Make your own free website on Tripod.com

MENSAGENS FINAIS

QUEM SOMOS

NISTO CREMOS

ESTUDOS

JUDICIAIS

CARTAS

 O Retorno do 4º Anjo

By Pr David Clayton

A importância de 1888

Os Adventistas do Sétimo Dia a muito tempo têm reconhecido que Deus desejou realizar grandes coisas para eles e por meio deles.

Após o desapontamento de 1844, um pequeno grupo de aproximadamente cinqüenta almas, re-estudaram as profecias e começaram a partilhar as verdades que lhes foram reveladas. Eles ousaram acreditar que tinham uma mensagem, que de alguma forma, o mundo inteiro precisaria ouvir. Nos cabeçalhos da Adventist Review e Sabbath Herald (Revista Adventista e Arautos do Sábado) seria colocado um desenho de um globo contendo as palavras, “O Campo é o Mundo” sobre uma faixa circulando o globo.

Hoje, Deus está disposto a fazer grandes coisas por Seu povo e no meio dele; muito maiores do que alguma vez tenhamos imaginado, ou tentamos realizar. Lamentavelmente, muitos de nós não fazemos nada além de aguardar e esperar, porque falhamos em reconhecer os propósitos de Deus para nós e falhamos inteiramente em reconhecer a importância dos tempos em que vivemos.  No livro de Apocalipse existe uma passagem que, provavelmente, é bem familiar a todo Adventista do Sétimo Dia:

Depois destas coisas, vi descer do céu outro anjo, que tinha grande autoridade, e a terra se iluminou com a sua glória. Então, exclamou com potente voz, dizendo: Caiu! Caiu a grande Babilônia e se tornou morada de demônios, covil de toda espécie de espírito imundo e esconderijo de todo gênero de ave imunda e detestável, pois todas as nações têm bebido do vinho do furor da sua prostituição. Com ela se prostituíram os reis da terra. Também os mercadores da terra se enriqueceram à custa da sua luxúria. Ouvi outra voz do céu, dizendo: Retirai-vos dela, povo meu, para não serdes cúmplices em seus pecados e para não participardes dos seus flagelos; porque os seus pecados se acumularam até ao céu, e Deus se lembrou dos atos iníquos que ela praticou. (Apocalipse 18:1-4).

Os Adventistas acreditaram por mais de cento e cinqüenta anos que isto se referia ao que nós chamamos de “O Alto Clamor”, “Chuva Serôdia”, a última mensagem de advertência que deveria alcançar o mundo inteiro. Temos acreditado que um dia o poder de Deus virá sobre Seu povo como no Pentecostes, e que, quando isso acontecer, esta passagem será cumprida. Esta descrição de um poderoso anjo vindo do céu significa um tempo quando o poder de Deus virá sobre o Seu povo em medida pentecostal e a obra final de Deus sobre a terra será finalizada. E naquela mesma hora todo o povo de Deus estará finalmente completamente separado de tudo o que é falso e apóstata.

There is a book written by Elder W. L. Brisbin entitled, Are Seventh-day Adventists Doing God’s Will? This booklet contains a series of questions, with the answers consisting of quotations from Ellen White. On page ten of this booklet we find a striking statement. Some may question the authenticity of this statement because it is difficult to verify Elder Brisbin’s original source. Nevertheless, I would like us to look at this statement because it states comprehensively, and in one place, what is said elsewhere in bits and pieces by Sister White.

Existe um livro escrito pelo senhor W. L. Brisbin intitulado, “Estão os Adventistas do Sétimo Dia Fazendo a Vontade de Deus?” Este livreto contém uma série de perguntas, com as respostas consistindo de citações de Ellen White. Na página dez deste livreto, encontramos uma declaração impressionante. Alguns podem questionar a autenticidade desta declaração porque é difícil verificar a fonte original usada pelo senhor Brisbin. Todavia, eu gostaria que déssemos uma olhada nesta declaração porque está expressa compreensivelmente, também num lugar, o que é citado em vários trechos pela irmã White.

Em 1888 na Conferência Geral realizada em Mineápolis, Minn., o anjo de Apocalipse 18 veio para realizar a sua obra, e foi ridicularizado, criticado, e rejeitado, e quando ele trouxer a mensagem novamente em  um potente alto clamor, ele falará outra vez e será mais uma vez ridicularizado, e rejeitado pela maioria. (Estão os Adventistas do Sétimo Dia fazendo a vontade de Deus? p. 10).

Eu creio que é natural, a denominação Adventista do Sétimo Dia não desejar reconhecer uma declaração como esta, porque é uma das mais claras afirmações que encontramos, e fala sobre uma evidente apostasia que teve lugar em 1888 e que continuaria, se intensificaria, e atingiria o seu auge nos últimos dias. Sobre o que Ellen White falou? Vamos dar uma breve olhada no cenário desta Sessão da Conferência Geral de 1888.

 

O Cenário da Sessão

A Sessão da Conferência Geral de 1888 foi realizada em Mineápolis, Minnesota. Foi uma sessão da Conferência Geral muito diferente e especial. Nós sabemos que ela foi diferente porque todas as pessoas que participaram dela disseram que alguma coisa incomum aconteceu ali. Mas certamente, a testemunha a quem possuía a palavra de maior influência era a própria Ellen White, que esteve presente nesta sessão da C. G. em pessoa. Algo aconteceu nesta Conferência Geral que fez Ellen White acreditar que o alto clamor, ou a chuva serôdia, havia chegado e que o poder de Deus tinha começado a ser derramado sobre Seu povo. O que aconteceu ali?

Primeiro, ela foi uma sessão muito controversa. Dois jovens ministros, os senhores Alonzo Trevier Jones e Ellet James Waggoner, trouxeram a mensagem principal. Eles eram homens relativamente jovens, 38 e 33 anos respectivamente. Eles eram naquele período co-editores do jornal denominacional, The Signs of The Times (Sinais dos Tempos). Desde o início existiram atritos entre estes dois ministros e a maioria dos delegados. O problema principal era que estes dois jovens homens apresentaram idéias que entraram em conflito com aquilo que os ministros mais antigos haviam ensinado por muitos anos, em certas áreas de doutrinas e interpretação profética.

Um dos assuntos era a interpretação de Waggoner sobre a lei no livro de Gálatas; a lei da qual Paulo disse ser nosso “professor para nos conduzir a Cristo”, e a qual, nós há muito tempo não estamos sujeitos. Tradicionalmente, os Adventistas do Sétimo Dia sempre ensinaram que a lei que Paulo falou no livro de Gálatas era na verdade a lei cerimonial que foi abolida quando Cristo foi crucificado. O senhor Waggoner, entretanto, tinha estudado o livro de Gálatas com extremo cuidado e chegou a uma conclusão, e começou a ensinar e publicar suas conclusões em The Signs of the Times, que esta lei que Paulo trata, certamente incluía a lei moral e não se referia meramente apenas à lei cerimonial. Os mais velhos e os mais experientes ministros e obreiros ficaram muito indiferentes a esta interpretação de Waggoner. O próprio presidente da Conferência Geral, G. I. Butler, não foi capaz de estar presente, por que fora acometido de uma enfermidade. Entretanto, ele escreveu uma carta para um dos homens idosos que comissionado por ele para “Apoiar os antigos marcos”.

Quando os delegados chegaram nesta sessão da C. G., eles estavam preparados para uma batalha, e de fato, quando Waggoner chegou, ele encontrou um quadro negro montado onde estava escrito, “Decidido – Que a lei em Gálatas é a lei cerimonial”. Isto foi assinado pelo senhor J. H. Morrison. No o outro lado do quadro foi escrito, “Decidido – que a lei em Gálatas é a lei moral”. Esta resolução estava aguardando a assinatura de Waggoner. No entanto, Waggoner recusou-se a assinar. Ele não tinha vindo para um debate. Ele estava interessado somente na apresentação da verdade.

A. T. Jones, por outro lado, ousou sugerir que a interpretação de Urias Smith sobre os dez chifres na cabeça da besta em Daniel sete, não estava inteiramente correta. Enquanto Smith declarava que um dos chifres representava os Hunos, o estudo de Jones o levou à conclusão que o chifre representava a Alemanha. Urias Smith não recebeu de bom grado o fato de suas interpretações serem alteradas por um jovem ministro que era apenas um novato. Com esse tipo cenário, não é difícil entender que existiu uma enorme tensão nesses encontros, e que também, muitos dos delegados estiveram predispostos a se opor aos senhores Jones e Waggoner e a resistir de qualquer maneira ao que eles apresentassem.

Esta, entretanto, não foi a principal razão para a oposição às mensagens de Jones e Waggoner. Quando você ler sobre 1888 hoje, verá que muitas pessoas tentam sugerir que esta era a raiz de todo o problema; que isto era simplesmente uma questão de oposição de caráter pessoal e o conflito terminou com pequenas diferenças doutrinárias. Mas existiu algo mais essencial do que isso.

Dois anos antes desta sessão da Conferência Geral, o senhor Waggoner esteve presente a um acampamento quando teve uma experiência extraordinária. Ele a descreveu da seguinte maneira:

Eu estava sentado a uma pequena distância da congregação em uma grande tenda num acampamento em Healdsburg, num triste sábado à tarde. Eu não tenho idéia qual foi o assunto da palestra. Eu não entendi nem um texto e nem mesmo uma palavra. Tudo o que guardei comigo foi aquilo que eu vi. Repentinamente uma luz brilhou à minha volta, e a tenda estava para mim, maravilhosamente iluminada mais do que se o sol estivesse brilhando ao meio dia, e eu vi Cristo erguido sobre a cruz, crucificado por mim. Naquele momento eu tive o primeiro verdadeiro conhecimento, que veio semelhante a uma devastadora correnteza, que Deus me amava, e que Cristo morreu por mim. Eu estava consciente que Deus e eu éramos os únicos seres no universo. Eu soube então, por meio daquele sinal real, que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo; eu era o mundo inteiro com todos os seus pecados. Eu estou certo que a experiência de Paulo no caminho de Damasco, não foi mais real do que a minha.... Eu decidi imediatamente que estudaria a Bíblia na luz daquela revelação, com o objetivo de poder ajudar outros a ver a mesma verdade. Eu sempre acreditei que em toda parte da Bíblia deve ser apresentada, com maior ou menor intensidade, esta gloriosa revelação [Cristo crucificado]. (A Última Confissão de Fé, E. J. Waggoner – As ênfases aqui são do próprio Waggoner. Todas as ênfases neste artigo estão supridas a menos que estejam anotadas de outra forma).

Esta experiência levou Waggoner a um intenso estudo da pessoa de Cristo nos dois anos seguintes. Quando ele chegou a Minneapolis estava completamente tomado com o assunto do Filho de Deus e isso vinha como uma torrente sobre ele quando pregava. Uma coisa estranha é que, o contexto no qual ele e o senhor Jones apresentaram Cristo e Sua Justiça surgiu para estimular a oposição da maioria dos delegados  que estavam ali. Eles se colocaram contra o assunto de todo o coração, de tal forma, que depois dos encontros, alguns delegados voltavam para os seus aposentos e zombavam fazendo mímicas dos senhores Jones e Waggoner.

Ellen White, entretanto, não tinha dúvidas a respeito da importância da mensagem que aqueles dois homens tinham trazido. Com respeito à mensagem ele escreveu:

Esta é a mensagem que Deus ordenou para ser dada ao mundo. Ela é a terceira mensagem Angélica, a qual deve ser proclamada em alta voz e acompanhada com o derramamento de Seu Espírito em grande medida. (Testemunhos para Ministros, pág. 92).

 

O tempo do teste está justamente sobre nós, pois o alto clamor do terceiro anjo teve agora mesmo seu inicio na revelação da justiça de Cristo, o Redentor, e o perdão dos pecados. Este é o início da luz do anjo cuja glória deverá iluminar a terra inteira. (Review and Herald, November 22, 1892).

Essencialmente ela disse, “Ela tinha começado, esta é a mensagem, e então eu sei que nos temos chegado ao fim, pois eu tenho visto a obra final de Deus nesta mensagem!”.

Durante, e após esta sessão da Conferência Geral, Ellen White fez muitas declarações relatando a experiência que tomou lugar em Minneapolis e o que Deus desejou realizar ali. Na realidade existem quatro grandes volumes, intitulados The 1888 Materials (Os Materiais de 1888). Estes volumes contêm 1.812 páginas de materiais que Ellen White escreveu a respeito de 1888, então você pode dizer que ela falou bastante sobre isso. Ela acreditava que Deus estava tentando realizar algo para a igreja naquele preciso momento. Mas isso não aconteceu, e por causa disso, os Adventistas têm dissecado 1888 por mais de um século. Muitos livros têm sido escritos sobre o assunto, incluindo o único escrito pelo presidente da Conferência Geral, A. G. Deniells, intitulado, Cristo Nossa Justiça. Existem perspectivas muito diferentes sobre qual era o real objetivo da mensagem. Quase todos aqueles que escrevem ou falam sobre o assunto da mensagem de 1888 parecem dar ênfase a alguns aspectos diferentes dela, como eles a entendem.

Qual era a mensagem? Qual era o objetivo? Estas são perguntas importantes que têm fascinado e surpreendido os Adventistas por mais de um século. Oficialmente a Igreja Adventista diz hoje: “Nós recebemos a mensagem, a igreja aceitou a mensagem e hoje estamos nos regozijando na glória da verdade sobre Cristo e Sua justiça”. Mas, estranhamente, nós ainda não estamos no reino. Estranhamente, nós ainda não vimos a chuva serôdia. Estranhamente, nós ainda não temos visto este poder mundial do Espírito Santo sobre o povo de Deus. Não importa o que os homens declarem fazer, os fatos falam mais alto que as vanglórias.

 

Três perspectivas

Vamos examinar as perspectivas de três testemunhas diferentes. Evidentemente, uma delas é Ellen White. Outra é uma das pessoas que realmente trouxe a mensagem, o próprio E. J. Waggoner. Razoavelmente e logicamente, nós devemos conhecer o que ele falou sobre o assunto. Naqueles dias eles não tinham gravadores, mas imediatamente após a Conferência, o senhor Waggoner escreveu um pequeno livro chamado Cristo e sua Justiça, e é amplamente aceito, que este livro contém a essência das mensagens que Waggoner comunicou naqueles encontros em Minneapolis.  A outra testemunha que examinaremos é um homem que esteve por muitos anos sendo respeitado como o principal pesquisador da igreja na denominação Adventista do Sétimo Dia.

