esqueceram-se de mudar estes).

Ela disse antes que os verdadeiros e fiéis ministros adventistas do sétimo dia de Deus seriam removidos de nossas professas igrejas se a descrença e dúvidas (que são o mesmo) fossem acariciados (ver p. 92). Se esses ministros fiéis forem removidos de nossos púlpitos, então os únicos ministros deixados serão aqueles que não são santificados, os quais trabalharão contra Deus, e terão em mãos falsas profecias e doutrinas com que enganar o nosso povo. Deus nos livre que isso ocorra, mas foi a descrença acariciada? Diz ela:

"Estamos vivendo nos últimos dias da história desta Terra, e podemos nem ser surpreendidos no campo de apostasias e negação da verdade48. A descrença chegou agora a ser uma fina arte a que se dedica o homem para a destruição de suas próprias almas. Há constante perigo de fingimento em pregadores nos púlpitos, cujas vidas contradizem as palavras que proferem; mas a voz de advertência e admoestação será ouvida enquanto o tempo durar; e aqueles que são culpados de transações em que nunca se deveria ter entrado, quando reprovados ou aconselhados mediante as agências designadas do Senhor, resistirão à mensagem e recusarão ser corrigidos. . . A palavra do Senhor virá a eles; mas se escolherem não lhe darem ouvidos, o Senhor os tornará responsáveis para a sua própria ruína.

"Em João Batista o Senhor ergueu para Si mesmo um mensageiro para preparar o caminho do Senhor. Ele devia apresentar ao mundo um testemunho resoluto de reprovação e denúncia do pecado'".

"A voz de João foi erguida como uma trombeta. Sua comissão era: 'Mostra ao Meu povo as suas transgressões, e à casa de Jacó os seus pecados'.

"João apelava a todas as classes para o arrependimento. Aos fariseus e saduceus ele disse: 'Fugi da ira vindoura. . . . Tende-vos volvido dos requerimentos divinos e seguido vossas próprias idéias pervertidas. . . a religião deles consistia em formas e não em justiça de pura e voluntária obediência.

"Uma mensagem semelhante à de João será levada a efeito nestes últimos dias. . . . A mensagem que transmitimos deve ser tão direta como a mensagem de João. . . . O Senhor não deixará Sua igreja sem reprovações e advertências. Os pecados se tornaram a moda; mas eles não são menos agravantes à vista de Deus. São passados por alto, diminuídos em importância e escusados; a mão direita da comunhão é dada aos mesmos homens que estão introduzindo falsas teorias e falsos sentimentos, confundindo as mentes do povo de Deus, amortecendo suas sensibilidades quanto ao que constitui princípios retos. A consciência49 se torna assim insensível aos conselhos e reprovações dadas. A luz concedida, chamando ao arrependimento, tem-se extinguido nas nuvens da descrença e oposição introduzidas por planos humanos e invenções humanas.

"Quando os homens põem em perigo a obra e causa de Deus por seu próprio errôneo curso de ação, não ouvirão nenhuma voz de reprovação? . . . Deus requer que a advertência seja tão ampla quanto o mal infligido. Os testemunhos não serão impedidos. As palavras de reprovação e advertência, o claro 'Assim diz o Senhor' procederão de agências designadas por Deus; pois as palavras não se originam com a instrumentalidade humana; elas procedem de Deus, que lhes designou sua obra. Se um processo é instituído em tribunais terrestres, e Deus permite que chegue a julgamento, é para que o Seu próprio nome possa ser glorificado.

"Deus chama homens de decidida fidelidade. Ele não tem qualquer utilização numa emergência para homens de duas faces50. Ele deseja homens que lancem mão de uma obra errada e digam: 'Isto não está em harmonia com a vontade de Deus'51. Letter 19.5 (1897).

Ela disse que rebelião e apostasia estão no próprio ar que respiramos, em outras palavras--em nosso próprio meio. Essa rebelião não está afetando apenas uns poucos dentre os nossos líderes, mas se estende por toda a congregação. Aqueles que apostatam em nosso meio pronunciarão as mesmas palavras do dragão - culto dominical!

Eles deixarão a classe de verdadeiros adventistas do sétimo dia para introduzir-se na classe de professos adventistas do sétimo dia que representam Barrabás.

Em nossas Igrejas Adventistas do Sétimo Dia, falsas teorias e sentimentos confundem as mentes de nosso povo quanto ao que é verdade e o que é erro. A descrença é acariciada e os ministros fiéis estão sendo removidos de nossas professas Igrejas Adventistas do Sétimo Dia. Não devemos confiar em nossa liderança, mas somente confiar de modo perfeito e completo em Deus.

A luz que chama ao arrependimento foi extinta por nossos líderes. O verdadeiro povo adventista do sétimo dia de Deus deve chamar a rebelião e a apostasia por seus nomes exatos, e sua mensagem deve ser tão aguda quanto a de João Batista. Eles mostrarão ao professo povo os seus pecados, e à professa estrutura adventista do sétimo dia e igrejas suas transgressões.