Primeiro, vamos examinar o entendimento de Ellen White um pouco mais adiante. Aqui está a declaração que nos dá uma boa pista que se encontra em uma de suas principais publicações: 

Agora, este foi o propósito determinado de Satanás a fim de nublar a concepção de Jesus e levar os homens a olhar para o homem, e confiar no homem, e ser educado para esperar auxílio do homem. Por anos a igreja esteve olhando para o homem e esperando muito do homem, mas não tem olhado para Jesus, em quem nossas esperanças de vida eterna estão centralizadas.  Então, Deus deu a Seus servos um testemunho que apresentou a verdade como ela é em Jesus, a qual é a terceira mensagem Angélica, em claras e distintas linhas. (Testemunhos para Ministros, p. 93).

Sobre a base desta declaração podemos claramente ver que Igreja Adventista do Sétimo Dia tornou-se uma instituição na qual, homens estão tomando o lugar de Jesus. Adoração ao homem era o problema crítico que tornou necessário Deus enviar uma mensagem tal naquela mesma hora! O povo tinha sido educado na Igreja Adventista a adorar os homens! (O que Ellen White diria sobre a situação que existe hoje?).

Você notará que Ellen White declara que esta é a “terceira mensagem Angélica”. Este pode, inicialmente, ser um pensamento surpreendente. À primeira vista a terceira mensagem Angélica parece estar simplesmente dizendo, “Acautelai-vos da besta. Acautelai-vos do Papa, dos Jesuítas, dos católicos e dos adoradores do domingo!”. Este parece ser um chamado para “guardar o Sábado e não o domingo”. Parece ser uma declaração que “A Lei Dominical está chegando!”. Mas aqui estão pessoas, simplesmente ensinando aos homens olharem para Cristo como seu líder e fonte de auxílio; e Ellen White disse: “Esta é a terceira mensagem Angélica!” A fim de compreender o que ela entendeu dessa maneira, precisamos olhar abaixo da superfície e examinar alguns princípios.

A primeira mensagem Angélica começa pela declaração, “Temei a Deus”. Esta declaração é feita em um tempo quando o mundo temerá e adorará os homens. Hoje, as pessoas do mundo adoram seus ministros, seus heróis esportivos, seus líderes políticos, suas estrelas de cinema etc. o mundo adora homens. Eles se unem à grupos, clubes, sociedades, partidos políticos e seguem comitês ou indivíduos, e para a maioria, não importa o que os líderes dizem, não seria perda de tempo, estes líderes pensarem por eles.

O recebimento da marca da besta simplesmente será a última conseqüência da prática de uma vida inteira de adoração a homens. O homem poderá dizer ao mundo, “obedeça-me em lugar de Deus”, e o mundo inteiro dirá, “Sim, nós o faremos”.

Se, na igreja cristã, na Igreja Adventista do Sétimo Dia, nossa congregação local ou sociedade, os homens treinam a si mesmos para obedecer precipitadamente às diretivas de um oficial superior, e aceitar o julgamento de uma organização acima de suas próprias convicções e senso comum; como eles podem ser alguém diferente daqueles que escolhem o Domingo acima do Sábado, por que isso é um hábito, ou porque ele herdou o habito de seus avós? O caso pode ser diferente, mas o princípio é o mesmo: O homem é exaltado acima de Deus!

Agora, quando esta situação começou a prevalecer na Igreja Adventista do Sétimo Dia, eles puderam guardar o Sábado estritamente, ou ainda mais estritamente que os antigos judeus, porém se mantiveram em oposição ao princípio da terceira mensagem Angélica. Eles guardaram o Sábado em vão, porque estavam adorando homens! Portanto, Ellen White disse que Deus lhes deu uma mensagem, a fim de que eles pudessem ver Cristo em uma luz diferente, afastarem-se da adoração do homem e mudarem para a adoração de Deus e Seu Filho.

O que é justificação pela fé? É a obra de Deus em lançar a gloria do homem no pó, e fazer pelo homem aquilo que em seu poder ele não pode fazer por si mesmo! (Testemunhos para Ministros, p. 456).

Esta mensagem foi citada como a mensagem de “justificação pela fé”, ou “justiça pela fé”. O propósito desta mensagem era “lançar a glória do homem no pó”. Se vocês são o tipo de pessoas que gostam de estar na frente, e gostam de ser tratados por títulos admiráveis, e sentarem-se nos “primeiros lugares nos banquetes” (Mateus 23:6), vocês não estão se preparando para dizer algo semelhante às pessoas que a dependência deles deve estar em Cristo e não em vocês. A mensagem que destrói seu poder e autoridade não será algo apreciado.  Por isso nos foi dado uma indicação do motivo pelo qual esta mensagem foi ridicularizada, criticada e contrariada pela maioria em 1888. Outra vez Ellen White disse:

A justiça de Cristo pela fé tem sido ignorada por alguns; pois ela é contrária ao seu espírito e sua inteira experiência de vida. Governar, governar, tem sido seu curso de ação. Satanás tem tido uma oportunidade para representar a si mesmo. (testemunhos para Ministros, p. 363)

Many do not realize that Ellen White spoke so clearly against the disease that afflicts so many in leadership positions; against the self-centeredness which makes men desire to be lords over their fellows. We have heard many statements where Ellen White cautioned against criticizing leadership, but there are also a great many places where she spoke out stridently against those who abuse their positions of leadership.

How can men who love to have the dominance, love to be in charge, love to have control of their fellow men, and love to lord it over others, love a message which says, “God’s people have only one Lord and He is Christ.” For papal-minded hierarchical organizations (such as the Seventh-day Adventist Church and the Seventh-day Adventist Reform Movement), such a message is taboo, because it breaks the power of the organization to control and direct people’s lives. It directs them to a Master whose claim on them, and whose authority in their lives, is far above that of any human being, or human organization. Such a message sets men free!

Muitos não compreendem que Ellen White falou tão claramente contra a doença que aflige também muitos em posição de liderança; contra a auto-centralização que faz os homens desejarem ser senhores sobre seus seguidores. Nós temos lido muitas declarações onde Hellen White preveniu contra criticar a liderança, mas existe também um grande número de lugares onde ela fala de forma estridente contra aqueles que abusam de suas posições de liderança.

 Como pode, homens que amam ter o domínio, por ser o responsável, por ter o controle de seus seguidores, e por ser o senhor sobre outros, amarem uma mensagem que diz “O povo de Deus tem somente um Senhor e Ele é Jesus Cristo”? Para a Organização Hierárquica de Supremacia Papal (assim como a Igreja Adventista do Sétimo Dia e os Adventistas do Sétimo Dia – Movimento de Reforma) semelhante mensagem é proibida, porque ela quebra o poder da organização de controlar e dirigir a vida das pessoas. Ela os direciona para um Mestre que afirma estar sobre eles, e aquele que tem autoridade sobre suas vidas, Ele está no mais alto grau, acima de qualquer ser humano ou organização humana. Semelhante mensagem coloca os homens em liberdade!

Os homens têm a tola idéia de que, a menos que eles mantenham rígido controle, existirá confusão e desorganização, mas isto não é verdade. Deus é muito organizado, e quando as pessoas reconhecem que Cristo é seu líder e sinceramente rendem-se a Ele, dando-lhe sua lealdade acima de tudo que é humano, existirá perfeita harmonia e íntima união na obra de Deus. Na verdade, esta é a única maneira que a obra pode sempre e verdadeiramente, ser realizada.

O Espírito Santo está habilitado para guiar o povo de Deus individualmente. O Papado diz: Não! “Isso só dever acontecer através do Papa, da igreja, dos bispos, dos padres, e finalmente, é através deste sistema humano que a direção de Deus virá ao povo com base numa hierarquia”. A pessoa pobre ao pé da escada, de nenhuma maneira pode chegar a Deus pessoalmente. Ela deve ir através de uma inteira seqüência de pessoas. De nenhuma outra maneira Deus pode falar a ele, a fim de lhe mostrar o caminho, e lhe dirigir. Ele não tem outro caminho para ter um relacionamento pessoal com Deus, a menos que ele o faça através da organização!

People who have this kind of attitude do not appreciate a message which sets men free. So in 1888 when this message came which focused on Christ, Ellen White said they could not receive it because they loved to rule.

As pessoas que têm esse tipo de atitude não apreciam uma mensagem que torna os homens livres. Portanto, em 1888 quando essa mensagem veio centralizada em Cristo, Hellen White disse que não poderiam recebê-la porque eles amavam governar.

Some have been cultivating hatred against the men whom God has commissioned to bear a special message to the world. They began this satanic work at Minneapolis. Afterward, when they saw and felt the demonstration of the Holy Spirit testifying that the message was of God, they hated it the more, because it was a testimony against them. They would not humble their hearts to repent, to give God the glory, and vindicate the right. They went on in their own spirit, filled with envy, jealousy, and evil surmisings, as did the Jews. They opened their hearts to the enemy of God and man. Yet these men have been holding positions of trust, and have been molding the work after their own similitude, as far as they possibly could. (Testimonies To Ministers, pp. 79, 80)

 

Alguns têm estado a cultivar ódio contra os homens que Deus tem comissionado para trazer uma mensagem especial ao mundo. Eles iniciaram essa obra satânica em Minneapolis. Mais tarde, quando eles viram e perceberam a demonstração do Espírito Santo testificando que a mensagem era de Deus, eles a odiaram ainda mais, porque ela era um testemunho contra eles. Eles não humilhariam seus corações a fim de se arrependerem, darem glória a Deus, e vindicarem a justiça. Eles continuaram em seus próprios espíritos, cheios de inveja, ciúme, e más suspeitas, assim como fizeram os judeus. Eles abriram seus corações para o inimigo de Deus e do homem. Apesar disso, estes homens têm ocupado posições de confiança, e têm estado a moldar a obra conforme sua própria semelhança, até o ponto de conseguirem. (Testemunho para Ministros, pp. 79, 80).

The testimony of Jesus is not all about grace, love, goodwill and unity. Here we find that the truth, as it is in Jesus, is also a testimony against people! When we focus on the righteousness of Christ it becomes a testimony against a certain class of people; against those who love to rule and control.

O testemunho de Jesus não é tudo sobre graça, amor, boa vontade e unidade. Aqui, nós encontramos que a verdade, como ela é em Jesus, é também um testemunho contra o povo! Quando nós focalizamos sobre a justiça de Cristo ela torna-se um testemunho contra uma certa classe de pessoas; contra aqueles que amam dominar e controlar.

In 1 Corinthians 1:30 Paul says that Christ is made unto us “wisdom, righteousness, sanctification and redemption.” In Colossians 1:10 he says, “ye are complete in Him.” If we are complete in Christ why do we need to depend on an organization or a human leader for salvation? Do we need to be bound up with anything of earth in order to be saved? We are not here speaking against the gifts that God gives to His people. He does give men abilities, and place gifts and talents among His people. But we are speaking (as Ellen White did) against the worship and the dependency upon men and the slavish mentality that says, “without these I cannot survive. These are to me: God upon earth.” People may not use these words, but they behave that way. People must know that they “are complete” in Christ! In Him dwells “all the fullness of the Godhead bodily” and when you have Christ and you have the fullness of the godhead in Him, you need nothing more in order to be saved! Yet, the entire religious world, on the whole, is still bound by this misconception. And that is exactly the reason why the whole world shall worship the beast, including many who, today, believe they have become safe by virtue of Sabbath observance.

Em I Coríntios 1:30 Paulo diz que Cristo é feito para nós “sabedoria, justiça, santificação e redenção”. Em Colossenses 1:10 ele diz: “Vós estais completos Nele”.  Se estamos completos em Cristo, porque necessitamos depender de alguma organização ou líder humano para a salvação? Nós necessitamos estar amarrados em qualquer coisa desta terra a fim de sermos salvo? Nós não estamos falando contra os dons que Deus concede a Seu povo. Ele concedeu habilidades aos homens, e colocou dons e talentos entre Seu povo. Mas estamos falando (como Ellen White fez) contra a adoração e a dependência nos homens e a escravidão da mente que diz: “Sem isso eu não posso sobreviver. Estes são para mim: Deus na terra. As pessoas podem não usar estas palavras, mas elas agem desta maneira. As pessoas precisam saber que elas ”são completas” em Cristo! Nele habita “corporalmente toda a plenitude da Divindade” e quando você tem Cristo e tem a plenitude da divindade Nele, você não necessita de mais nada para ser salvo! No entanto, as religiões do mundo inteiro, em geral, estão limitadas por esta idéia errada. E é exatamente a razão porque o mundo inteiro adorará a besta, incluindo muitos hoje, que acreditam que tornam-se salvos em virtude da observância do Sábado.

So, Ellen White said it was a testimony against them. The truth is that, as you look at the reason why these people rejected this particular message, you know that there will never be a time when an organization is set up the way these churches are set up, that will accept such a message. No organization that is hierarchical, that is organized in such a way that the power and authority filters downwards from the top, will ever relinquish that power to give the people autonomy and authority to go to Christ for themselves. They never will! And that is why the churches, on the whole, have become a part of Babylon; because the principles of Babylon are the principles of self and man-worship, and that is what predominates in the churches today.

Portanto, Ellen White disse que este era um testemunho contra eles. A verdade é que, conforme você vê as razões porque estas pessoas rejeitaram esta mensagem particular, você sabe que jamais existirá um tempo onde uma organização, que é levantada da mesma forma que estas igrejas são levantadas, aceitará uma mensagem semelhante a esta. Nenhuma organização que é hierárquica, que é organizada de forma semelhante, onde o poder e autoridade filtram do topo para baixo, jamais abrirá mão do poder para dar ao povo autonomia e autoridade para ir a Cristo por eles mesmos. Elas jamais farão isso! E é por isso que as igrejas, em geral, têm se tornado uma parte de Babilônia, porque os princípios de Babilônia são os princípios do egoísmo e adoração ao homem, e é isto que predomina nas igrejas hoje.

Another Important Element

However, as important as this focus on independence from man by depending on Christ was, it was not the only critical ingredient in the message. Interestingly there was another aspect of the message, equally important, which is also totally ignored by many of those who dissect, and call for acceptance of the message, as they perceive it.

Outro fator importante

Todavia, ainda que fosse importante focalizar sobre a não dependência ao homem pela dependência a Cristo, este não foi o único ingrediente crítico na mensagem. De forma interessante existiu outro aspecto da mensagem, igualmente importante, que é também totalmente ignorado por muitos daqueles que a examinam minuciosamente, e chamam para a aceitação da mensagem, como eles a vêem.