O que acontecerá se esse professo povo recusar ouvir a verdade e permanecer na classe que representa a Barrabás? Ela declara:

"Exatamente no grau em que a luz é recusada e rejeitada haverá errôneas concepções e incompreensões. Aqueles que rejeitam a Cristo e preferem Barrabás operarão sob um engano destrutivo52. A insinuação ou o dar mau testemunho, crescerão sob a rebelião aberta.

"Cristo revela que sem o poder controlador do Espírito de Deus a humanidade é um terrível poder para o mal. A descrença, a ira contra a reprovação, despertarão influências satânicas. As principalidades e potestades, os dirigentes das trevas deste mundo, e a impiedade espiritual em altos lugares, se unirão num desesperado companheirismo. Eles se aliarão contra Deus na pessoa de Seus santos. Pela deturpação e falsidade desmoralizarão tanto homens quanto mulheres que, em toda aparência, crêem na verdade. Falsas testemunhas não faltarão nessa terrível obra.

"Após falar do fim do mundo, Jesus retorna a Jerusalém, a cidade que então se assentava em orgulho e arrogância, dizendo: 'Estou assentada como rainha . . . e não verei o pranto' (ver Apoc. 18:7).

"À medida em que os homens lançam de si toda restrição53, e tornam nula a Sua lei para si mesmos, ao estabelecerem sua própria lei pervertida, e tentarem forçar as consciências daqueles que honram a Deus e guardam os Seus mandamentos para pisotearem a lei, descobrirão que a ternura de que zombaram se esgotará54". Manuscrito 40, 1897. Mensagens Escolhidas, Livro 3, pp. 416-417.

Nosso próprio professo povo adventista do sétimo dia, que tem rejeitado a Deus e Sua verdade, irá deturpar, dar falso testemunho, e desmoralizar seus genuínos irmãos adventistas do sétimo dia que guardam os mandamentos de Deus e vivem em Sua verdade. Essa obra destrutiva se desenvolverá como aberta rebelião contra Deus e esses se unirão com o mundo em apoio ao domingo!

A Sra. White disse que Jerusalém era Babilônia--sentada como uma rainha, dizendo que não via nenhum pranto.

Acaso a nossa professa Igreja Adventista do Sétimo Dia se tornará semelhante a Jerusalém? Repetirá a história de Jerusalém?

1898 Ela declara: "Jerusalém é uma representação do que a igreja será se recusar caminhar na luz que Deus tem concedido. Jerusalém foi favorecida por Deus como depositária de depósitos sagrados. Mas o seu povo perverteu a verdade, e desprezou todos os apelos e advertências. Eles não quiseram respeitar os Seus conselhos. . . . Cristo deu-lhes as costas dizendo: 'Jerusalém, Jerusalém', como te deixarei? 'Quantas vezes quis Eu ajuntar os teus filhos, como a galinha reúne após si os seus pintos sob as suas asas, e não o quiseste!'

"Assim, os sofrimentos e choro de Cristo sobre as nossas igrejas, nossas instituições de educação, que têm falhado em atender aos requisitos divinos . . . . A casa publicadora tem sido transformada em recinto profanado, num lugar de mercadoria não santificada e negócios ilícitos55".

"Quando Cristo contemplou desde o alto do monte das Oliveiras, viu este estado de coisas existindo em toda igreja. As advertências vêm a todos quantos estão seguindo a trilha do povo de Jerusalém, que teve tão grande luz. Esse povo está diante de nós como uma advertência. Por rejeitar as advertências de Deus neste nosso tempo, os homens estão repetindo o pecado de Jerusalém. . . . Ele fez tudo quanto um Deus poderia fazer. Tem lançado luz sobre os olhos das pessoas a fim de que os seus pecados não atinjam os limites em que o arrependimento não possa ser sentido. Mas por um longo processo de afastamento de princípios justos e santos, os homens têm-se colocado onde a luz e a verdade, a justiça e a misericórdia não são discernidas.

"Estas não são fábulas, mas a verdade. De novo, pergunto: De que lado vos situais? 'Se o Senhor é Deus, segui-O: mas se é baal, então segui-o'. Testimonies, vol. 8, pp. 67-68. 12 de janeiro de 1898.

Nossa professa liderança adventista do sétimo dia está rejeitando as advertências de Deus e recusando arrepender-se de sua rebelião contra Deus. Ela agora adverte o nosso povo, dizendo:

"O Senhor revela aos homens o seu perigo, e adverte-os a porem de parte todo o egoísmo, a fim de que possam ter essa fé que opera pelo amor e purifica a alma. Contudo, a despeito disso, Satanás opera sobre as mentes humanas para fazer como Judas. . . . A causa de Cristo será traída. Aqueles que tinham a luz da verdade e desfrutaram suas bênçãos, mas volveram-se dela, lutarão contra o Espírito de Deus. Inspirados por um espírito procedente de baixo, eles porão abaixo o que outrora edificaram, revelando a todas as almas razoáveis e tementes a Deus que não são dignos de confiança. Eles podem apresentar reivindicações à verdade e justiça, mas o seu espírito e obras testificarão que são traidores do seu Senhor. Aos atributos de Satanás eles chama de ações do Espírito Santo". Review and Herald, 24 de maio de 1898.

Os líderes da professa Igreja Adventista do Sétimo Dia estão seguindo o mesmo caminho de Jerusalém. Assim se tornarão exatamente como Jerusalém foi Babilônia! Mas quando?

Ela dissera antes que se nossa igreja se unir com o mundo, e formar um vínculo de união com ele, então se tornará Babilônia. Mas ela nos adverte que algo ainda mais impressionante do que isto começará a acontecer quando a nossa professa estrutura adventista do sétimo dia, e suas igrejas, se unirem com o mundo.

1899 Declara ela: "O inimigo sabe que se a igreja puder ser controlada por imposições políticas56, se puder ser levada a se unir com o mundo, virtualmente o reconhecerá como o seu cabeça. Então a autoridade dos mandamentos de feitura humana operará para opor-se à regência do governo do Céu. Sob a liderança de Satanás, os homens dispensarão as justas, santas exigências de Deus concernentes ao sábado". Signs of the Times, 22 de novembro de 1899.

E nossa professa igreja une os seus interesses em política? Diz ela:

"Temos chegado a um tempo em que a sagrada obra de Deus é representada pelos pés da imagem em que o ferro estava misturado com o barro de oleiro. . . . A mistura de assuntos da igreja com assuntos do Estado é representada pelo ferro e o barro. Essa união está enfraquecendo todo o poder das igrejas. Esse investir da igreja com o poder do estado trará funestos resultados. Os homens quase superaram o ponto da longanimidade de Deus. Eles têm investido sua força em política, e têm-se unido ao papado". Manuscrito 63, 1899; S.D.A. Bible Commentary, vol. 4, pp. 1168-1169.

Ela disse que as nossas professas igrejas investiram a sua força em política e se uniram com o papado! Tudo quanto lhes é deixado para fazer, antes que ajam para dispensar o Santo Sábado de Deus, é unir-se ao mundo.

Com todas essas grandes advertências, inclusive do passado, mesmo com o futuro sendo-lhes mostrado quanto ao que haveria de ocorrer, acaso os nossos líderes rejeitam a Deus e a Sua verdade para unir-se com o mundo?

1900 Declara ela: "Os professos seguidores de Cristo não mais são um povo separado e peculiar. A linha de demarcação é indistinta. As pessoas estão se subordinando ao mundo, a suas práticas, seus costumes, seu egoísmo. A igreja foi-se para o mundo na transgressão da lei, quando o mundo deveria ter vindo para a igreja em obediência à lei. Diariamente a igreja está se convertendo ao mundo". Parábolas de Jesus, pp. 315-316 (1900).

Novamente declara ela: "O poder central da Terra é um demônio. O seu trono está no meio do mundo, onde deveria ter estado o trono de Deus. Ele tem sido prestigiado pela igreja, porque a igreja tem-se conformado com o mundo, e está vivendo em transgressão da santa lei de Deus". Letter 78, 20 de janeiro de 1900; Este Dia Com Deus, p. 28.3.

E novamente, diz ela: "O dia de Deus está bem diante de nós, e o mundo tem convertido a igreja. Ambos estão em harmonia, e estão agindo segundo uma política de curta visão". Boletim da Associação Geral, primeiro trimestre, 1900.

E mais uma vez diz ela: "A igreja adotou o mundo na sua comunhão, e tem dedicado suas afeições aos inimigos da santidade. A igreja e o mundo estão situados no mesmo terreno em termos de transgressão da lei de Deus. A igreja prefere assimilar o mundo, em lugar de separar-se de seus costumes e vaidades". Manuscrito 44, p. 19 (1900).

Com inexprimível sofrimento, ela descreve nossa professa Igreja Adventista do Sétimo Dia e sua liderança, unida com os políticos, com o papado, e agora com o mundo. E isso se torna cada vez pior. Declara ela:

"Quando Cristo viu no povo judaico uma nação divorciada de Deus, viu também uma professa igreja cristã unida com o mundo e o papado. . . . Será Ele obrigado a dizer àqueles que têm tido grande luz e grande conhecimento, como disse aos judeus: 'Oh, se houveras conhecido, ao menos neste dia, o que pertence a tua paz. Mas agora estão ocultos dos teus olhos'. The Kress Collection, p. 153.6 (10 de julho de 1900).

Nossa professa estrutura adventista do sétimo dia, sua liderança, e suas igrejas unidas com o mundo, e a descrição de Babilônia agora se ajusta a eles! Mas como Deus, em Sua grande misericórdia, não denunciou a nossa Igreja Adventista do Sétimo Dia como sendo Laodicéia até 1859, (ver p. 11), conquanto 2 anos antes preenchesse a descrição de ser Laodicéia, assim Deus agora oferece a nossa professa Igreja Adventista do Sétimo Dia tempo precioso para reconsiderar, e arrepender-se inteiramente, antes que deva denunciá-la como Babilônia.