One interesting, and extremely inaccurate perspective came from somebody who had very high credentials; this man was the “emeritus professor of history at Andrews University,” LeRoy Edwin Froom. We will examine Froom’s point of view because, inaccurate as it is, it serves to highlight the fact that this other critical factor of the message brought by Jones and Waggoner cannot be fairly ignored by the unbiased researcher. Froom wrote a book entitled, Movement of Destiny, and in this book he tries to go back and examine 1888. Of course he says that God was trying to do something special in the Adventist Church in 1888. But Froom is one of those who claim that God’s purposes were fulfilled in that meeting. Let us read what he says happened in 1888:

Uma perspectiva interessante e extremamente equivocada veio de alguém que tinha altas credenciais; este homem foi o “emérito professor de história na Universidade Andrews”, Leroy Edwin Froom. Nós examinaremos o ponto de vista de Froom porque, embora seja incorreto, serve para destacar o fato de que este outro elemento crítico da mensagem trazido por Jones e Waggoner, não pode de forma justa ser ignorado pelo pesquisador imparcial. Froom escreveu um livro chamado, Moviment of Destiny (Movimento do Destino), e neste livro ele tenta voltar e examinar 1888. Corretamente ele diz que Deus estava tentando fazer algo especial na Igreja Adventista em 1888. Mas Froom é um daqueles que declaram que os propósitos de Deus foram cumpridos naquele encontro. Vamos ler o que ele disse a respeito do que aconteceu em 1888:

1888 was not a point of defeat, but a turn in the tide for ultimate victory. It was the beginning of decades of clarification and advance – despite struggles and setbacks. It eventuated at last in a unified platform of “Fundamental Beliefs,” preparatory to the grand climax of the Movement, assuredly destined to come. The Eternal Verities were coming into their rightful place. God was definitely leading, despite the continuing stubbornness of “some.” That is the deeper significance of “1888.” (Movement of Destiny, p. 187)

 

1888 não foi um sinal de derrota, mas um retorno na tendência para a ultima vitória. Este era o início de décadas de esclarecimento e avanço – a despeito de lutas e derrotas. Ele resultou finalmente em uma unificada plataforma de “Crenças Fundamentais”, preparatórias para o grande clímax do Movimento, seguramente destinado a acontecer. As Eternas verdades foram trazidas ao seu devido lugar. Deus estava definitivamente liderando, a despeito da contínua teimosia de “alguns”. Este é o profundo significado de “1888”. (Moviment of Destiny, p. 187).

Froom says that something was coming in 1888, which he refers to as “The Eternal Verities.” He claims that although there were some stubborn people, the eternal verities were taking their rightful place. Earlier in the book Froom defined what he meant by the term, “Eternal Verities.” On pages 33, 34 he wrote:

Froom disse que alguma coisa foi trazida em 1888, a qual ele se refere como “As Verdades Eternas”. Ele declarou que embora existissem algumas pessoas insubordinadas, as eternas verdades foram colocadas em seu devido lugar. Logo no início do livro Froom definiu o que ele quis dizer com o termo, “Verdades Eternas”. Nas páginas 33 e 34 ele escreveu:

DEFINITIVE MEANING OF “ETERNAL VERITIES.” – Inasmuch as the term “Eternal Verities” will be used periodically throughout this tracement, it is essential that its meaning be succinctly stated at the outset. This is because of its crucial importance, and to avoid liability of misunderstanding in its use.

 

Verity means “truth” – in conformance with fact and reality. Eternal Verities are simply eternal truths, but of a specific character.

 

DEFININDO O SIGNIFICADO DE “VERDADES ETERNAS” – A medida em que o termo “Verdades Eternas” deverá ser usado periodicamente através destas pegadas é essencial que este significado seja indispensavelmente declarado logo de início. Isto é por causa de sua crucial importância, e para evitar a tendência de mal-entendidos em seu uso.

 

Verificando o significado “verdade” – em conformidade com fatos e a realidade. Verdades Eternas são simplesmente verdades eternas, mas de um caráter específico.

 

The Eternal Verities embrace the basic principles and provisions for the salvation of man, as springing from and centering in the three persons of the Godhead, or Trinity. They are eternal because God the Father, Son and Holy Spirit are eternal. (Ibid., pp. 33, 34 – Italic emphasis is Froom’s, bold emphasis has been added.)

 

As Verdades Eternas compreendem os princípios básicos e provisões da salvação do homem, originadas e centralizadas em três pessoas da Divindade, ou Trindade. Elas são eternas porque Deus o Pai, o Filho e o Espírito Santo são eternos. (idem. pp. 33 e 34 – Ênfase em itálico são de Froom, as ênfases em negrito foram adicionadas).

What Froom tried to say was that in 1888, God was bringing the doctrine of the Trinity into the Seventh-day Adventist Church, and this is why 1888 was so significant. He says we could not go forward because we did not believe in the Trinity However, Froom claims that in 1888 God began to bring the doctrine of the Trinity into the Seventh-day Adventist Church, through Waggoner and Jones. Whether accurate or inaccurate, one positive thing must be said about Froom’s research into the events of 1888. He recognized that no reasonable analysis of 1888 could be made without acknowledging Waggoner’s very clear and forceful emphasis upon Jesus’ position in the godhead. E. J. Waggoner had a very definite understanding on this issue which he strongly emphasized as an integral part of his presentations at Minneapolis. Froom recognized that he could not ignore this, and in this respect he was more careful and honest than many of those who delve into the subject today.

O que Froom tentou dizer era que em 1888, Deus estava trazendo a doutrina da Trindade para dentro da Igreja Adventista do Sétimo Dia, e este era o motivo da importância de 1888. Ele disse que nós não poderíamos avançar porque não acreditávamos na Trindade. Froom afirma que em 1888, Deus começou a trazer a doutrina da Trindade para a Igreja Adventista do Sétimo Dia, através de Waggoner e Jones. Certo ou errado, uma coisa positiva deve ser dita a respeito da pesquisa de Froom sobre os eventos de 1888. Ele reconheceu que não pode ser feita uma razoável análise de 1888, sem reconhecer a poderosa e clara ênfase de Waggoner sobre a posição de Jesus na divindade. E. J. Waggoner teve uma compreensão bem definida sobre este assunto o qual ele vigorosamente enfatizou como uma parte integral de suas apresentações em Minneapolis. Froom reconheceu que não poderia ignorar isso, e a este respeito ele foi mais cuidadoso e honesto do que muitos daqueles que fazem uma investigação profunda sobre o assunto hoje.

Froom makes several references to Waggoner’s book, Christ and His Righteousness, in an attempt to prove his point. Maybe he thought nobody else would ever get hold of it. However, he does say some things that are true, and we’ll look at these first. He says:

Froom faz várias referências ao livro de Waggoner, Cristo e Sua Justiça, na tentativa de provar seu ponto de vista. Talvez ele pensasse que nenhum outro conseguiria chegar ali. Entretanto, ele diz algumas coisas que são verdadeiras, e nós iremos dar uma olhada nelas primeiro. Ele diz:

The first six sections deal with the transcendent nature and all-encompassing Deity of Christ. As stated, to establish this foundational truth was Waggoner’s first concern. He felt impelled to take note of certain false concepts, as well as to present the positive truth of Christ’s complete Deity and eternal place in the Godhead, or Trinity, and His infinite attributes and prerogatives—-so as really to comprehend the Christ whose righteousness we are to seek and to receive. (Ibid., p. 192 – emphasis is Froom’s)

 

As primeiras seis seções, tratam da transcendência natural e o completo envolvimento da Deidade de Cristo. Como declarou, estabelecer esta verdade fundamental foi o primeiro interesse de Waggoner. Ele se sentiu compelido a tomar nota de certos conceitos falsos, e também apresentar a positiva verdade da completa Deidade de Cristo e seu eterno lugar na Divindade, ou Trindade, com Seus infinitos atributos e prerrogativas – de forma que realmente possa compreender a Cristo a quem pertence a justiça o qual estamos para pedir e receber. (ibid. p. 192 – ênfases de Froom)

The first part of this statement is true. In the first six chapters of his book, Waggoner takes great pains to show that Christ is fully a divine being; in fact he uses the word “God,” many times with reference to Christ. However, Froom goes on to say that Waggoner’s intention was to present the idea that Christ was a part of the Trinity! He again says:

A primeira parte desta declaração é verdadeira. Nos primeiros seis capítulos de seu livro, Waggoner esforça-se ao máximo para mostrar que Cristo é um ser completamente divino, de fato ele usa a palavra “Deus” muitas vezes com referência a Cristo. Entretanto, Froom continua a dizer que Waggoner teve a intenção de apresentar a idéia de que Cristo fazia parte de uma Trindade! Ele diz novamente:

Waggoner expressly declares that Christ is “part of the Godhead” —- the Second Person of the Trinity. He is set forth as the “equal of the Father [or First Person] in all respects,” not lacking “one iota” of equality with Him. (Ibid., p. 274 - emphasis in original)

 

Waggoner declara expressamente que Cristo é “parte da Divindade” – a Segunda Pessoa da Trindade. Ele é apresentado como “igual ao Pai [ou Primeira Pessoa] em todos os aspectos”, sem faltar “um jota” de igualdade com Ele. (Ibid., p. 274 – ênfase no original).

 

As seen in Waggoner’s concept, the term Godhead unquestionably stood for the constituent plurality of Persons—Father, Son, and Holy Spirit—-working out the plan of redemption in complete unity and coordination. Waggoner was a scholar, well versed in theological terminology and widely read in theological literature.

 

Como podemos ver, no conceito de Waggoner, o termo Divindade inquestionavelmente apoiava a constituição de pluralidade de pessoas – Pai, Filho e Espírito Santo – no desenvolvimento do plano da redenção, em completa unidade e coordenação. Waggoner era um universitário bem versado em terminologia teológica e um amplo leitor de literatura teológica.

 

Waggoner spoke with studied care. He phrased his thoughts with exactness, and in full understanding of their import. He clearly believed in the Trinity of Persons comprising the Godhead. And in such a frame of reference he thus recognized the component First, Second, and Third Persons as coequal and consubstantial—-in direct conflict with the contrary contentions of Arianism, which, in the early portion of his presentation, he was effectively confuting. (Ibid., p. 279—emphasis in original)

 

Waggoner discursou com estudado cuidado. Ele formulou seus pensamentos com exatidão, e na completa compreensão de seus esclarecimentos. Ele acreditava claramente na Trindade de Pessoas que compõe a Divindade. E em uma mesma estrutura de referências ele também reconhece os componentes, Primeira, Segunda, e Terceira Pessoas como co-iguais e consubstanciais – em conflito direto com os contrários pontos de vista do Arianismo, os quais, nas primeiras porções de sua apresentação, ele estava efetivamente refutando. (Ibid.  p. 279 – ênfases no original).

When we say somebody “expressly declares,” what do we mean? We mean, “undoubtedly, unquestionably, specifically.” When you do something expressly, nobody can be mistaken about what you mean. Froom says that Waggoner expressly declares that Christ is part of the Godhead, the second person of the Trinity. This is a blatant lie, as we are going to prove in a moment. LeRoy Froom has been revered for years as one of the great historians in the church. His books are spoken of almost with reverence. However, our credentials do not matter to the King before whom we shall all one day stand. If you are a liar, you are just a liar, and it does not matter what hat you wear or what name men give to you and, in his assessment of Waggoner’s message, LeRoy Froom proved himself to be a distorter of the truth.

Quando dizemos que alguém “expressamente declara” o que nós queremos dizer? Queremos dizer, “sem dúvida alguma, inquestionavelmente, especificamente”. Quando você faz uso de uma expressão como essa, ninguém pode se confundir sobre o que você está querendo dizer. Froom disse que Waggoner expressamente declara que Cristo é parte da Divindade, a segunda pessoa da Trindade. Esta é uma mentira grosseira, como nós iremos logo provar. LeRoy Froom foi reverenciado por anos como um dos grandes historiadores na igreja. Seus livros são comentados quase com reverência. Entretanto, nossas credenciais não interessam ao Rei diante de quem um dia devemos estar de pé. Se você é um mentiroso, não importa o que você coloca sobre a cabeça, que roupa veste ou que tipo de títulos dão a você, nesta avaliação da mensagem de Waggoner, LeRoy Froom provou ser ele mesmo um desvirtuador da verdade.

Froom claims that Waggoner was a person who spoke with studied care and I think those who have read any of Waggoner’s materials will have to agree with this. Waggoner used his words carefully and he knew exactly what he was trying to say. Froom goes on to make the claim that when Waggoner referred to the Godhead, he meant three persons, and he says that this is an unquestionable fact. He also claims that Waggoner believed that the Father, Son and Holy Spirit were “consubstantial!” To say that Waggoner believed in a Trinity is bad enough, but to say he believed they were consubstantial, is saying that he believed in the Catholic Trinity, and this is an even bigger lie than the first one. Now let’s go to Waggoner’s book, because nobody should know what Waggoner believed better that Waggoner himself.

As stated before, it is true that Waggoner taught that Christ is fully divine. The following statements from his book, Christ and His Righteousness, bring out this fact very clearly:

Froom afirmou que Waggoner era uma pessoa que falava com estudado cuidado e eu penso que aqueles que têm lido algum material de Waggoner, deverão concordar com isso. Waggoner usou suas palavras cuidadosamente e sabia exatamente o que estava tentando dizer. Froom continuou a afirmar que quando Waggoner se referiu a Divindade, ele estava querendo dizer três pessoas, e disse que este era um fato inquestionável. Ele ainda declara que Waggoner acreditava que o Pai, o Filho e o Espírito Santo eram “consubstanciais”! Dizer que Waggoner acreditava na Trindade já é bastante mal, mas afirmar que ele acreditava neles como consubstanciais é dizer que ele acreditava na Trindade Católica, e esta mentira é maior que a primeira. Agora vamos ao livro de Waggoner, porque ninguém melhor do que ele próprio para esclarecer em que acreditava.