Nossa professa Igreja Adventista do Sétimo Dia está seguindo a apostasia de Salomão! Relede sobre sua apostasia, no começo deste livro, e vede por vós mesmos. Ela declarou que dada a apostasia de Salomão, "o dinheiro que devia ter sido mantido em sagrado depósito para o benefício dos pobres dignos e para a extensão dos princípios do santo viver por todo o mundo, foi egoisticamente absorvido em ambiciosos projetos. . ." (ver p. 2).

Irá a nossa professa liderança adventista do sétimo dia fazer o mesmo? Declara ela:

"As igrejas precisam despertar. Os membros devem despertar do sono e começar a indagar: 'Como está sendo usado o dinheiro que depositamos no tesouro?' O Senhor deseja que uma cuidadosa pesquisa seja feita". "Estão todos satisfeitos com a história da Obra durante os últimos quinze anos? Onde está a evidência do trabalho conjunto com Deus? Onde tem sido ouvido pelas igrejas a oração por auxílio do Espírito Santo? Insatisfeitos e desencorajados nós nos desviamos da cena.

"Nossas igrejas e instituições devem retornar aonde estavam antes que a apostasia teve início, quando começaram a confiar em homem e fazer da carne o seu braço57. Não temos visto o bastante de sabedoria humana?58". The Kress Collection, p. 120.5 (1900).

Uma vez que a nossa professa Igreja Adventista do Sétimo Dia e sua liderança se uniram com a política, o papado, e o mundo, Satanás é agora o seu líder. Declara ela:

"Cristo fala da igreja sobre a qual Satanás preside como a sinagoga de Satanás. Seus membros são os filhos da desobediência. São os que preferem pecar, que se empenham por tornar nula a santa lei de Deus. É obra de Satanás mesclar o bem com o mal, e remover a distinção entre o bem e o mal". Review and Herald, 4 de dezembro de 1900.

Na apostasia de Salomão contra Deus, o seu castiçal foi removido. A luz e sabedoria que Deus lhe havia dado para o seu povo tornou-se em trevas. Declara ela:

"O castiçal foi removido de seu lugar quando Salomão se esqueceu de Deus. Ele perdeu a luz de Deus, ele perdeu a sabedoria de Deus, ele confundiu a idolatria com religião59". S.D.A. Bible Commentary, vol. 2, p. 1032.7.

Irá nossa Associação Geral e sua liderança ter o seu castiçal removido? Deixarão de ter a luz e sabedoria de Deus para o nosso povo adventista do sétimo dia?

Se o seu castiçal for removido, se sua voz ao nosso povo não mais for a voz de Deus, então verdadeiramente sua luz tornou-se em trevas. Eles aceitarão falsas teorias e doutrinas, e confundirão o dia de baal - o domingo - com a nossa religião, e instarão e obrigarão o nosso povo adventista do sétimo dia a fazer o mesmo!

Foi o castiçal removido de nossa professa Igreja Adventista do Sétimo Dia?

Notas de Rodapé

#1: "O mundo é o principal inimigo da religião. As forças satânicas estão constantemente em ação pelo mundo, e aqueles que são professos cristãos, contudo se associam com o mundo em íntima amizade, são tão unidos em espírito, alvos, e princípios operacionais, que não podem discernir entre o que serve a Deus e o que serve ao mundo". Testemunhos Para Ministros, p. 270.1.

#2: "O dever da igreja para com o mundo não é descer ao nível de suas idéias e aceitar suas opiniões, suas sugestões, mas acatar as palavras de Cristo mediante o Seu servo Paulo (II Cor. 6:14-15 citado). Isso significa num sentido especial o casamento com os descrentes, mas cobre mais terreno do que este: significa em nossas instrumentalidades ordenadas por Deus, em nossas instituições de saúde, em nossas casas publicadoras". Testemunhos Para Ministros, p. 271.6.

#3: "Não formemos vínculos de união não santificados com os amigos do mundo; porque Deus tem pronunciado a Sua maldição sobre todas essas uniões". Testemunhos Para Ministros, p. 277.4.

"Aqueles que se unem com o mundo estão recebendo o molde mundano e preparando-se para receber a marca da besta". Testimonies, vol. 5, p. 216.4.

#4: "É impossível para vós unir-vos com aqueles que são corruptos, e ainda permanecerdes puros (II Coríntios 6:14-15 citado). Deus e Cristo, e as hostes celestes, queriam que os homens soubessem que se eles se unirem com o corrupto tornar-se-ão corruptos". Review and Herald, vol. 4, p. 137.5

"Se a vigilância mais dedicada não é manifesta no grande coração da Obra para proteger os interesses da Causa, a igreja se tornará tão corrupta como as igrejas de outras denominações". Testimonies, vol. 4, p. 513.2.

#5: "Uma vez que o professo povo de Deus tem se desenvolvido mais e mais na conformidade com o mundo mediante várias agências que Satanás tem posto em operação, fez-se necessário que os fiéis ministros de Cristo soassem o alarme por todas as nossas igrejas". Review and Herald, vol. 3, p. 379.7.

#6: "O pecado pelo qual Cristo reprovou Corazim e Betsaida foi o de rejeitarem a evidência que as teria convencido da verdade, tivessem se submetido ao seu poder". Mensagens Escolhidas, Livro 1, pp. 142-143.

#7: "Em toda época é dado aos homens o seu dia de luz e privilégio, um tempo de graça em que eles podem reconciliar-se com Deus. Mas há um limite para essa graça. A misericórdia pode pleitear por anos e ser desconsiderada e rejeitada; mas chega um tempo em que a misericórdia faz o seu último apelo. . . . Esse dia havia chegado para Jerusalém. Jesus chorou em angústia sobre a condenada cidade, mas Ele não a podia livrar. Ele havia esgotado todos os recursos. Ao rejeitar as advertências do Espírito de Deus, Israel havia rejeitado o único meio de auxílio. Não havia outro poder pelo qual pudessem ser livrados". O Desejado de Todas as Nações, p. 587.2.

#8: "Siló era o quartel general de Israel, mas tornou-se em ruínas. Ver Patriarcas e Profetas, p. 514.8.

#9: "A igreja será pesada nas balanças do santuário. Se o seu caráter moral e condição espiritual não corresponderem aos benefícios e bênçãos que Deus lhe tem conferido, ela será achada em falta. . . . Se os seus talentos não são aprimorados, se os seus frutos não são perfeitos perante Deus, se a sua luz tem-se tornado em trevas, ela verdadeiramente é achada em falta". Testimonies, vol. 5, pp. 83-84.

#10: "A figura de ser vomitada de Sua boca significa que Ele não pode oferecer suas orações ou expressões do amor de Deus". Testimonies, vol. 6, p. 408.5.

#11: "Homens estavam imbuídos de um espírito satânico ao tempo em que se decidiram por Barrabás, um ladrão e assassino, de preferência ao Filho de Deus". Review and Herald, vol. 3, p. 350.3.

#12: "Uma igreja apóstata fechou seus olhos aos sinais dos tempos". Spirit of Prophecy, vol. 4, p. 200.7.

#13: ". . . há milhares que ousam nada receber, conquanto esteja claramente revelado na Escritura, que seja contrário ao seu credo ou ao ensino estabelecido de sua igreja". O Conflito dos Séculos, p. 596.7.

#14: "Nossos homens mais responsáveis fizeram alguns planos insensatos, e têm-nos levado avante porque julgavam que seus planos fossem perfeitos. . . . Que loucura é confiar uma grande missão nas mãos de um homem, de modo a que ele a molde e adapte segundo a sua mente, e segundo sua própria imaginação doentia! . . . Aqueles que desejam controlar a obra, julgam que ninguém pode realizá-la perfeitamente, mas só eles mesmos, e a Causa traz as marcas de seus defeitos". Testemunhos Para Ministros, p. 304.5 (1885).

#15: "Que aqueles que quiserem seguir a Cristo plenamente venham para a obra, mesmo que seja por sobre a cabeça de ministros e presidentes". Testimonies, vol. 5, p. 369.7.

#16: "Quando cessarmos de confiar no homem, e fizermos de Deus a nossa eficiência, veremos a Terra cheia com a glória do Senhor assim como as águas cobrem o mar". Review and Herald, vol. 4, p. 228.2.

#17: "O tempo virá quando muitos estarão dispostos a fazer qualquer coisa e tudo quanto seja possível, a fim de terem uma chance de ouvir o chamado que rejeitaram em Mineápolis". Carta ao Pastor Olsen, 1 de setembro de 1892.

#18: "Tão logo o homem se separe de Deus, de modo que o seu coração não esteja sob o poder dominante do Espírito Santo, os atributos de Satanás serão revelados, e ele começará a oprimir os seus semelhantes. Dele deriva uma influência que é contrária à verdade e à justiça. Essa disposição é manifesta em nossas instituições, não somente com relação aos obreiros entre si, mas no desejo mostrado por uma instituição de controlar todas as demais". Testemunhos Para Ministros, p. 78.5 (1895).

#19: "Os judeus não se meteram em trevas de imediato. Foi um processo gradual, até que não puderam discernir o dom de Deus em enviar o Seu Filho". Testimonies, vol. 3, p. 200.7.

#20: "O conselho deles era tão mesclado, o fogo comum com o sagrado, que as decisões deles eram indignas; estão praticando o mal e desviando a outros. Conselhos para Ministros, 7, p. 91.

". . . é um grande erro que alguém misture o sagrado com o profano. Numa tendência para fazer isto podemos ver a operação do inimigo para destruir almas". Mensagens Escolhidas, Livro 1, p. 38.8.

#21: "Satanás operará de modo extremamente sutil para introduzir invenções humanas revestidas com roupagens de anjos". Mensagens Escolhidas, Livro 2, 48.7.

#22: "Organizações, instituições, a menos que mantidas pelo poder de Deus, operarão sob os ditames de Satanás para colocar os homens sob o controle do homem; e a fraude e o engano carregarão a semelhança de zelo pela verdade e pelo avanço do reino de Deus". Testemunhos Para Ministros, p. 366.4.