Como declarado antes, é verdade que Waggoner ensinou que Cristo é completamente divino. A seguinte declaração de seu livro, Cristo e Sua Justiça, apresenta este fato mais claramente:

 

Waggoner’s Perspective - A Perspectiva de Waggoner

To Christ is committed the highest prerogative, that of judging. He must receive the same honor that is due to God and for the reason that He is God. The beloved disciple bears this witness, “In the beginning was the Word, and the Word was with God, and the Word was God.” John 1:1. That this Divine Word is none other than Jesus Christ is shown by verse 14: “And the Word was made flesh and dwelt among us (and we beheld His glory, the glory as of the Only-begotten of the Father), full of grace and truth.” (Christ and His Righteousness, pp. 8, 9)

 

Cristo está comprometido com a mais alta prerrogativa, a de julgar. Ele deve receber a mesma honra que é devida ao Pai, e é por esta razão que Ele é Deus. O discípulo amado deu este testemunho: “No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus”. João 1:1. Esta Divina Palavra não é outra senão Jesus Cristo, como é demonstrado pelo verso 14: “E a Palavra foi feita carne e habitou entre nós (e nós vimos a sua glória, glória como do único gerado do Pai), cheio de graça e verdade”. (Cristo e Sua Justiça, pp. 8, 9).

 

Indeed, the fact that Christ is a part of the Godhead, possessing all the attributes of Divinity, being the equal of the Father in all respects, as Creator and Lawgiver, is the only force there is in the atonement. It is this alone which makes redemption a possibility. Christ died “that he might bring us to God” (1 Peter 3:18), but if He lacked one iota of being equal to God, He could not bring us to Him. Divinity means having the attributes of Deity. If Christ were not Divine, then we should have only a human sacrifice. It matters not, even if it be granted that Christ was the highest created intelligence in the universe; in that case He would be a subject, owing allegiance to the law, without ability to do any more than His own duty. He could have no righteousness to impart to others. There is an infinite distance between the highest angel ever created and God; therefore, the highest angel could not lift fallen man up and make him partaker of the Divine nature. Angels can minister; God only can redeem. Thanks be to God that we are saved “through the redemption that is in Christ Jesus,” in whom dwelleth all the fullness of the Godhead bodily and who is, therefore, able to save to the uttermost them that come unto God by Him. (Ibid., pp. 43, 44)

 

Sem dúvida, o fato de que Cristo é uma parte da Divindade, possuindo todos os atributos da Divindade, sendo igual ao Pai em todos os aspectos, como Criador e Legislador, é o único poder que existe na expiação. É somente isto que torna a redenção uma possibilidade. Cristo morreu “a fim de que ele pudesse nos conduzir a Deus” (I Pedro 3:18). Mas se Ele faltou um jota para ser igual a Deus, ele não pôde nos conduzir a Ele. Divindade significa possuir os atributos da Deidade. Se Cristo não era Divino, então tivemos apenas um sacrifício humano. Esse sacrifício não é importante, então, se essa era a condição de Cristo como a maior inteligência criada no universo; neste caso, Ele seria um ser subordinado a lealdade devida à lei, sem habilitação para fazer algo mais que Sua própria obrigação. Ele não poderia ter justiça para repartir com outros. Existe uma infinita distância entre o mais alto anjo já criado e Deus; portanto, o mais elevado anjo não poderia erguer o homem caído e torná-lo participante da natureza Divina. Anjos podem ministrar; apenas Deus pode redimir. Graças a Deus que nós somos salvos “através da redenção que está em Cristo Jesus”, em quem habita corporalmente toda a plenitude da Divindade e que é, então, capaz de salvar totalmente aqueles que se achegam a Deus por meio Dele. (ibid., pp. 43, 44)

 

This truth helps to a more perfect understanding of the reason why Christ is called the Word of God. He is the One through whom the Divine will and the Divine power are made known to men. He is, so to speak, the mouth-piece of Divinity, the manifestation of the Godhead. He declares or makes God known to man. It pleased the Father that in Him should all fullness dwell; and therefore the Father is not relegated to a secondary position, as some imagine, when Christ is exalted as Creator and Lawgiver, for the glory of the Father shines through the Son. Since God is known only through Christ, it is evident that the Father cannot be honored as He ought to be honored, by those who do not exalt Christ. As Christ Himself said, “He that honoreth not the Son honoreth not the Father which hath sent Him.” John 5:23. (Ibid., pp. 44, 45)

 

Esta verdade nos ajuda a compreender mais perfeitamente a razão porque Cristo é chamado a Palavra de Deus. Ele é o único através de quem a Divina vontade e poder são feitos conhecidos ao homem. É ele, por assim dizer, a expressão da Divindade, a manifestação da Divindade. Ele declarou ou fez Deus conhecido ao homem. Foi do agrado do Pai que Nele residisse toda a plenitude; e, portanto, o Pai não é removido a uma segunda posição, como alguns imaginam, quando Cristo é exaltado como Criador e Legislador para a glória do Pai que resplandece através do Filho. Desde então Deus é conhecido apenas através de Cristo, é evidente que o Pai não pode ser honrado como Ele deve ser honrado, por aqueles que não exaltam Cristo. Como o próprio Cristo disse, “Quem não honra o Filho não honra o Pai que o enviou”. João 5:23, (idem, pp. 44,  45).

In the first six chapters, the divinity of Christ is Waggoner’s focus to a great extent. He is trying to prove that Jesus was not created; He was not a lesser being than God. The one who redeemed us is truly a divine being. That was his focus. He was trying to show man the great and exalted work that has been done on our behalf. It was not a lesser being that died for humanity, but One who was higher than anything that created intelligence can fathom. The price paid for us is infinitely great! Waggoner realized that people needed to understand who Christ was. They needed to have Christ exalted as He truly was, if they were ever to relate to Him in the right way. Notice how Ellen White agreed that this was what Waggoner tried to express to the people:

Nos seis primeiros capítulos, a divindade de Cristo é em grande parte o foco de Waggoner. Ele tenta provar que Jesus não foi criado; Ele não era um ser inferior a Deus. O único que nos redimiu é verdadeiramente um ser divino. Este era o seu foco. Ele estava tentando mostrar ao homem, a grande e exaltada obra que tinha sido feita em nosso benefício. Não era um ser inferior que morreu pela humanidade, mas o único que era mais alto que qualquer coisa ou inteligência criada possa compreender. O preço pago por nós é infinitamente maior! Waggoner entendeu que as pessoas necessitam compreender quem Cristo era. Eles precisavam receber a Cristo como ele verdadeiramente era, se eles estavam se relacionando sempre com Ele de maneira correta. Veja como Ellen White concordou que era isso que Waggoner tentou expressar para as pessoas:

 

Messages bearing the divine credentials have been sent to God’s people; the glory, the majesty, the righteousness of Christ, full of goodness and truth, have been presented; the fullness of the Godhead in Jesus Christ has been set forth among us with beauty and loveliness, to charm all whose hearts were not closed with prejudice. We know that God has wrought among us. We have seen souls turn from sin to righteousness. We have seen faith revived in the hearts of the contrite ones. (Review and Herald, May 27, 1890)

 

Estas mensagens trazem as credencias divinas e tem sido enviadas ao povo de Deus; a glória, a majestade, a justiça de Cristo, cheias de bondade e verdade, foram apresentadas; a plenitude da Divindade em Jesus Cristo tem sido apresentada entre nós com graça e beleza, a fim de encantar todos os corações que não estão fechados com o preconceito. Nós sabemos que Deus tem operado entre nós. Temos visto almas volverem-se do pecado para a justiça. Temos visto a fé reviver nos corações dos contritos. (Review and Herald, May 27, 1890).

So Ellen White agreed that Waggoner’s focus was Christ, with an emphasis on His deity. However, if we leave it there we would not have told the full truth. In the first four chapters of the book Waggoner emphasizes, just as much as he does the divinity of Christ, the means by which Christ obtained His divinity. This is something that Froom distorts and seeks to conceal in his book.

Portanto Ellen White concordou que o Foco de Waggoner era Cristo, com uma ênfase sobre Sua deidade. Todavia, se nós deixássemos isso de lado não teríamos falado a verdade completamente. Nos primeiros quatro capítulos do livro, Waggoner enfatiza, justamente como ele faz com a divindade de Cristo, o meio pelo qual Cristo obteve Sua divindade. Isto é algo que Froom distorce e procura esconder em seu livro.

How is it that Christ is divine? The Catholics and people who embrace their theology say that Christ is divine, because He is God Himself. Their thinking is that God is one substance, like Froom said, “consubstantial.” God is one substance, and there are three persons who ‘tap’ into that substance or who exist within that substance. They have all existed forever, they are all one being, but in some mysterious, unfathomable, indefinable way, these three persons exist in this one substance. It is really a mystery, and we are not supposed to understand it, only to believe it. The claim is that Christ is God because He is God. Because He is God Himself, always was, always will be.

De que forma Cristo é divino? Os católicos e as pessoas que adotam sua teologia dizem que Cristo é divino, porque Ele é o próprio Deus. Sua idéia é: Deus é uma substância, semelhante ao que Froom disse, “consubstancial”. Deus é uma substância, e existem três pessoas que se “espremem” nessa substância ou que existem na substância. Todos eles sempre existiram, todos são um único ser, mas envolvido em mistério insondável; de forma indefinível, essas três pessoas existem em uma só substância. É realmente um mistério, e nós não somos capazes de compreendê-lo, somente acreditar nele. A afirmação é que Cristo é Deus porque Ele é Deus. Porque Ele é o próprio Deus, sempre foi, sempre será.

The other version, embraced by the present Seventh day Adventist church says that Christ is God because He is one of three Gods. He always was and always will be. There are these three Beings who just happened to be there from all eternity.

A outra versão adotada pela atual Igreja Adventista do Sétimo Dia diz que Cristo é Deus porque Ele é um dos três Deuses. Ele sempre foi e sempre será. Existem estes três Seres que simplesmente por acaso estão lá desde toda a eternidade.

But Waggoner was teaching something else, and when he taught this something, Ellen White, preaching a sermon at Rome, New York, June 19, 1889 said:

Mas Waggoner esteve ensinando outra coisa, e quando ele ensinou isto, Ellen White, pregando um sermão em Roma, Nova York, em 19 de junho de 1889 disse:

When Brother Waggoner brought out these ideas in Minneapolis, it was the first clear teaching on this subject from any human lips I had heard, excepting the conversations between myself and my husband. I have said to myself, It is because God has presented it to me in vision that I see it so clearly, and they cannot see it because they have never had it presented to them as I have. And when another presented it, every fiber of my heart said, Amen. (Manuscript Releases, vol. 5, p. 219)

 

Quando o irmão Waggoner apresentou essas idéias em Minneapolis, este foi o primeiro claro ensino sobre este assunto proferido por lábios humanos que eu já tinha ouvido, exceto de conversas entre eu e meu marido. Eu tenho dito a mim mesma, isso é porque Deus a apresentou a mim em visão que eu vi tão claramente, e eles não a viram porque jamais foi apresentada diante deles como foi para mim. E quando outro a apresentou, cada fibra do meu coração disse, Amém. (manuscript Releases, Vol. 5, p. 219)

That is Ellen White’s testimony with respect to Waggoner’s message. In four volumes, The 1888 Materials, you’ll never find one word that Ellen White spoke against the content of the message. Never! Here is what she says again as recorded in The 1888 Materials:

Este é o testemunho de Ellen White com respeito à mensagem de Waggoner. Nos quatro volumes, Os Materiais de 1888, Você jamais encontrará uma palavra que Ellen White proferiu contra o conteúdo da mensagem. Jamais! Aqui está o que ela disse outra vez, conforme relembrou em, Os Matérias de 1888:

I see the beauty of truth in the presentation of the righteousness of Christ in relation to the law as the doctor has placed it before us. You say, many of you, it is light and truth. Yet you have not presented it in this light heretofore. Is it not possible that through earnest, prayerful searching of the Scriptures he has seen still greater light on some points? That which has been presented harmonizes perfectly with the light which God has been pleased to give me during all the years of my experience. (The 1888 Materials, p. 164)

 

Eu vi a beleza da verdade na apresentação da justiça de Cristo em relação à lei como o doutor a tinha exposto diante de nós. Vocês; muitos de vocês dizem: isto é luz e verdade. Apesar disso, vocês não a apresentaram nesta luz até aqui. Não é possível que através de um sério, e piedoso pesquisador das Escrituras tenha visto ainda grande luz sobre alguns pontos? Estes que têm sido apresentados harmonizam-se perfeitamente com a luz que Deus tem dado a mim durante todos os anos de minha experiência. (The 1888Materials, p. 164).  

It is important to notice the word “perfect” here. It is a very hard word, for it doesn’t leave any room for you to squeeze by. If I say something is perfect, and you find any fault with it, I am proven to be a liar. Ellen White says that the message that Waggoner preached harmonized “perfectly” with the light God had been pleased to give her during “all the years” of her experience. Now I would imagine that if Waggoner had a little fault in there, Ellen White might have said that most of what he preached was the truth, and though there were flaws, the basis of it was correct. She could have left out the word “perfectly” and just said, “it harmonizes with the light God has been pleased to give me.” But why did she include the word “perfectly” if she was not trying to tell us something? Was she trying to deceive us? No! I think that whatever that message was, there was no flaw in it, just as she stated, and I want you to consider that as we read the quotes from Waggoner which Froom conveniently ignored in his assessment of the message. As you read these quotes you may judge for yourself whether or not Waggoner was trying to bring the doctrine of the Trinity into the SDA Church.

É importante notar que a palavra “perfeita” aqui. É uma palavra muito dura, por isso não deixe a sala para se beliscar. Se eu digo que algo é perfeito, e você encontra alguma falha nele, eu estou provando ser um mentiroso, Ellen White disse que a mensagem pregada por Waggoner harmonizava-se “perfeitamente” com a luz que Deus tinha lhe dado durante “todos os anos” de sua experiência. Agora, eu imaginaria que se Waggoner teve uma pequena falha ali, Ellen White talvez tenha dito que a maioria daquilo que ele pregou era a verdade, e ainda havia falhas, a base disso estava correta. Ela poderia ter omitido a palavra “perfeitamente” e dito apenas, “ela se harmoniza com a luz que Deus me tem dado”. Mas porque ela incluiu a palavra “perfeitamente” se ela não estivesse tentando dizer alguma coisa? Ela estava tentando nos enganar? Não! Eu penso que qualquer que fosse a mensagem, não existiu nenhuma falha na mensagem, justamente como ela declarou, e eu quero que você considere à medida que lermos as citações de Waggoner as quais Froom propositalmente ignorou em sua avaliação da mensagem. Conforme você ler estas citações você poderá julgar por si mesmo, se Waggoner estava ou não, tentando trazer a doutrina da Trindade para dentro da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

 

Waggoner’s Thoughts on Christ’s Divinity - As idéias de Waggoner sobre a Divindade de Cristo.

All things proceed ultimately from God, the Father; even Christ Himself proceeded and came forth from the Father, but it has pleased the Father that in Him should all fullness dwell, and that He should be the direct, immediate Agent in every act of creation. (Christ and His Righteousness, p. 19)

 

Todas as coisas em último caso procedem de Deus, o Pai, mesmo o próprio Cristo procedeu e nasceu do Pai, mas foi da vontade do Pai que Nele residisse toda a plenitude, e que Ele seria o agente direto e imediato em todo ato de criação. (Cristo e Sua Justiça, p. 19).

 

We know that Christ “proceeded forth and came from God” (John 8:42), but it was so far back in the ages of eternity as to be far beyond the grasp of the mind of man. (Ibid.)

 

Nós sabemos que Cristo “procedeu e veio de Deus” (João 8:42), mas isto foi tão distante nas eras da eternidade que está muito além da compreensão da mente humana. (idem).

 

This name [God] was not given to Christ in consequence of some great achievement, but it is His by right of inheritance. Speaking of the power and greatness of Christ, the writer to the Hebrews says that He is made so much better than the angels, because “He hath by inheritance obtained a more excellent name than they.” Heb. 1:4. A son always rightfully takes the name of the father; and Christ, as “the only begotten Son of God,” has rightfully the same name. A son, also, is, to a greater or less degree, a reproduction of the father; he has to some extent the features and personal characteristics of his father; not perfectly, because there is no perfect reproduction among mankind. But there is no imperfection in God, or in any of His works, and so Christ is the “express image” of the Father’s person. Heb. 1:3. As the Son of the self-existent God, He has by nature all the attributes of Deity. (Ibid., pp. 11, 12)

 

Este nome [Deus] não foi dado a Cristo em conseqüência de alguma grande realização, mas ele é Seu por direito de herança. Falando do poder e grandiosidade de Cristo, o escritor para os Hebreus disse que Ele é feito mais excelente que os anjos, porque, “Ele por meio da herança obteve um nome mais excelente que o deles” Heb. 1:4. Como justamente um filho toma o nome do pai, Cristo, como “o único Filho nascido de Deus,” tem justamente o mesmo nome. Um filho, também, é em maior ou menor grau, a reprodução do pai; ele tem de certa forma os traços e características pessoais de seu pai; não perfeitamente, porque não existe perfeita reprodução entre os seres humanos. Mas não existe imperfeição em Deus, ou em alguma de suas obras, e assim Cristo é a “expressa imagem” da pessoa de Seu Pai. Hebreus 1:3. Como Filho do Deus auto-existente, Ele tem por natureza todos os atributos da Deidade (idem., pp. 11, 12)

 

It is true that there are many sons of God, but Christ is the “only begotten Son of God,” and therefore the Son of God in a sense in which no other being ever was or ever can be. The angels are sons of God, as was Adam (Job 38:7; Luke 3:38), by creation; Christians are the sons of God by adoption (Rom. 8:14, 15), but Christ is the Son of God by birth. The writer to the Hebrews further shows that the position of the Son of God is not one to which Christ has been elevated but that it is one which He has by right. He says that Moses was faithful in all the house of God, as a servant, “but Christ as a Son over His own house.” Heb. 3:6. And he also states that Christ is the Builder of the house. Verse 3. It is He that builds the temple of the Lord and bears the glory. Zech. 6:12, 13. (Ibid., pp. 12, 13)

 

É verdade que existem muitos filhos de Deus, mas Cristo é o “único Filho gerado de Deus”, e, portanto, é o Filho de Deus de uma maneira que nenhum outro ser jamais foi ou jamais poderá ser. Os anjos são filhos de Deus, como era Adão (Jó 38:7; Lucas 3:38), pela criação; os cristãos são filhos de Deus por adoção (Romanos 8:14, 15), mas Cristo é o Filho de Deus pelo nascimento. O escritor aos Hebreus mais adiante mostra que a posição do Filho de Deus não é uma que Cristo tenha sido elevado, mas é a que Ele tem por direito. Ele disse que Moisés era fiel em toda a casa de Deus, como um servo, “mas Cristo como um filho sobre Sua própria casa”.  Hebreus 3:6. E ele ainda declara que Cristo é o construtor da casa. Verso 3. É Ele quem construirá o templo do Senhor e levará a glória.  Zacarias 6:12, 13). (idem., pp. 12, 13)

 

The Scriptures declare that Christ is “the only begotten Son of God.” He is begotten, not created. As to when He was begotten, it is not for us to inquire, nor could our minds grasp it if we were told. The prophet Micah tells us all that we can know about it in these words, “But thou, Bethlehem Ephratah, though thou be little among the thousands of Judah, yet out of thee shall He come forth unto Me that is to be ruler in Israel; whose goings forth have been from of old, from the days of eternity.” Micah 5:2, margin. There was a time when Christ proceeded forth and came from God, from the bosom of the Father (John 8:42; 1:18), but that time was so far back in the days of eternity that to finite comprehension it is practically without beginning.

 

As Escrituras declaram que Cristo é “o único Filho gerado de Deus.” Ele é gerado, não criado. Quando Ele nasceu, isto não podemos investigar, nem nossas mentes podem compreendê-lo se isso nos fosse falado. O profeta Miquéias conta-nos tudo aquilo que nós podemos saber sobre isso nestas palavras, “E tu, Belém-Efrata, pequena demais para figurar como grupo de milhares de Judá, de ti me sairá o que há de reinar em Israel, e cujas origens são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade”. Miquéias 5:2, margem. Houve um tempo quando Cristo saiu e veio de Deus, do seio do Pai (João 8:42; 1:18), mas este tempo era tão afastado nos dias da eternidade que para  a mente finita isso é praticamente sem princípio.

 

But the point is that Christ is a begotten Son and not a created subject. He has by inheritance a more excellent name than the angels; He is “a Son over His own house.” Heb. 1:4; 3:6. And since He is the only-begotten son of God, He is of the very substance and nature of God and possesses by birth all the attributes of God, for the Father was pleased that His Son should be the express image of His Person, the brightness of His glory, and filled with all the fullness of the Godhead. So He has “life in Himself.” He possesses immortality in His own right and can confer immortality upon others. Life inheres in Him, so that it cannot be taken from Him, but having voluntarily laid it down, He can take it again. (Ibid., pp. 21, 22)

 

Mas o fato é que Cristo é um Filho gerado e não um servo criado. Ele tem por herança um nome mais excelente que os anjos; Ele é “um Filho sobre Sua própria casa.” Hebreus 1:4; 3:6. E sendo que Ele é único Filho gerado de Deus, Ele é da mesma substância e natureza de Deus e possui pelo nascimento todos os atributos de Deus, pois foi do agrado do Pai que Seu Filho deveria ser a expressa imagem de Sua Pessoa, o resplendor de Sua glória, e cheio com toda a plenitude da Divindade. Portanto, Ele tem “vida em Si mesmo”.  Ele possui imortalidade em Seu próprio direito e pode conferir imortalidade a outros. Vida inerente Nele, de forma que ela não pode ser tirada Dele, mas a tendo voluntariamente deixado, Ele pode tomá-la outra vez. (idem., pp. 21, 22).

This is what Waggoner was teaching. Waggoner had a reason to explain how Christ became God; He was God because He was the Son of God. Yet in spite of all these so-called “heretical” statements, Ellen White still says that it harmonized perfectly with the light God had given her during “all” the years of her experience!! What had God been showing to her? If Waggoner was teaching heresy, then God must have been showing Ellen White heresy during all the years of her experience!!

Isto era o que Waggoner ensinou. Waggoner teve uma razão para explicar como Cristo tornou-se Deus; Ele era Deus porque Ele era o Filho de Deus. Todavia, apesar de todas estas assim chamadas declarações “heréticas”, Ellen White sempre declarou que elas se harmonizavam perfeitamente com a luz que Deus tinha dado a ela durante “todos” os anos de sua experiência!! O que Deus tinha mostrado a Ela? Se Waggoner ensinou heresia, então Deus deve ter mostrado heresias a Ellen White durante todos os anos de sua experiência!!

Waggoner’s belief, by today’s definition, is labeled, “semi-Arianism.” However, this is what Waggoner preached and this is what Ellen White says caused every fiber of her being to say “Amen.”

A crença de Waggoner, pelas definições de hoje, é denominada, “semi-Arianismo”. No entanto, isto é o que Waggoner pregou e é isto que, segundo Ellen White disse, levou cada fibra do seu ser dizer “amém”.

People claim that we put down Christ by saying He is not God Himself. But what greater honor can a person be given than to acknowledge that He and God are of the very same nature, of the very essence, as God Almighty? This is something that the disciples tried to bring across to the minds of those Jews. They just couldn’t believe that anybody could be on that same plane.

As pessoas declaram que nós humilhamos Cristo quando dizemos que Ele não é o próprio Deus. Mas que maior honra pode ser dada a uma pessoa que o reconhecimento de que Ele e Deus são da mesma natureza, da mesma essência, como Deus Todo-Poderoso? Isto é algo que os discípulos tentaram levar às mentes daqueles judeus.  Eles simplesmente não podiam acreditar que alguém poderia estar no mesmo nível.

Jesus said, “I am the Son of God,” and they took up stones to kill Him. They understood that when He said, “I am the Son of God,” he was saying, “I have the same nature as God, I came from God.” He didn’t say, “I am God,” but, “I am the Son of God,” and they understood that He meant that He was of the same nature as God. Not that He was God, but that He was equal with God.

Jesus disse “Eu sou o Filho de Deus” e eles pegaram em pedras para assassiná-lo. “Eles compreenderam que quando Ele disse, “Eu sou o Filho de Deus”, estava dizendo, “Eu tenho a mesma natureza de Deus”, Eu vim de Deus”. Ele não disse, “Eu sou Deus”, mas, “Eu sou o Filho de Deus”, e eles entenderam o que Ele estava querendo dizer, que Ele tinha a mesma natureza de Deus. Não que Ele fosse Deus, mas que Ele era igual a Deus.

At every stage of the controversy, Satan’s purpose has been to overthrow the truth that Jesus is the Son of God. In heaven, God said, “This is my beloved Son.” Satan said, “He’s nobody special, He and I are on the same level. If He is in the council, I should be in there too.” He would not recognize that Christ was the Son of God, nor recognize the difference between himself and Christ. He opposed Christ’s position because he thought he was equal with Christ. He would not recognize that Christ was the Son of God.

Em cada estágio da controvérsia, o propósito que Satanás tem tido é destruir a verdade que Jesus é o Filho de

Deus. No Céu, Deus disse, “Este é o meu Filho amado”. Satanás disse, “Ele não é alguém especial, Ele e eu estamos no mesmo nível. Se Ele está no concílio, eu também devo fazer parte dele”. Ele não reconhecia que Cristo era o Filho de Deus, nem reconhece a diferença que existe entre ele e Cristo. Ele se opôs a posição de Cristo porque imaginava que era igual a Cristo.

When Jesus came to earth, the very first thing Satan said to Him when He began His public ministry was, “If you are the Son of God ...” He tried to overthrow His faith that He was the Son of God and every time when here on earth He said “I am the Son of God,” the Jews tried to kill Him. When He was on the cross they said, “If you are the Son of God, come down.” After He went back to Heaven, everywhere the disciples went and said, “He is the Son of God,” they tried to kill them. All they said was, “He is the Son of God,” and that was enough to raise a storm of opposition against them. Satan surely hates this truth.

Quando Jesus veio a terra, a primeira coisa que Satanás lhe disse quando deu início ao Seu ministério público foi, “Se você é o Filho de Deus...” Ele tentou destruir Sua crença que Ele era o Filho de Deus. E todas às vezes quando Jesus esteve aqui sobre a terra disse, “Eu sou o Filho de Deus”, os judeus tentaram mata-lo. Quando estava na cruz, eles disseram “se você é filho de Deus, desça da cruz”, o que era suficiente para levantar uma tempestade de oposição contra ele. Satanás verdadeiramente odeia esta verdade.

A few hundred years after the apostles died out Church leaders came together to settle the question of Jesus’ role in the Godhead. At the Council of Nicea the foundation of the doctrine of the Trinity was established, and it was determined that Jesus was not the literal Son of God at all.

Poucos séculos após a morte dos apóstolos os líderes da Igreja reuniram-se para resolverem sobre a questão da posição de Jesus na Divindade. No Concílio de Nicéia a base da doutrina da Trindade foi estabelecida, e foi determinado que Jesus não era, de maneira alguma, o Filho literal de Deus.

A few hundred years later, the religion of Islam was established. Islam was vastly different from Christianity in many respects. However, it did acknowledge Jesus as a prophet, in fact as a great prophet, but it, along with the Papacy, denied that Jesus was the literal Son of God.

Poucos séculos depois, a religião do Islamismo foi estabelecida. O Islamismo era extremamente diferente do Cristianismo em muitos aspectos. No entanto, ele reconheceu Jesus como um profeta, na realidade como um grande profeta, mas ele, junto com o Papado, nega que Jesus era o Filho literal de Deus.

A few more hundred years and the Protestant reformation began. Unfortunately, they quit reforming and quit protesting and, for the most part, never departed from the Trinity doctrine, and they too denied that Jesus is the literal Son of God.

Mais alguns séculos, e começou a Reforma Protestante. Desafortunadamente, eles pararam de reformar e protestar e, a maioria deles, jamais se apartou da doutrina da Trindade, e também negam que Jesus o Filho literal de Deus.

Then in 1844 God raised up a movement, and He gave them the truth about Jesus. The pioneers of Adventism believed and taught that Jesus is the literal Son of God. Yet look at what happened, and at what exists today. Nearly, ten million Seventh-day Adventists today embrace the belief that Jesus is not the Son of God!! This is the premier truth, the greatest truth in the Bible (John 3:16), yet the entire world of Christians declare, “He is not the Son of God!” Don’t you see? There is a great apostasy that has swept the entire world!!

Então em 1844, Deus levantou um movimento, e Ele lhes entregou a verdade sobre Jesus. Os pioneiros Adventistas acreditaram e ensinaram que Jesus é o Filho literal de Deus. Todavia, vamos olhar o que aconteceu, e no que existe hoje. Aproximadamente, dez milhões de Adventistas do Sétimo Dia hoje aceitam a crença que Jesus não é o Filho literal de Deus!! Esta é a principal e a mais importante verdade na Bíblia (João 3:16), No entanto, o mundo cristão inteiro declara, “Ele não é o Filho literal de Deus!!” Você não percebe? Existe a gigantesca apostasia que tem varrido o mundo inteiro!