#23: "A palavra de Deus deve ser reconhecida como acima de toda legislação humana. Um 'Assim diz o Senhor' não deve ser posto de lado por um 'Assim diz a igreja', ou um 'Assim diz o estado'". Atos dos Apóstolos, p. 69.4.

#24: "Eles (os judeus) seguiram o seu próprio padrão, caminhando na luz de sua própria tocha, e pereceram em seu engano. Seguiram a imaginação de seus próprios corações, e Deus os entregou para serem esmagados por sua própria ambição, destruídos pelas falsidades e enganos sobre que haviam edificado". Review and Herald, vol. 3, p. 466.2.

#25: "Mas o coração da obra, o grande centro, tem sido debilitado pela má administração de homens que não se têm mantido à altura de seus líderes. Satanás tem desviado o seu dinheiro e suas habilidades por canais errados. . . . O corpo inteiro está enfermo devido a má administração e mau planejamento. O povo ao qual Deus confiou interesses eternos, . . . os mantenedores da luz que deve iluminar o mundo inteiro, perderam os seus encargos". Testemunhos Para Ministros, p. 397.4.

#26: "Anticristo, significando todos quantos se exaltam contra a vontade e a obra de Deus. . ." Mensagens Escolhidas, Livro 3, p. 402.4.

#27: "Se estabelecestes comissões para realizar a obra que se tem desenvolvido por anos. . . dispensai-as; e lembrai-vos de que Deus, o Deus infinito, não colocou os homens em tais posições como ocuparam em Mineápolis, e têm ocupado desde então". Escrito de Cooranbong, Austrália, 6 de julho de 1896.

#28: "Deve haver uma limpeza de instituições semelhante à purificação de Cristo do templo do passado. . . . Ocorrem em nossas instituições hoje transações semelhantes àquelas que tiveram lugar nas cortes do Templo ao tempo de Cristo, e todo o Céu está contemplando . . . Eu apelo aos meus irmãos para que despertem. A menos que uma mudança tenha lugar subitamente, preciso apresentar os fatos ao povo; pois este estado de coisas precisa mudar; homens não consagrados não devem mais ser gerentes e diretores em obra tão sagrada e importante. Com Davi, somos forçados a dizer: 'é tempo, Senhor, de agires, porque eles tornaram a Tua lei sem efeito'". A Irmãos em Posições de Responsabilidade, setembro de 1895.

#29: "A alma é enganada quando confia em políticas mundanas e invenções humanas em lugar de confiar no Senhor Deus de Israel". Mensagens Escolhidas, Livro 2, p. 129.7.

#30: "Os homens desejarão seguir seu próprio julgamento independente, desprezando o conselho e a reprovação; mas tão certamente quanto o fazem, desviam-se da fé, e o desastre e a ruína de almas seguir-se-ão". Mensagens Escolhidas, Livro 3, p. 23.7.

#31: "Quando quer que os homens escolham os seus próprios caminhos, colocam-se em controvérsia com Deus. Eles não encontrarão lugar no Reino dos Céus, pois estarão em guerra com os próprios princípios celestiais. Ao desconsiderarem a vontade de Deus, estão colocando-se do lado de Satanás, o inimigo de Deus e do homem". Parábolas de Jesus, pp. 82-83 (edição de 1943).

#32: ". . .quando os homens em qualquer linha da obra de Deus buscam trazer as mentes e talentos dos agentes do Senhor sob controle, assumem uma jurisdição sobre os seus semelhantes que não podem manter sem injustiça e iniquidade. O Senhor não colocou homem algum como juiz, seja como pena ou voz do obreiro de Deus". Testemunhos Para Ministros, p. 293.8.

#33: "Verdadeira observância do sábado é o sinal de lealdade para com Deus". S.D.A. Bible Commentary, vol. 7, p. 981.7.

#34: "É-nos requerido ser semelhantes a Cristo àqueles que são nossos inimigos; mas não devemos, a fim de ter paz, acobertar as faltas daqueles que vemos estar em erro. O Redentor do mundo nunca adquiriu pazA por acobertar a iniquidade, ou por qualquer coisa semelhante a compromisso." Review and Herald, vol. 4, p. 143.4.

A. "Esta paz não é a paz que vem através da conformidade com o mundo. É uma paz interior em vez de exterior." Idem, vol. 4, p. 143.4.

"Não devemos fazer qualquer compromisso com os líderes da rebelião". Notebook Leaflets, p. 100.6.

"Dividir os nossos interesses com os líderes do erro é ajudar o lado errado e dar vantagem aos nossos inimigos. A verdade de Deus não conhece compromisso algum com o pecado, nenhuma conexão com o artifício, nenhuma união com a transgressão". Testimonies, vol. 4, p. 81.1.

#35: "Seja qual for sua profissão, somente aqueles que são servidores do mundo de coração é que agem por política, antes que por princípio, em coisas religiosas". O Conflito dos Séculos, p. 460.6.

"Nenhuma questão de política influenciava os movimentos Dele (de Cristo)". Obreiros Evangélicos, p. 46.7.