Yet this truth that Jesus Christ is the Son of God shook the world in apostolic times. The wonder of it transformed that early church, and the same power exists in that truth today. So this was one of the reasons why Ellen White saw that there was the potential for so much in this message.

Mesmo assim esta verdade que Jesus Cristo é o Filho de Deus abalou o mundo nos tempos apostólicos. Esta maravilha transformou a igreja apostólica, e o mesmo poder existe nesta verdade hoje. Por isso, esta era uma das razões que Ellen White disse que existia o grande poder nesta mensagem.

Waggoner clearly answered the charges of those who claim that to say Jesus is the literal Son of God is a denial of His divinity. How could He become divine in any other way than by being born from divinity? My son came from me; I don’t produce cat kind or dog kind. From humanity must come human kind. My son is human even if he looks like a worm, a dog, or a cat, because he is born from humanity. When Christ came to this earth and laid aside His divine glory, was He still divine? Yes, because He was born from divinity, and there was something in Him that no man had. He had that pure holy nature that no man ever had nor will ever have. In Himself, His was the perfect, pure spirit of the same being that had been with the Father from eternity. He laid aside His power, but He couldn’t put His identity aside. He couldn’t change who He was.

Waggoner respondeu claramente as acusações daqueles que declaravam que, afirmar ser Jesus é o Filho literal de Deus é uma negação de Sua Divindade. Como Ele poderia torna-se divino de outra maneira se não fosse nascido da divindade? Meu filho veio de mim; Eu não produzi uma espécie de gato ou cachorro. Da humanidade deve vir o ser humano. Meu filho é humano mesmo que ele se pareça com um verme, um cachorro, ou um gato, porque ele é nascido da humanidade. Quando Cristo veio a esta terra e deixou de lado Sua glória divina, Ele ainda era divino? Sim, porque Ele nasceu da divindade, E Nele existiu algo que o homem não teve. Ele teve a natureza pura e santa que nenhum homem jamais teve nem jamais terá. Nele mesmo, Ele era perfeito, espírito puro, o mesmo ser que tinha sido com o Pai desde a eternidade. Ele deixou de lado Seu poder, mas não pode colocar sua identidade de lado. Ele não poderia mudar quem Ele era.

You might cut off a man’s hands or feet, cut out his tongue so that he cannot speak, and he will still be human. Jesus could not be other than divine because He was born from the divine One. Those who confess that Jesus is the true, begotten Son of God, have a reason for believing that we have a divine Saviour. All that others can say is, “It is mystery.” But it is only a mystery to those who will not accept the plain teaching of Scripture.

Você pode cortar a mão ou o pé de um homem, cortar sua língua até que ele não possa mais falar, e ainda assim ele permanecerá sendo um ser humano. Jesus não poderia ser diferente de divino porque Ele nasceu de um ser divino. Aqueles que confessam que Jesus é o verdadeiro, Filho gerado de Deus, têm uma razão para acreditar que temos um Salvador divino. Tudo que os outros podem dizer é, “isto é mistério”. Mas, isto é um mistério somente para aqueles que não desejam aceitar os claros ensinos da Escritura.

The World’s Need for a Revelation of God’s Character of Love

According to Ellen White, there is one other element in the last message to be given to the world:

A Necessidade do Mundo para uma Revelação do Caráter do Deus de Amor

De acordo com Ellen White, existe outro fator nesta última mensagem para ser dada ao mundo:

It is the darkness of misapprehension of God that is enshrouding the world. Men are losing their knowledge of His character. It has been misunderstood and misinterpreted. At this time a message from God is to be proclaimed, a message illuminating in its influence and saving in its power. His character is to be made known. Into the darkness of the world is to be shed the light of His glory, the light of His goodness, mercy, and truth.

 

É a escuridão da falta de compreensão de Deus que está envolvendo o mundo. Os homens estão perdendo o conhecimento de Seu caráter. Ele foi mal-compreendido e mal-interpretado. E neste tempo uma mensagem de Deus será proclamada, uma mensagem iluminadora em sua influência e em seu poder salvador. Seu caráter será feito conhecido. Nas trevas do mundo será derramada a luz de Sua glória, a luz de Sua bondade, graça e verdade.

 

Those who wait for the Bridegroom’s coming are to say to the people, “Behold your God.” The last rays of merciful light, the last message of mercy to be given to the world, is a revelation of His character of love. The children of God are to manifest His glory. In their own life and character they are to reveal what the grace of God has done for them. (Christ’s Object Lessons, pp. 415, 416)

 

Aqueles que esperam a vinda do noivo devem dizer ao povo, “Eis aqui o nosso Deus.” Os últimos raios de sua misericordiosa luz, a última mensagem de graça que será dada ao mundo, é a revelação de Seu caráter de Amor. Os filhos de Deus devem manifestar Sua glória. Em seu próprio caráter e vida precisam revelar o que a graça de Deus tem feito por eles. (Parábolas de Jesus, pp. 415, 416).

Misapprehension means misunderstanding! The darkness that enshrouds the world is not so much the new age movement, or the murders the rapes and the looting, and all the terrorism. Ellen White says the darkness that covers the world, the real darkness, is a misunderstanding of God’s character. If men could understand who God is, light would break. She is talking about the last message. God’s character is to go before the world, and that is the last message for humanity (Isaiah 60:1-3). So we might talk about the mark of the beast and the Sunday laws and all of this, but let’s not forget that ultimately what the world will see, what they must see, is God’s character of love. That is the message in its essence. We have got to know that whatever we are preaching, whatever little point of doctrine, it has to come wrapped in the package of God’s character of love.

Compreender mal significa enganar-se! A escuridão que envolve o mundo, não é o movimento nova era, ou os assassinos, estupradores, ladrões e toda espécie de terrorismo. Ellen White diz que as trevas que cobrem o mundo, a verdadeira escuridão, é o conhecimento equivocado do caráter de Deus. Se os homens pudessem compreender quem é Deus, a luz extinguiria as trevas. Ela está falando a respeito da última mensagem. O caráter de Deus estará diante do mundo, esta é a última mensagem para a humanidade. (Isaías 60:1-3). Portanto, nós podemos falar sobre a marca da besta, a lei dominical e todas estas coisas, mas não devemos esquecer que a última coisa que o mundo verá, e que precisam ver, é o caráter do Deus de Amor. Esta é a mensagem em sua essência. Sabemos que não importa o que estamos pregando, seja qual for o pequeno ponto de doutrina, ele tem que vir embrulhado no pacote do caráter do Deus de Amor.

I learned about God’s love one night when it was raining really hard and my house was leaking. We were still in the process of building though we were already living inside the house and, by that Friday night, the rain had been coming down for three days without ceasing. Finally it started coming through the wall. I took a cloth and I started to sop up the water, but the wall was waterlogged and it kept coming in. After I had been at that for about an hour, I realized that the water was coming in as fast as I could dry it up, and this Friday night, I would be sopping water all night, or else, if I stopped, the house would be flooded. At that moment the thought came, “your Father controls the rain.” Could I pray for God to stop the rain? It was only a little thing, just a request to save me having to sop water all night, but I decided to talk to Him about it and so I prayed. I prayed and I sopped water for five more minutes, and then the pattering on the roof stopped. Five minutes, then a little bit of unbelief, … I wonder if it will come back? But it was the first time the rain had stopped for three days! I put away my bucket and cloth, and it never sprinkled again for the night. It was over. I love Him because of that, He does things for all of us, and we can love Him because we see what He does. But, He doesn’t ask us to recognize His love in these things so much. There is something greater, than all of this. Ellen White has written:

Eu aprendi sobre o amor de Deus numa noite quando estava chovendo muito forte, e em minha casa estava gotejando. Nós ainda estávamos no processo de construção e já nos encontrávamos morando nela. Era sexta-feira à noite, e a chuva estava caindo há três dias sem parar. Finalmente ela começou vindo através da parede. Eu peguei um pano e comecei a tirar a água com ele, mas a parede estava encharcada e a água continuou a invadir a casa. Depois de estar fazendo aquilo por mais ou menos uma hora, eu entendi que a água estava entrando mais rápido que eu poderia enxugar, e nesta noite de sexta, eu poderia retirar água a noite toda, ou então, se parasse, a casa ficaria toda inundada. Naquele momento veio-me o pensamento, “Nosso Pai controla a chuva”. Poderia orar para Deus parar a chuva? Isso era uma coisa bem pequena, era um pedido justo poupar-me de retirar água a noite toda, mas eu decidi falar com Ele sobre isso, e assim orei. Eu orei e retirei água por mais cinco minutos, e então o barulho no telhado parou. Cinco minutos, então um pequeno momento de incredulidade,… vou ver se ela vai voltar? Mas esta foi a primeira vez que a chuva parou por três dias! Eu guardei o pano e meu balde, e não mais respingou aquela noite. Ela tinha passado. Eu O amo porque faz todas estas coisas por nossa causa, e podemos amá-lo porque vemos Ele realizar estas coisas. Mas, Ele não nos pede para reconhecermos Seu amor apenas nestas coisas. Existe algo infinitamente maior do que tudo isso. Ellen White escreveu:

It is the glory of the gospel that it is founded upon the principle of restoring in the fallen race the divine image by a constant manifestation of benevolence. This work began in the heavenly courts. There God decided to give human beings unmistakable evidence of the love with which He regarded them. He “so loved the world, that He gave His only-begotten Son, that whosoever believeth in Him should not perish, but have everlasting life.” John 3:16. … The contemplation of this love will cleanse the soul from all selfishness. It will lead the disciple to deny self, take up the cross, and follow the Redeemer. (Counsels on Health, p. 222)

 

A glória do evangelho está fundamentada sobre os princípios de restauração da raça caída na divina imagem através de uma constante manifestação de benevolência. Esta obra começa nas cortes celestiais. Ali Deus decide conceder aos seres humanos uma clara evidência do amor com o qual Ele os aprecia. Ele “amou o mundo de tal maneira, que deu Seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” João 3:16. ...

A contemplação deste amor limpará a alma de todo egoísmo. Ela conduzirá o discípulo a nega-se a si mesmo, tomar sua cruz, e seguir o Redentor.  (Conselho sobre saúde, p. 222)

God plans to restore His image in you and me by continually showing us His goodness towards us. By seeing that goodness, we are going to be changed. If you can understand what He did when He gave His Son, it will cleanse your soul from all selfishness. The pastor, the leader, all of us, can preach until we turn blue: “Thou shalt not, thou shalt not,” and still we go home and fight, and fail and fail. But when you contemplate the love of God in Jesus Christ, it will cleanse your soul from all selfishness and, therefore, this is the message that will do the work; this, and nothing else. When people go out and beat people over the head with the mark of the beast, this alone is not going to change them. Selfishness is a poor motive for overcoming sin. You can drive fear into men’s hearts till they feel that they are standing on the very brink of hell and they will not truly change, because those principles, those motives of fear, do not change men’s hearts. The only knowledge that can do this is the knowledge of the love of God, and this is fully and clearly manifested through the gift of His Son.

O plano de Deus é restaurar Sua imagem em você e em mim pela demonstração contínua de sua bondade para conosco. Através da contemplação desta bondade, nós seremos transformados. Se você pode compreender aquilo que Ele fez quando deu Seu Filho, essa compreensão limpará sua alma de todo egoísmo. O pastor, o líder, todos nós, podemos pregar até ficamos azuis: “Tu não deves, tu não deves”, e ainda vamos para casa e brigamos, e caímos e caímos. Mas quando você contempla o amor de Deus em Jesus Cristo, isso limpará sua alma de todo egoísmo e, portanto, esta é a mensagem que realizará a obra; somente esta, e nada mais. Quando as pessoas saem e espancam as pessoas falando aos ouvidos delas sobre a marca da besta, apenas isto não irá transformá-las. O egoísmo é um pobre motivo para vencer o pecado. Você pode levar medo aos corações dos homens até que percebam que estão à beira do inferno, e ainda assim, eles não serão verdadeiramente transformados, porque aqueles princípios, aqueles motivos de medo, não mudam os corações dos homens. O único conhecimento que pode fazer isso é o conhecimento do amor de Deus, e isto é completa e claramente manifestado através do dom de Seu Filho.

In giving His only-begotten Son to die for sinners, God has manifested to fallen man love that is without a parallel. We have full faith in the scripture that says, “God is love.” (1 John 4:8)

 

Ao dar Seu único Filho gerado para morrer pelos pecadores, Deus manifestou amor ao homem caído que é sem comparação. Nós temos inteira fé na Escritura que diz, “Deus é amor”. (1 João 4:8).

 

The love of God as manifested in Jesus, will lead us to the true conception of the character of God. (Selected Messages, book 1, p. 311)

 

O amor de Deus como manifestado em Jesus, nos conduzirá para a verdadeira concepção do caráter de Deus. (Mensagens Escolhidas, Vol. 1, p. 311).

 

All the paternal love which has come down from generation to generation through the channel of human hearts, all the springs of tenderness which have opened in the souls of men, are but as a tiny rill to the boundless ocean when compared with the infinite, exhaustless love of God. Tongue cannot utter it; pen cannot portray it. You may meditate upon it every day of your life; you may search the Scriptures diligently in order to understand it; you may summon every power and capability that God has given you, in the endeavor to comprehend the love and compassion of the heavenly Father; and yet there is an infinity beyond. You may study that love for ages; yet you can never fully comprehend the length and the breadth, the depth and the height, of the love of God in giving His Son to die for the world. Eternity itself can never fully reveal it. Yet as we study the Bible and meditate upon the life of Christ and the plan of redemption, these great themes will open to our understanding more and more. (Testimonies for the Church, vol. 5, p. 740)

 

Todo amor paternal que tem sido derramado de geração a geração nos corações humanos, toda primavera de ternura que tem sido aberta na alma dos homens, são como um pequeno riacho diante do oceano sem limites quando comparados ao infinito, e inesgotável amor de Deus. Nem lábios podem descrevê-lo. A pena não pode retratá-lo. Você pode meditar sobre ele cada dia de sua vida; pode buscar nas Escrituras diligentemente a fim de compreendê-lo; pode reunir todo o poder e capacidade que Deus tem dada a você na tentativa de compreender o amor e compaixão do Pai celestial; e ainda assim existirá uma infinita distância. Você pode estudar este amor por séculos, e ainda assim você jamais poderá compreender inteiramente o comprimento e a largura, a profundidade e a altura, do amor de Deus em dar Seu Filho para morrer pelo mundo. A própria eternidade jamais o poderá revelar completamente. Apesar de estudarmos a Bíblia e meditar sobre a vida de Cristo e o plano da redenção, estes grandes temas estarão à nossa compreensão mais e mais. (Testemunhos para a Igreja, Vol. 5, p. 740).

God has shown us a love that is without a parallel. You can’t see anything like it anywhere else in the universe. You might hear about a mother giving up her life to save her child, yet nothing parallels the love that God showed in giving His Son to die for us. That is what she says, and you know in your heart even if Ellen White had not said it, that it is true.

Deus nos mostrou um amor que é sem comparação. Você não pode ver algo semelhante a ele em qualquer outro lugar do universo. Você pode ouvir sobre uma mãe que deu a vida dela para salvar seu filho, ainda assim, não existe comparação ao amor que Deus mostrou em dar Seu Filho para morrer por Nós. É isso o que ela diz, e você sabe em seu coração, mesmo se Ellen White não tivesse dito, que isso é verdade.

What is it that the world needs to see? The world needs to see the character of God. It is the last message of mercy to be given to the world, but where is this character manifested? It is shown in the gift of His Son. Those who don’t believe that Jesus is the Son of God can have no real appreciation of the character of God, and that is the truth. Only the truth sanctifies, and men who believe a lie will never become what God wants them to become. That is why the message we have must go to every man, woman and child upon the face of the planet. It was true in the disciples’ time, it was true in 1844, it is true today, and the responsibility rests upon every one of us who knows this truth to do everything in our power face embarrassment, hardship, deprivation and a bad name to help people to know what we know. That’s what God raised us up for, and we have to do everything in our power, far more than we have yet attempted, to try to get this message before the entire world. We are few and small, and strongly opposed, but truth and God are on our side.

O que é que o mundo precisa ver? O mundo precisar ver o caráter de Deus. Esta é a última mensagem de graça para ser dada ao mundo, mas onde este caráter é manifestado? Ele é revelado no dom de Seu Filho. Aqueles que não acreditam que Jesus é o Filho de Deus, não podem ter uma real apreciação de Seu caráter, e o que é a verdade. Somente a verdade santifica, e os homens que acreditam numa mentira jamais se tornarão aquilo que Deus deseja que eles se tornem. Esta é a razão pela qual nós devemos levar a mensagem a cada homem, mulher e criança sobre a face do planeta. Esta foi a verdade nos dias dos discípulos, está foi a verdade em 1844, e ainda é a verdade hoje, é a responsabilidade que resta sobre cada um de nós que conhecemos esta verdade para realizar tudo em seu poder mesmo, em face dos obstáculos, sofrimentos, escassez e um mal nome, para ajudar as pessoas a conhecer aquilo que conhecemos.  É para isso que Deus nos levantou, e temos algo para realizar em nosso poder, muito mais que tenhamos feito, e tentar demonstrar esta mensagem ao mundo inteiro. Nós somos poucos e pequenos, e temos recebido grande oposição, mas Deus e a verdade estão ao nosso lado.

Ellen White gave some critical characteristics of the final message that God will give to the world. Some of them we have looked at already, and we will just examine a few others:

Ellen White apresentou algumas características da mensagem final que dará ao mundo. Algumas delas nós temos já vimos neste artigo, e neste momento vamos examinar algumas outras:

 

Characteristics of the Message - Características da Mensagem

·   It will arouse the fears of leaders who will oppose it. - Ela despertará o medo de líderes que irão se opor a ela.

In the manifestation of that power which lightens the earth with the glory of God, they will see only something which in their blindness they think dangerous, something which will arouse their fears, and they will brace themselves to resist it. Because the Lord does not work according to their ideas and expectations, they will oppose the work. “Why,” they say, “should not we know the Spirit of God, when we have been in the work so many years?” (Review and Herald, December 23, 1890)

 

Na manifestação do poder que iluminará a terra com a glória de Deus, eles verão apenas alguma coisa que em sua cegueira imaginarão que é algo perigoso, algo que despertará seus temores, e se unirão para resisti-la. Porque o Senhor não trabalha de acordo com suas idéias e expectativas, eles irão se opor à obra. “Porque,” eles dizem, “Não deveríamos reconhecer o Espírito de Deus, visto que estivemos na obra durante muitos anos?”.

·         It will be called a false light by those who fail to walk in its advancing glory.

·         Ela será declarada uma falsa luz por aqueles que falharam em andar e nesta grandiosa glória.

 

The third angel’s message will not be comprehended, the light which will lighten the earth with its glory will be called a false light, by those who refuse to walk in its advancing glory. (Review and Herald, May 27, 1890)

 

A terceira mensagem angélica não será compreendida, a luz que iluminará a terra com sua glória será declarada uma falsa luz por aqueles que recusam andar nesta grandiosa glória. (Review and Herald, 27 de maio, 1890).

·         It will be contrary to human planning , out of the common order. - Ela será contrária aos planos humanos, e fora da ordem natural.

Unless those who can help in—are aroused to a sense of their duty, they will not recognize the work of God when the loud cry of the third angel shall be heard. When light goes forth to lighten the earth, instead of coming up to the help of the Lord, they will want to bind about His work to meet their narrow ideas. Let me tell you that the Lord will work in this last work in a manner very much out of the common order of things, and in a way that will be contrary to any human planning. … The workers will be surprised by the simple means that He will use to bring about and perfect His work of righteousness. (Testimonies to Ministers, p. 300)

 

A menos que aqueles que podem contribuir – sejam despertados ao senso de suas responsabilidades, eles não reconhecerão a obra de Deus quando o alto clamor do terceiro anjo for ouvido. Quando a luz for enviada para iluminar a terra, em vez de virem e cooperarem com o Senhor, eles desejarão amarrar a obra para vir de encontro às suas acanhadas idéias. Deixem-me lhes falar que o Senhor operará em sua última obra de uma forma muito diversa da ordem comum das coisas, e de uma maneira que será contrária a qualquer plano humano. ... Os obreiros serão surpreendidos pelos meios simples que Ele utilizará para realizar Sua perfeita obra de justiça. (Testemunhos para Ministros, p. 300).

·         God will take the reins into His own hands, out of the hands of those who want to control the work.

·         Deus tomará a direção em Suas próprias mãos, e tirará das mãos daqueles que querem controlar a obra.

There will be those among us who will always want to control the work of God, to dictate even what movements shall be made when the work goes forward under the direction of the angel who joins the third angel in the message to be given to the world. God will use ways and means by which it will be seen that He is taking the reins in His own hands. (Ibid.)

 

Existirão aqueles entre nós que sempre desejarão controlar a obra de Deus, para ditar assim os passos que deverão ser dados quando avançar sob a direção do anjo que se unirá ao terceiro anjo na mensagem que dever ser dada ao mundo. Deus usará maneiras e meios pelos quais será percebido que Ele está tomando a direção em Suas próprias mãos. (Idem).

·         Man’s binding rules will be cast off - Os homens que estão ditando regras serão lançados fora.

God will move upon men in humble positions to declare the message of present truth..... Many, even among the uneducated, will proclaim the word of the Lord. Children will be impelled by the Holy Spirit to go forth to declare the message of heaven. The Spirit will be poured out upon those who yield to His promptings. Casting off man’s binding rules and cautious movements, they will join the army of the Lord. (Testimonies for the Church, vol. 7, pp. 26, 27)

 

Deus usará homens de humildes posições para declarar a mensagem da verdade presente.... Muitos, mesmo dentre os de pouca cultura proclamarão a palavra do Senhor. Crianças serão impelidas pelo Espírito Santo para ir adiante a fim de proclamar a mensagem do Céu. O Espírito será derramado sobre aqueles que darão seus respectivos frutos. Deixando de fora homens que governam à força e de cautelosos movimentos, eles se unirão ao exército do Senhor. (Testemunhos para a Igreja, Vol. 7, pp. 26, 27).

·         God will use humble instruments, qualified by the spirit, not literary institutions.  Deus usará humildes instrumentos qualificados pelo espírito, e não por instituições de ensino.

Thus the message of the third angel will be proclaimed. As the time comes for it to be given with greatest power, the Lord will work through humble instruments, leading the minds of those who consecrate themselves to His service. The laborers will be qualified rather by the unction of His Spirit than by the training of literary institutions. Men of faith and prayer will be constrained to go forth with holy zeal, declaring the words which God gives them. (The Great Controversy, p. 606)

 

É desta forma que a mensagem do terceiro anjo deverá ser proclamada. Quando vier o momento quando ela deve ser dada com incrível poder, o Senhor operará através de humildes instrumentos, conduzindo as mentes daqueles que se consagraram ao Seu serviço. Os obreiros serão antes qualificados pela unção de Seu Espírito do que pela preparação de instituições de ensino. Homens de fé e oração serão constrangidos a saírem com zelo santo, declarando as palavras que Deus os tem dado. (O Grande Conflito, p. 606).  

·         The inventions of men—human machinery will be swept away, man’s authority will be as broken reeds. As invenções dos homens – maquinários humanos serão varridos, e os homens autoritários serão como uma cana quebrada.

Under the showers of the latter rain the inventions of man, the human machinery, will at times be swept away, the boundary of man’s authority will be as broken reeds, and the Holy Spirit will speak through the living, human agent, with convincing power. No one then will watch to see if the sentences are well rounded off, if the grammar is faultless. The living water will flow in God’s own channels. (Selected Messages, book 2, pp. 58, 59)

 

Sob os aguaceiros da chuva serôdia as invenções do homem, o maquinário humano, de vez em quando serão arrastados, os limites da autoridade humana serão como uma cana quebrada, e o Espírito Santo falará através do vivo agente humano, com poder convincente. Ninguém observará se as sentenças estão bem colocadas, se a gramática está perfeita. A água viva fluirá através dos próprios condutos de Deus.  

When the angel of Revelation 18 comes back to do his work as Ellen White predicted, then we should expect to see the following characteristics accompanying his work:

Quando o anjo de Apocalipse 18 descer para realizar sua obra como Ellen White predisse, então nós deveremos esperar ver as seguintes características acompanhando sua obra:

·         A teaching that Christ is the literal Son of God, begotten before the ages as an individual Being, separate from the Father.

·         O ensino que Cristo é o Filho literal de Deus, nascido antes das eras eternas como um ser individual, separado do Pai.

·         The teaching that Christ is fully a divine Being, God by nature, by virtue of inheritance.

·         O ensino que Cristo é um ser completamente divino, Deus por natureza, em virtude da hereditariedade.

·         The fullness of the Godhead, the righteousness of God is available to us as we partake of Christ Himself, because He Himself possesses these things.

·         A plenitude da Divindade, a justice de Deus nos é dada como fazendo parte do próprio Cristo, porque Ele próprio possui estas coisas.

·         A turning from men and human organizations to Christ.

·         Um retorno dos homens e de organizações humanas para Cristo.

·         A testimony against those who wish to rule and to dictate to people. It is a message that threatens their systems and their authority.

·         Um testemunho contra aqueles que desejam dominar e estar acima das pessoas. Ela é uma mensagem que coloca em risco seus sistemas e autoridade.

·         The message will be ridiculed, criticized and spoken against by the majority.

·         Leaders will think it dangerous, it will arouse their fears and they will brace themselves to resist it.

·         A mensagem será ridicularizada, criticada e sofrerá oposição da maioria.

·         Os líderes imaginarão que ela é perigosa, ela agitará seus temores e se unirão a fim de resisti-la.

·         It will be called a false light by those who refuse to walk in its advancing glory.

·         Ela será chamada uma falsa luz por aqueles que recusam andar em sua grandiosa glória.

·         It will be a revelation of God’s character of love.

·         Ela será uma revelação do caráter do Deus de amor.

I know of only one message which bears all the characteristics mentioned here. Those who embrace it are few, they are poor, and they are being assaulted on every side, but they believe that what they are doing is God’s work, because all the evidence is clear.

Eu sei de uma mensagem que sustenta todas as características mencionadas aqui. Aqueles que a aceitam são poucos, eles são pobres, e estão sendo assaltados por todos os lados, mas eles acreditam que estão fazendo o trabalho de Deus, porque todas as evidências são claras.

It is interesting that Ellen White says that leaders will think it dangerous, become afraid of it and brace themselves to resist it. Many new doctrines are floating around today, including teachings such as “God does not kill,” “Christians still need to keep the feast days,” and “God must be called by the holy name.” Many of the independent ministries, as well as the official Seventh-day Adventist Church, are coming out against these teachings. But, interestingly, there is one belief that everybody is opposing above anything else. Here are some quotations taken from the publications of several of these ministries pointing out what this main point of attack is.

 

É interessante Ellen White dizer que os líderes pensarão que ela é perigosa, ficando receosos dela e se unido para resisti-la. Muitas novas doutrinas estão rondando hoje, incluindo ensinos como “Deus não destrói”, “os Cristãos precisam guardar os dias de festas”, e “Deus deve ser chamado pelo santo nome”. Muitos dos ministérios independentes, assim como a Igreja oficial dos Adventistas do Sétimo Dia, lutam contra esses ensinos. Mas, curiosamente, existe uma crença que todos se opõem acima de qualquer outra.

 

Braced to Resist the Truth - Unidos a fim de resistir a Verdade

Bob Trefz: Cherith Chronicle

 

This great truth has been misunderstood and perverted by the so-called “anti-Trinitarians” who deny that Jesus is very God with life original, unborrowed, and underived. They take Jesus’ statements regarding His incarnation, His humiliation, His voluntarily placing of Himself in our condition while on this earth, and seek to use those statements to deny the clearly taught position of Inspiration that Jesus is God. An understanding of the great plan of redemption is crucial to understanding Jesus’ various statements of His dependence upon His Father while He walked the dusty trails of this earth. (Cherith Chronicle, April-June 1999, article, “The Self-emptying of Christ”)

 

Esta grande verdade tem sido mal-compreendida e pervertida pelos assim-denominados “anti-trinitarianos” que negam que Jesus é absolutamente Deus com vida original, não emprestada, não derivada. Eles pegam as declarações de Jesus a respeito de Sua encarnação, humilhação, Seu voluntário esvaziamento de Si mesmo para nossa condição enquanto nesta terra, e procurar usar aquelas declarações para negar a clara posição ensinada pela inspiração de que Jesus é Deus. Um falta de compreensão do grande plano da redenção é crucial para entender as várias declarações de Jesus sobre Sua dependência de Seu Pai enquanto andou nos caminhos empoeirados desta terra. (Cherith Chronicle, Abril-Junho 1999, artigo, “O auto-esvaziamento de Cristo”).