#36: "A bandeira do terceiro anjo tem inscrita sobre ela, 'Os mandamentos de Deus e a fé de Jesus'". Mensagens Escolhidas, Livro 2, p. 384.8.

#37: "O quê? Irão os adventistas do sétimo dia relaxar sua devoção, quando todas as suas habilidades e poderes deveriam ser colocados ao lado do Senhor; quando um testemunho inabalável, nobre e inspirador, deveria proceder de seus lábios? . . . Quando a lei de Deus é desprezada ao máximo e posta em menosprezo, então é o tempo de todo verdadeiro seguidor de Cristo, para aqueles cujos corações têm sido dados a Deus, e que estão decididos a obedecer a Deus, permanecerem inamovíveis pela fé uma vez confiada aos santos". S.D.A. Bible Commentary, vol. 7, pp. 981-982.

#38: "Cristo os chama de obreiros da iniquidade, porque são enganadores, tendo sobre si as vestes da justiça para esconder a deformidade de seus caracteres, a impiedade íntima de seus corações não santificados. . . . O Senhor nos diz que se fosse possível eles enganariam os próprios escolhidos. A veste de ovelha parece ser tão real, tão genuína, que o lobo não pode ser discernido senão quando nos dirigimos ao grande padrão moral de Deus e lá verificamos que eles são transgressores da lei de Jeová". S.D.A. Bible Commentary, vol. 5, pp. 1087-1088.

No 39: "Os homens aos quais ele (Satanás) torna seus instrumentos em cumprir essa obra são cegos, e não vêem o que estão fazendo até que estejam profundamente envolvidos em culpa ao ponto de julgarem que seria inútil tentar recuperar-seA, e arriscam tudo e continuam em curso de transgressão até o amargo fim". Testimonies, vol. 5, p. 295.5.

A."Que ninguém diga: 'Eu não posso remediar os meus defeitos de caráter'. Se chegardes a essa decisão, certamente falhareis em obter a vida eterna. A impossibilidade jaz em vossa própria vontade". Parábolas de Jesus, p. 331.6.

"O diabo pode colocar os braços sobre o pecador, e dizer: 'é melhor deixar as coisas como estão. Se confessares, tua dignidade será afetada, tua influência perdida'. Assim ele obtém a vitória vez após vez". Special Testimonies, Série B, # 7, p. 23.2.

#40: "Os judeus pereceram como nação porque foram desviados da verdade da Bíblia por seus governantes, sacerdotes e anciãos. Tivessem eles dado ouvidos às lições de Jesus, e pesquisado as Escrituras por si mesmos, não teriam perecido". Testemunhos Para Ministros, p. 109.7.

#41: "Eu temo grandemente pela igreja. Como Paulo expressou: 'Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo'. Paulo então explica que é por meio de mestres corruptos que o inimigo assaltará a fé da igreja. 'Porque tais falsos profetas', ele declara, 'são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo. E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz. Não é muito pois que os seus ministros se transfigurem em ministros da justiça'". Testimonies, vol. 5, p. 297.4.

#42: "É-nos requerido obedecer a lei de Deus, e não só somos instruídos quanto à penalidade da obediência, mas temos narrado para o nosso benefício e advertência a história de Adão e Eva no Paraíso. . . . O exemplo deles nos é dado como uma advertência contra a desobediência, a fim de que possamos estar seguros de que o salário do pecado é a morte, de que a justiça retributiva de Deus nunca falha, e de que Ele requer de Suas criaturas uma estrita consideração por Seus mandamentos". Testimonies, vol. 4, p. 11.7.

"Deus requer agora o que requereu de Adão, perfeita obediência, justiça sem uma falha, sem defeito a Sua vista. Deus nos ajuda a prestar a Ele tudo quanto Sua lei requer. Não podemos fazê-lo sem fé que traz a justiça de Cristo à prática diária". Mensagens Escolhidas, Livro 2, p. 381.1.

#43: "Os piores inimigos que temos são aqueles que estão tentando destruir a influência dos vigias sobre os muros de Sião. Satanás opera mediante agentes. Ele está empreendendo um decidido esforço aqui. Ele opera segundo um plano definido, e seus agentes agem em concerto". Testimonies, vol. 5, pp. 294-295.

No 44: "Se há erros na igreja, eles devem receber imediata atenção. Alguns podem ter que ser severamente repreendidos. Isso não representa fazer nenhuma violência ao errante. O fiel médico da alma corta fundo, a fim de que nenhuma questão pestilenta possa ser deixada a aflorar novamente. Após a repreensão ter sido dada, vem o arrependimento e a confissão, e Deus livremente perdoará e curará. Ele sempre perdoa quando confissão é feita". Review and Herald, vol. 4, p. 245.6.

#45: "O Senhor operará de modo a que os desafetos sejam separados dos verdadeiros e fiéis. . . . As fileiras não serão diminuídas. Aqueles que são firmes e verazes preencherão as vagas deixadas pelos que se ofenderam e apostataram". Mensagens Escolhidas, Livro 3, p. 422.5.

#46: "Barrabás, o ladrão e assassino, era o representante de Satanás". O Desejado de Todas as Nações, p. 739.1.

"As multidões ignorantes foram levadas por raciocínios enganosos daqueles em altas posições, a rejeitarem o Filho de Deus, e escolher um ladrão e assassino em seu lugar". Testemunhos Para Ministros, p. 38.4.

"Hoje os homens estão preferindo Barrabás, e dizendo para crucificar a Cristo. . . . Eles seguirão pelo mesmo caminho dos sacerdotes e dirigentes judaicos em sua forma de tratar a Cristo. Ele, o Filho de Deus e um homem inocente, foi assassinado porque disse aos homens a verdade que não lhes era agradável ouvir". Testemunhos Para Ministros, p. 131.8.

#47: "É uma declaração solene que eu faço à igreja, de que nem um em vinte cujos nomes estão registrados nos livros da igreja está preparado para encerrar sua história terrena, e estaria tão verdadeiramente sem Deus e sem esperança no mundo como o pecador comum. . . . Essa obra pela metade é uma constante negação de Cristo, antes que uma confissão Dele". Serviço Cristão, p. 41.1.

"Ser meio cristão e meio mundano faz de alguém apenas uma centésima parte cristã, e todo o restante mundana". Testimonies, vol. 2, p. 264.8.

#48: "Veremos no futuro, como temos feito no passado, todo tipo de caráter sendo desenvolvido. Testemunharemos a apostasia de homens em quem tínhamos tido confiança, em quem confiamos, os que, supúnhamos, eram tão firmes ao princípio quanto o aço. Algo vem para prová-los, e eles são vencidos. . . . Que cada alma, seja qual for sua esfera de ação, assegure-se de que a verdade está implantada no coração pelo poder do Espírito de Deus. A menos que isso seja tornado certo, aqueles que pregam a Palavra trairão o santo depósito". Mensagens Escolhidas, Livro 3, p. 411.4.

#49: "Devemos resistir e vencer a inclinação, e obedecer à voz da consciência sem diálogo ou comprometimento, para que suas sugestões não cessem e a vontade e o impulso controlem". Testimonies, vol. 5, p. 69.3.

#50. "Se Deus aborrece um pecado acima de outro, de que Seu povo é culpado, é nada fazer no caso de uma emergência. Indiferença e neutralidade numa crise religiosa são consideradas por Deus como um grave crime e igual ao pior tipo de hostilidade contra Deus." Testimonies, vol. 3, p. 281.2.

#51. "Mostrai uma firme, invariável confiança em Deus. Sede sempre verdadeiro ao princípio. Não vacileis; falai decididamente aquilo que sabeis ser a verdade, e deixai as conseqüências com Deus." Review & Herald, vol 4, p. 231.9.

#52. "Os enganos do arqui-inimigo de Deus e do homem terão grande poder. Aqueles que deram suas afeições a qualquer líder, senão a Cristo, achar-se-ão sob o controle, corpo, alma e espírito de uma louca paixão que é tão fascinante que sob seu poder almas se desviam de ouvir a verdade para crer numa mentira. Eles são iludidos e tomados, e através de cada uma de suas próprias ações, eles clamam, 'Soltai-nos Barrabás, mas crucificai a Cristo.'" Manuscrito 40, 1897. Mensagens Escolhidas, livro 3, p. 416.1.

#53. Ver nota #49.

#54. "Aqueles que pisam com seus pés não santificados a lei de Deus têm o mesmo espírito como tiveram os homens que insultaram e traíram a Jesus. Sem qualquer remorso de consciência, farão as obras do pai deles, o diabo." Review & Herald, vol. 4, p. 149.4.

#55. "'...corrompestes os teus santuários pela multidão de tuas iniquidades, pela iniquidade de teu tráfico.' Neste lugar 'tráfico' é o emblema de administração corrupta." Carta 156, 1897. SDA Bible Commentary, vol. 4, p. 1163.8.

No 56. "O Senhor deseja que seu povo enterre questões políticas. Nesses temas o silêncio é eloqüência. Cristo concita Seus seguidores a chegar à unidade nos princípios puros do evangelho que são claramente revelados na palavra de Deus. Não podemos com segurança votar em partidos políticos; pois não conhecemos em quem estamos votando. Não podemos com segurança tomar parte em qualquer esquema político... É um erro para ti ligar teus interesses com qualquer partido político, lançar teu voto com eles ou em favor deles... Os filhos de Deus devem separar-se de política, de qualquer aliança com descrentes." Manuscrito, 16 de junho de 1899, Obreiros Evangélicos, p. 391-395.

#57. Isto começou em 1862!

#58. "Os homens não podem afastar-se do conselho de Deus, e ainda reter aquela calma e sabedoria que os habilitará a agir com justiça e discreção. Não há insanidade tão pavorosa, tão sem esperança, como a de seguir a sabedoria humana, não guiada pela sabedoria de Deus." Patriarcas e Profetas, p. 658.8.

#59. "Salomão não levou em conta a instrução que Deus tinha dado para servir como uma barreira contra a apostasia, e agora ele entregou-se à adoração de falsos deuses." Profetas e Reis, p. 56-57

 

HOME