 

Kevin D. Paulson: Our Firm Foundatio (Nosso Firme Fundamento).

 

Many of these same persons wish to revive the Arian (or semi-Arian) perspective on the divinity of Christ held by some of our Adventist pioneers.

Those who speak of the need to return to the teachings of the pioneers need to remember this. Only one pioneer was inspired, and her name was Ellen G. White. (Our Firm Foundation, December 1998, article, “In Defense of the Trinity”)

 

Muitas daquelas mesmas pessoas que desejam ressuscitar o Arianismo (ou semi-arianismo) dão seus pontos de vista sobre a divindade de Cristo sustentada por alguns de nossos pioneiros adventistas. Aqueles que falam dessa necessidade de retornar para os ensinos dos pioneiros precisam lembrar disso: Somente um pioneiro foi inspirado, e o nome dela era Ellen G. White. (Nosso Firme Fundamento, Dezembro 1998, artigo, “Em defesa da Trindade”)

 

Colin & Russell Standish: Remnant Herald

 

Scripture reveals only two events at which Christ was begotten of the Father—at His birth “into the world” and at His resurrection. Neither of these events lends the least credence to the view that Christ was an emanation of the Father at some time in the past or that He was devoid of life from eternity. (Remnant Herald, April 1997, article, “Winds of Doctrine no.2, Christ Begotten”)

 

As Escrituras revelam somente dois nos quais Cristo foi gerado do Pai – em Seu nascimento “ao entrar no mundo” e em Sua ressurreição. Nenhum desses enventos permite dar o menor crédito para o ponto de vista que Cristo era foi uma emanação do Pai em algum tempo no passado ou que Ele foi desprovido de vida desde a eternidade. (Remnant Herald, April 1997, artigo, “Ventos de Doutrina nº 02, Cristo Gerado”).

 

John Grosboll: Landmarks

 

A second point that we notice in Ellen White’s writings is that she speaks of one God. She does not teach that there are three Gods, but that there is one God. And yet, at the same time, as we will see, she teaches that this one God includes the Father, the Son, and the Holy Spirit, which are three personalities mysteriously united as one. …

So this ‘Eternal One’ must include both the Father and the Son. In this passage she is commenting on Ezekiel 1:4, 26, and 10:8. Notice there is One upon the throne. There is one God, but this one God includes both Christ and the Father. (Landmarks, December 1996, article, “The Godhead”)

 

Um segundo ponto que notamos nos escritos de Ellen White é que ela fala de um Deus. Ela não ensina que existem três Deuses, mas que existe um Deus. E ainda, ao mesmo tempo, como veremos, ela ensina que este único Deus inclue o Pai, o Filho, e o Espírito Santo, os quais são três personalidades misteriosamente unidas como uma só. ...

Portanto, esta ‘unidade eterna’ deve incluir ambos o Pai e o Filho. Nesta passagem ela está comentando Ezequiel 1:4, 26, e 10:8. Perceba que existe apenas um sobre o trono. Existe um Deus, mas este Deus inclui ambos Cristo e Pai. (Landmarks, Dezembro 1996, artigo, “A Divindade”).

 

Vance Farrell: Pilgrim’s Rest

 

The Roman Catholic Church ultimately accepted, partially or entirely, the correct view of Christ’s and the Holy Spirit’s divinity and membership in the Godhead. (The Godhead, tract DH-201)

 

A Igreja Católica Romana finalmente aceitou, inteira ou parcialmente, a correta visão de que Cristo é o divino Espírito Santo também fazem parte na Divindade. (A Divindade, folheto DH201).

 

Ralph Larson: Our Firm Foundation

 

Why do the Scriptures refer to Christ as the “only begotten” Son of God?

Because He was conceived of the Holy Spirit in the womb of Mary and began His life on earth by the normal birth process. (Our Firm Foundation, February 1994, article, “Water as A Flood”)

 

Porque as Escrituras se referem a Cristo como o Filho “único gerado” Filho de Deus? Porque Ele foi concebido do Espírito Santo no útero de Maria e começou Sua vida sobre a terra pelo processo natural do nascimento. (Our Firm Fundation, Fevereiro 1994, artigo, “Água como uma Torrente”).

 

William Grotheer: Watchman what of the night?

 

Jesus had a beginning at Bethlehem. (Note the name designation of “Jesus,” the God-man, begins at Bethlehem). With God as a “given” factor, you have Two Beings—God and the Eternal Spirit - before Bethlehem, and Three Beings - God, the Eternal Spirit, and Jesus—after.

“The idea that Christ was ‘begotten’ by the Father at some time in eternity past is altogether foreign to the Scriptures.” (See Seventh-day Adventist Bible Commentary, Vol. 5, p. 902) (Watchman what of the night?, Vol.XXXI-I)

 

Jesus teve um início em Belém. (Note o nome designado de “Jesus”, o Deus-homem, começou em Belém). Com Deus como um “agente” causador, você tem Dois Seres – Deus e o Espírito Eterno antes de Belém, e Três Seres – Deus, o Espírito Eterno, e Jesus – depois.

 

“A idéia de que Cristo foi ‘gerado’ pelo Pai em algum momento na eternidade passada é totalmente alheia às Escrituras”. (Veja o Comentário Bíblico Adventista, V. 5, p. 902) (Watchman what of the night? – Guarda a que horas estamos da noite?, Vol. 32).

 

Robert Sessler :The Godhead, 1, 2, or 3 Gods?

 

The Father, Son and the Holy Spirit are each one infinite and omniscient, and have their own personality and heavenly character! Thus the Godhead is made up of three distinct divine Persons, Beings, and God’s [sic].

 

The false spiritualistic beliefs which are being taught about the Godhead are: that Jesus was literally birthed or born out of the person of the Father before creation, and that is how Jesus became the only begotten Son of God; that the Father is the only God or the only true God in the Godhead, and that there was a time in which the Father existed alone before giving birth to Christ; that the Holy Spirit is not a separate Being or Person other than the Father or the Son, and that He is not the third Being or Person of the Godhead, but is referred to as being the breath, or life, or light, or power, etc., of God, or the combination of Father and Son together. (The Godhead, 1, 2, or 3 Gods?, pp, 28. 29)

 

O Pai, O Filho, e o Espírito Santo, são cada um infinitos e oniscientes, têm suas próprias personalidades e natureza Celestial! Dessa forma, a Divindade é constituída por três pessoas, seres e Deuses divinos distintos.

 

As falsas crenças espiritualistas que estão sendo ensinadas sobre a Divindade são: que Jesus foi literalmente originado ou nascido da pessoa do Pai antes da criação, e que Jesus tornou-se o único Filho gerado de Deus; que o Pai é o único e verdadeiro Deus na Divindade, e que existiu um tempo que o Pai existiu sozinho antes gerar a Cristo; que o Espírito Santo não é um ser separado ou outra pessoa distinta do Pai ou do Filho, e que Ele não é o terceiro Ser ou Pessoa da Divindade, mas como sendo um sopro, ou vida, luz, poder, etc., ou a combinação do Pai e do Filho juntos. ( A Divindade 1, 2, ou 3 Deuses?, pp. 28, 29).

 

Bill Parks

 

Where in the world do you folks get ONE GOD ONLY? In the beginning was the Word, and the Word was with God [1 God] and the Word was God [that makes 2 Gods] - not just ONE. In Acts 5 the Holy Spirit is called God [no. 3 God]. . . . I JUST DO NOT ACCEPT THE ONLY ONE GOD DOCTRINE . ( In an e-mail sent out to several persons.)

 

Onde no mundo você pode fazer para que as pessoas recebam APENAS UM DEUS? No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus [1 Deus] e a palavra era Deus [que fazem 2 Deuses] – não apenas UM. Em atos 5 o Espírito Santo é chamado Deus [Deus nº 3]. . . . EU SIMPLESMENTE NÃO ACEITO A DOUTRINA DO ÚNICO DEUS. (um e-mail enviado para várias pessoas).

 

Kim Kjaer: Amazing Facts

 

A mousetrap is made up of several parts which work together to seize its unsuspecting prey as he happily nibbles on one of his favorite foods. Removing even a single component of the trap, such as the spring, renders its remaining parts completely ineffective. … God also is a combination of three entities and is manifested as the Father, the Son, and the Holy Spirit. Were any one person of the Godhead removed, God would cease to be God. (Amazing Facts Inside Report, article, “The Trinity, Is It Biblical?”)

 

Uma ratoeira é feita de várias partes que trabalham juntas para pegar suas presas ingênuas como ele alegremente dá mordidelas em uma de suas comindas favoritas. Sendo removido um simples componente da ratoeira, como por exemplo, uma mola, suas partes restantes tornam-se inteiramente ineficientes. ... Deus também é uma combinação de três entidades que são manifestadas como o Pai, o Filho, e o Espírito Santo. Onde, se alguma das pessoas da Divindade for removida, Deus deixaria de ser Deus. (Amazing Facts Inside Report, artigo, “A trindade, ela é Bíblica?”).

 

J.R. Hoffmann: Ministry

 

The Father-Son relationship in the New Testament must always be understood in the light of the event of Bethlehem. The only child born into this world with a divine, rather than a human, father is Jesus. The title, “Son,” refers to His entry into time and does not deny at all His eternal origin. There are references in the Old Testament to Sonship, but these are always in anticipation of the incarnation. (Ministry, June 1982)

 

O relacionamento Pai-Filho no Novo Testamento sempre deve ser conpreendido sob a luz do evento de Belém. A única criança nascida neste mundo através de um pai divino, em vez de um humano, é Jesus. O título, “Filho” refere-se à sua entrada no tempo determinado e não nega de nenhuma forma Sua eterna origem. Existem referências no Velho Testamento a respeitdo da filiação de Cristo, mas estas são sempre uma antecipação de Sua encarnação. (Ministry, junho de 1992).

 

Gordon Jensen: Adventist Review

 

A plan of salvation was encompassed in the covenant made by the Three Persons of the Godhead, who possessed the attributes of Deity equally. In order to eradicate sin and rebellion from the universe and to restore harmony and peace, one of the divine Beings accepted, and entered into, the role of the Father, another the role of the Son. The remaining divine Being, the Holy Spirit, was also to participate in effecting the plan of salvation. All of this took place before sin and rebellion transpired in heaven.

 

By accepting the roles that the plan entailed, the divine Beings lost none of the powers of Deity. With regard to their eternal existence and other attributes, they were one and equal. But with regard to the plan of salvation, there was, in a sense, a submission on the part of the Son to the Father. (Adventist Review, October 31, 1996, p. 12, Week of Prayer readings)

 

Um plano para salvação foi incluído no pacto feito pelas três Pessoas da Divindade, que possuíam igualmente todos os atributos da Deidade. Para erradicar o pecado e rebelião do universo e restaurar a harmonia e a paz, um dos seres divinos aceitou, e assumiu o papel do Pai, e o outro o papel do Filho. O outro ser divino, o Espírito Santo, foi também participar efetuando o plano da salvação.

 

Tudo isso aconteceu antes do pecado e da rebelião expalhar-se no céu. Pela aceitação das funções que o plano exigia, os divinos Seres não perderam nenhum dos poderes da Deidade. Com respeito à eterna existência deles e outros atributos, eram únicos e iguais. Mas em relação ao plano da salvação, existiu, de certa forma, uma submissão do Filho ao Pai. (Adventist Review, 31 de outubro, 1996, p. 12, estudo da Semana de oração).

It is amazing, that the Bible says that Jesus is the Son of God, God’s only begotten Son, and yet everybody comes up with all kinds of theories that do not even agree with each other, except in saying He was not the Son of God! It is difficult to believe. Among Christians, and everybody else, why is this doctrine hated so? Why do they think it dangerous and brace themselves to resist it? Satan is against the message because he knows the truth.

Inacreditável que a Bíblia diga que Jesus é o Filho de Deus, o único Filho gerado de Deus, e ainda assim todo mundo venha com todos os tipos de teorias que nem mesmo concordam entre si, exceto em dizer que Ele não era o Filho de Deus! Isso é difícil de acreditar. Entre os cristãos, além de todo o mundo, porque esta doutrina é tão odiada?  Porque eles pensam que ela é perigosa e se unem para resisti-la? Satanás está contra a mensagem porque ele sabe a verdade.

May God help us to recognize the implications of these things, because it is not just something to be listened to and be thought about, but it is something to change our lives and change our focus. Brothers and Sisters, if God is trying to do something, as long as we are alive, let us not be left out of it. Let us “stand like the brave” with our faces to the foe. Go to the front of the battle; do not lag at the rear. Let us see what we can do with all the strength that our Father gives us. Let us ask Him for guidance and go forward. No matter how small we are, how helpless, how limited our resources or our talents, God will use us to do something great because it is His cause; it is He who is promoting it.

Que Deus nos ajude a reconhecer as implicações destas coisas, porque não se trata de algo apenas que deve ouvido ou pensado a respeito, mas é algo para mudar nossas vidas e nosso foco. Irmãos e irmãs, se Deus está tentando fazer alguma coisa, enquanto estamos vivos, que Ele não nos deixe fora disso. Que nos permita “ficar de pé como o guerreiro” com nossos rostos voltados para o inimigo. Ir ao campo de batalha; e não ser deixado para trás. Permita-nos ver o que podemos fazer com todo o poder que nosso Pai nos concede.  Nos deixe perdir-Lhe direção e prosseguir adiante. Não importa quão pequenos somos, quão impossibilitados, limitados nossos recursos ou nossos talentos, Deus nos usará para fazer algo grandioso porque esta é a Sua causa; e é Ele quem a promove.

Deus possa abençoar Você!

May God bless you:

(Pastor David Clayton, of Restoration Ministries, writes from Jamaica. You may contact him at: P. O. Box 23, Knockpatrick, Manchester, Jamaica, West Indies. Telephone: (876) 904-7392; e-mail: david000@cwjamaica.com <mailto:david000@cwjamaica.com>. Restoration Ministries materials can be viewed on the Internet at their web site: <http://www.restorationministry.com>.)

 

RETORNAR para JUDICIAIS

HOME